Problemas com sensor de proximidade do iPhone 4 também podem estar relacionados com software

Um número considerável de usuários vem notando problemas meio complicados com o sensor de proximidade do iPhone 4, usado para detectar a aproximação do rosto dos usuários ao atender uma ligação e assim desligar a tela automaticamente, economizando bateria e evitando comandos espúrios. Há casos registrados nos fóruns de suporte da Apple em que algumas unidades do produto não são capazes de corresponder ao sensor apropriadamente, resultando até mesmo em telas pretas e falta de resposta após ligações serem encerradas.

iPhone 4 no escuro, sombrio

Outros casos mais sérios mostraram que os botões na tela de ligação do iPhone ainda ficavam ativos com a tela desligada, deixando espaço para os usuários os pressionarem acidentalmente ao aproximar a orelha. Algumas soluções para eliminar essa anomalia até existem (como dar um reset nas configurações do aparelho (o que é diferente de fazer um restore) ou restaurar as configurações), mas nem todo mundo tem relatado sucesso ao tomar tais ações.

Não dá para afirmar com clareza o que está causando esses defeitos de funcionamento no sensor de proximidade, mas os mais pessimistas apontam para um resultado adverso da sua mudança de lugar, em função da adição da câmera frontal. Entretanto, considerando que alguns conseguiram fazer o sensor voltar a funcionar após um simples reset, talvez seja possível corrigir essa pequena falha apenas via software.

Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeitosas e construtivas. O espaço acima é destinado a discussões, debates sobre o tema e críticas de ideias, não às pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão tolerados de maneira nenhuma e nos damos ao direito de ocultar/excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, preconceituoso, calunioso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem nome completo e/ou email válido). Em caso de insistência, o usuário poderá ser banido.