Ex-empregados da Apple lançam Apperian e visam ao mercado corporativo do iPhone

Uma nova empresa chamada Apperian acaba de ser fundada, com o objetivo de preencher um vácuo no mercado de firmas de consultoria com expertise na plataforma Apple — em especial, no seu segmento móvel, com o iPhone.

Apperian

Dirigida por ex-empregados da própria Maçã (e alguns da Motorola), a Apperian visa a explorar as melhores capacidades dos gadgets para desenvolver aplicativos focados no mercado corporativo. Um dos cabeças (CEO e fundador) é Chuck Goldman, ex-diretor de engenharia de campo de serviços profissionais da Apple. Segundo ele, a Apperian já trabalha em dois grandes projetos: um com uma seguradora de automóveis e um com uma imobiliária.

Quem acompanha o mundo Apple há mais tempo sabe que ela tem uma presença/importância bem pequena no segmento empresarial. Há tempos, Macs eram vistos como “máquinas para o público de marketing, criação, design, publicidade” e afins.

Mas isso tudo mudou de uns anos para cá e, agora, com uma fatia de quase 10% do mercado mundial de computadores, a firma de Cupertino tem sido muito mais considerada por pequenas, médias e grandes empresas — seja pelos seus desktops, pelos seus laptops e agora também pelo seu smartphone. Com essa mudança de perfil e percepção de marca, vem também a necessidade de novas companhias especializadas em desenvolvimento e suporte para softwares voltados a corporações.

A Apperian é apoiada pela Apple, mas não se sabe muito, ainda, qual a profundidade de envolvimento desta no projeto (sócia investidora, quem sabe?). Independente de qualquer coisa, saber da existência de uma empresa especializada em iniciativas do tipo é excelente e só tende a elevar ainda mais a curva de crescimento do ecossistema Apple/iPhone no mundo corporativo.

[Via: Xconomy.]

Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeitosas e construtivas. O espaço acima é destinado a discussões, debates sobre o tema e críticas de ideias, não às pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão tolerados de maneira nenhuma e nos damos ao direito de ocultar/excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, preconceituoso, calunioso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem nome completo e/ou email válido). Em caso de insistência, o usuário poderá ser banido.