Patenteie para travar: marcas de maçãs e raios, controle remoto, indução magnética e mais

A Apple (Inc.) registrou na sexta-feira passada duas marcas que encerra uma briga histórica com outra Apple (Corps). Veja só os dois desenhos de que a Maçã se apossou:

Registro de marca das maçãs da Apple Corps

Eles são nada menos que a arte usada no LP Abbey Road, dos Beatles, lançado pela Apple Corps. Essas marcas foram registradas na Europa sob as categorias internacionais 009, 014, 015, 016, 018, 025, 028, 035, 037, 038, 040, 041, 042 e 045, muitas delas relacionadas direta ou indiretamente com música. É, os tempos mudaram… menos pro Bon Jovi. :-P

· · ·

Outra marca registrada pela Apple, esta no Canadá, parece bem mais estranha: Thunderbolt.

Registro de marca Thunderbolt

Tipo… hã? Não era pra ser da Intel, essa marca?

· · ·

Agora, vamos aos inventos! O primeiro deles mostra o que parece ser um controle remoto para câmeras que troca informações com gadgets e não apenas dá acesso a funções básicas como poderia também oferecer alertas e notificações sobre mudanças de estados da câmera.

Patente de controle remoto para câmera

· · ·

Duas patentes relacionadas com áudio são bem interessantes: uma delas descreve métodos para modificar arquivos sonoros a partir de informações contidas em imagens (vai entender, mas parece ter alguma relação com a patente de ringtones de vídeo recentemente publicada) e a outra… bem, uma imagem vale mais que mil palavras.

Patente de gadget rodando como vitrola

Parece que a Apple quis patentear a possibilidade de você girar um gadget e ele reproduzir uma música conforme ele gira — como se imitasse o movimento de um LP… talvez para alegrar o Bon Jovi. :-P Mas só tem um problema: isso não é muito original.

· · ·

Mais um invento interessante: a Apple parece estar interessada em aumentar a autonomia de seus gadgets da forma mais inusitada! Em vez de investir em baterias maiores e mais eficientes, a Maçã parece ter planos de fazer com que haja geração de energia nos próprios aparelhos.

Patente de recarga por indução magnética

Um sistema de espirais impressas e ímãs deslocáveis transformaria energia mecânica em elétrica através de um sistema de indução interno. Algo como “agite para recarregar”, ou converter a sua energia (“sua” como em “dos seus músculos”), que normalmente é usada para agitar e mover um iPhone, em eletricidade. Mááágico!

· · ·

Por fim, a Apple também patenteou um processo de produção de alumínio anodizado brilhante e colorido (pense “nanocromático”), algo que se baseia em uma sequência de texturizações, polimentos e anodização.

[via Patently Apple: 1, 2, 3, 4]

Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeitosas e construtivas. O espaço acima é destinado a discussões, debates sobre o tema e críticas de ideias, não às pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão tolerados de maneira nenhuma e nos damos ao direito de ocultar/excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, preconceituoso, calunioso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem nome completo e/ou email válido). Em caso de insistência, o usuário poderá ser banido.