MacSpeech Dictate: finalmente um software de reconhecimento de voz decente para Mac

MacSpeech DictateMal foi lançado e já ganhou o Macworld Expo Best of Show 2008. Falo do Dictate, da MacSpeech, novo software de reconhecimento de voz para a plataforma Mac — evolução do iListen, até então considerado bem básico comparado à soluções disponíveis no mundo Windows como o Dragon NaturallySpeaking, da Nuance Communications.

O programa já vem configurado de forma a proporcionar ao usuário um excelente nível de acerto logo após a sua instalação, ou seja, não é necessário um “período de treinamento”. Testes realizados por David Pogue — do New York Times — geraram uma média de 99,1% de acertos, isto é, em um texto com 1.000 palavras, o software só errou 9 delas.

Como podem imaginar, o Dictate não serve apenas para escrever textos via voz — o que já é simplesmente maravilhoso e, como comenta Pogue, difícil até mesmo de entender, depois de anos acostumados a digitar por horas a fio, cansar os dedos, e até mesmo evitar novos trabalhos pelo cansaço proporcionado pelo teclado. Ele funciona também como um ouvinte de comandos para o sistema, permitindo que as mais variadas ações sejam feitas via voz: abrir e fechar aplicativos, substituir atalhos de teclado pela voz etc.

O Dictate já vem com tudo o que você precisa — inclusive fones de ouvido com microfone — em um pacote que custa hoje US$200. Ele funciona em todos os populares softwares disponíveis para a plataforma, como as suítes Microsoft Office, iLife e iWork, iChat, Mail, Adobe Creative etc.

O problema, pessoal, é que ele deve ter sido totalmente desenvolvido em cima do idioma inglês. Não sei dizer quão preciso ele seria ditando textos em português, mas irei averiguar isso a partir do dia 15 de fevereiro, quando ele estiver disponível no mercado.

[Dica do Edson Andrade, obrigado!]

Se houver algum erro no post acima, selecione-o e pressione Shift + Enter ou clique aqui para nos notificar. Obrigado!

Sobre o Autor

Fundador e editor-chefe
Google+

Graduado em Comunicação Social com Habilitação em Publicidade e Propaganda na Universidade Salvador – UNIFACS, tem paixão pela Apple e seus produtos desde quando adquiriu seu primeiro iMac (um G3 Blueberry), em agosto de 2000. Não desgruda do seu iPhone 6 (cinza espacial) e costuma trabalhar num MacBook Pro Retina de 15 polegadas, mas também usa um iPad Air como quebra-galho em certas ocasiões. No tempo livre, adora utilizar a Apple TV esparramado no sofá.

Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeitosas e construtivas. O espaço acima é destinado a discussões, debates sobre o tema e críticas de ideias, não às pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão tolerados de maneira nenhuma e nos damos ao direito de ocultar/excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, preconceituoso, calunioso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem nome completo e/ou email válido). Em caso de insistência, o usuário poderá ser banido.