Google Chrome trará suporte integrado ao Flash Player a partir da versão 5

O Google anunciou hoje a disponibilidade de versões de desenvolvimento do Chrome que oferecem o Flash Player integrado ao binário/pacote de instalação, tanto para Mac OS X quanto para Linux e Windows. Atualmente, o suporte ao plugin era gerenciado pelo sistema operacional nativo, mas no futuro será a própria gigante de buscas quem se encarregará de mantê-lo atualizado com base nas correções anunciadas pela Adobe, através do sistema de updates do navegador.

Essa é apenas a primeira iniciativa de um projeto conjunto das duas empresas com a Mozilla, para aprimorar o comportamento de plugins com navegadores web. Do ponto de vista técnico, o projeto mudará completamente a forma como ambos se comunicam, permitindo que tenham o mesmo nível de estabilidade, performance e segurança e possam se comportar de forma integrada nas páginas, com suporte a manipulações por meio de CSS e JavaScript.

Em poucas palavras, essa nova parceria tentará acabar com a falta de integração dos plugins com as próprias páginas web, melhorando a experiência dos usuários com conteúdo Flash em qualquer navegador. A Mozilla está encarregada de hospedar a documentação técnica sobre a nova API de plugins que tornará isso possível, enquanto a Adobe está fazendo a sua parte para mudar o que for necessário no Flash Player.

Apesar de esse trabalho parecer voltado para a experiência geral do Flash no Mac, é bom lembrar que o objetivo do projeto é melhorar a qualidade de browsers e plugins de uma forma geral, sem entrar em detalhes sobre os problemas de cada um deles. Isso apenas despertará interesse em desenvolvedores web, que até hoje passam por problemas ao manipular plugins em seu conteúdo com tecnologias nativas.

Na perspectiva do usuário, contar com o Flash integrado ao Chrome incluirá outros benefícios, referentes à sua arquitetura própria de múltiplos processos (incluindo o fato de que ele poderá ser desativado em caráter permanente), mas isso será apenas uma exclusividade dele por enquanto — no que depender da Apple, imagino que isso continuará assim para sempre. Por outro lado, ela costuma oferecer updates para múltiplas vulnerabilidades do Flash em seus Security Updates para o Mac OS X, o que indiretamente beneficia usuários do Safari.

[via TechCrunch]

Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeitosas e construtivas. O espaço acima é destinado a discussões, debates sobre o tema e críticas de ideias, não às pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão tolerados de maneira nenhuma e nos damos ao direito de ocultar/excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, preconceituoso, calunioso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem nome completo e/ou email válido). Em caso de insistência, o usuário poderá ser banido.