Novo aplicativo do YouTube, criado pelo Google, chega à App Store

Com a liberação da quarta versão beta do iOS 6, no começo de agosto, a Apple removeu o aplicativo nativo do YouTube do sistema, informando que a licença para incluí-lo no iOS acabou e que o Google já estava trabalhando em uma nova versão, a qual seria distribuída através da App Store. Pois hoje esta versão chegou à loja de aplicativos da Apple.

App YouTube

A maioria das funções que esperamos fazem parte do app, incluindo o compartilhamento em redes sociais (Google+, Twitter e Facebook) e a possibilidade de assistirmos aos videoclipes oficiais de artistas/bandas — alguns, é claro, com direito a publicidade. Deslizando para direita, o usuário tem acesso à sua conta e aos canais os quais assina. A busca também trouxe novidades, já que agora conta com sugestões de palavras enquanto digitamos e a famosa busca por voz.

Contudo, não é possível escolher a resolução do vídeo, como na versão desktop. Além disso, o app está disponível apenas para iPhones/iPods touch — segundo o The Verge, usuários de iPads terão que esperar alguns meses para poder brincar com ele. Também não sabemos se o Google planeja lançar uma nova versão ou se atualizará esta, tornando-a universal — o que faz mais sentido, até mesmo levando o histórico de apps da empresa.

O YouTube requer o iOS 4.3 ou superior, já chega compatível com o nosso idioma e não custa nada na App Store [7,5MB].

Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeitosas e construtivas. O espaço acima é destinado a discussões, debates sobre o tema e críticas de ideias, não às pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão tolerados de maneira nenhuma e nos damos ao direito de ocultar/excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, preconceituoso, calunioso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem nome completo e/ou email válido). Em caso de insistência, o usuário poderá ser banido.