Patenteie para travar: controles luminosos na tampa de MacBooks e marca Places

Alguns inventos da Apple parecem convergir para um tipo de funcionalidade que poderá em breve se tornar lugar comum em computadores portatéis — ou pelo menos naqueles com uma maçã na tampa. Já vimos uma patente que fala sobre microperfurações para transmitir luz e outra que trata da inserção de sensores capacitivos em carcaças de alumínio a ponto de criar “superfícies vivas”. Que tal mais uma possível aplicação para isso? Uma patente recente descreve controles invisíveis dispostos na tampa ou em outras regiões de um notebook.

Patente de controles invisíveis em MacBook

Empregando microperfurações e sensores sob o alumínio, a Apple descreve formas de distribuir áreas sensíveis ao toque e indicadores pela superfície de um MacBook sem alterar sua aparência externa quando ele estivesse em repouso. Uma possível implementação seria usar esse tipo de controle para substituir o tradicional botão usado para indicar a carga restante na bateria; outra possibilidade seria colocar controles de playback na carcaça ou até na tampa — um MacBook Pro com isso seria o iPod mais caro e pesado da história da Maçã. :-P

Mas como um usuário poderia saber que há um controle naquela região? A Apple jamais pintaria a superfície do alumínio com marcadores permanentes — não quando a ideia é justamente ter comandos invisíveis.

Patente de controles invisíveis em MacBook

A solução é bem simples: além de sensores de toque, poderia haver sensores de proximidade que fariam os controles se iluminarem com a proximidade das mãos do usuário. Além de tornar os controles visíveis, a proximidade também poderia fazer os sensores de toque se ativarem, podendo alternar entre um modo e outro conforme fosse conveniente. Em outras palavras, com um gesto, os botões se acendem e depois somem — mágico o suficiente, pra você?

· · ·

Enquanto isso, na Europa…

Registro da marca PLACES

A Apple acaba de registrar a marca “Places” em quatro categorias internacionais (009, 041, 042 e 045) que cobrem basicamente computadores, dispositivos eletrônicos, serviços de educação ou entretenimento, redes sociais e localização de pessoas usando GPS. Atualmente já existe o Places do iPhoto ‘11, mas patentes prévias indicam que algo mais suculento pode estar sendo preparado, seja para concorrer com o Google Latitude, dinamizar o iOS ou apimentar a iAd.

[via Patently Apple: 1, 2]

Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeitosas e construtivas. O espaço acima é destinado a discussões, debates sobre o tema e críticas de ideias, não às pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão tolerados de maneira nenhuma e nos damos ao direito de ocultar/excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, preconceituoso, calunioso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem nome completo e/ou email válido). Em caso de insistência, o usuário poderá ser banido.