Recurso FaceTime para vídeo-chamada no iPhone 4 não gastará minutos dos planos de telefonia móvel

Ao ser contatado pelo Silicon Alley Insider, um representante da Apple afirmou que a função de vídeo-chamada do iPhone 4 — denominada FaceTime — não deverá gastar minutos extras dos planos de telefonia móvel dos usuários ao ser usado, mesmo com a necessidade de se realizar uma ligação telefônica para ter a acesso a ela. De acordo com o porta-voz da Maçã, a ligação via rede celular é cortada assim que a vídeo-chamada é estabelecida entre dois aparelhos.

Daí em diante, ela prossegue através de uma rede Wi-Fi — eu não sei dizer se isso é bom ou ruim: deve haver gente por aí que gostaria de ficar com a ligação em segundo plano, pro caso de a conexão Wi-Fi ser interrompida inesperadamente, mas, por outro lado, há quem prefira dispensar isso e economizar na conta telefônica. Por enquanto, não será possível usufruir de vídeo-chamada exclusivamente em redes de telefonia móvel, mas isso está previsto para o futuro.

Por não precisar totalmente de uma rede celular, o FaceTime do iPhone 4 até pode ser integrado a Macs, iPods touch e iPads no futuro, mas ninguém quer especular muito a respeito disso.

No caso do Mac OS X, são fortes as chances de o FaceTime se tornar acessível por usuários do iChat, mas, para isso acontecer, uma das coisas em que a Apple deverá pensar é como remover a necessidade de acessar o recurso sem precisar da ligação telefônica inicial para seu novo smartphone.

Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeitosas e construtivas. O espaço acima é destinado a discussões, debates sobre o tema e críticas de ideias, não às pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão tolerados de maneira nenhuma e nos damos ao direito de ocultar/excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, preconceituoso, calunioso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem nome completo e/ou email válido). Em caso de insistência, o usuário poderá ser banido.