Apple é processada por placas lógicas de MacBooks defeituosas; cliente busca ação popular

Morador de McAllen, no Texas (Estados Unidos), Omar Rosales abriu ontem um processo contra a Apple focado em placas lógicas de MacBooks defeituosas.

MacBook Pro na iFixit

De acordo com Rosales, a placa do seu MacBook comprado em 2008 morreu após dois anos de uso — o que lhe fez gastar mais de US$330 pela substituição.

Em seu processo, o consumidor exige da Apple uma máquina substituta, reembolso completo ou ressarcimento pelos custos de reparo. E ele busca levar o processo ao estado de ação popular, envolvendo outros clientes que também tenham se sentido lesados pela companhia.

Se esse problema fosse algo generalizado e causado por algo deliberado da parte da Apple (como má engenharia e/ou uso de componentes baratos), eu até entenderia. Fora isso, tenho algo a dizer para Rosales: eletrônicos falham, não importa o que seja ou por quem tenham sido fabricados.

[via Patently Apple]

Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeitosas e construtivas. O espaço acima é destinado a discussões, debates sobre o tema e críticas de ideias, não às pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão tolerados de maneira nenhuma e nos damos ao direito de ocultar/excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, preconceituoso, calunioso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem nome completo e/ou email válido). Em caso de insistência, o usuário poderá ser banido.