Passbook: entenda como funciona este novo recurso do iOS 6

Passbook no iPhone 5Muitos leitores perguntam pra gente o que é o Passbook, e como ele funciona. Como sempre, quando um novo recurso é introduzido pela Apple, demora um pouco para engrenar — pelo menos até desenvolvedores e parceiros abraçarem a ideia.

Uma boa forma de explicar o Passbook é traçar um paralelo com a Banca (Newsstand), que chegou com o lançamento do iOS 5, há um ano. Revistas e jornais que implementaram o recurso aparecem dentro do app Banca, e tiram proveito de todo um ecossistema criado pela Apple — como downloads de novas edições automáticos, imagem de capa atualizada de acordo com a edição, etc. Podemos dizer que o Passbook é “parecido”, mas em vez de revistas e jornais, temos cartões de embarque, cupons, cartões de fidelidade, ingressos de cinema, shows e jogos, etc.

O primeiro grande diferencial deles é que apps compatíveis com a Banca vão para dentro da Banca. No Passbook, eles continuam na tela inicial do iPhone/iPod touch. O que vai pra dentro do Passbook, nesse caso, é o conteúdo gerado por estes apps. Explico: pense no aplicativo de uma companhia aérea, por exemplo — muitos já estão compatíveis com o recurso. Todo conteúdo gerado por ele (cartões de embarque, por exemplo) pode ficar armazenado neste novo espaço, concentrando tudo num único lugar.

Como exemplo, baixei o app Lufthansa [grátis; 12,3MB; requer o iOS 5.0 ou superior de iPhones/iPods touch] e fiz um check-in falso (disponível no app, para mostrar como funciona). Feito isso, recebi o cartão de embarque por email, o qual veio com a opção de download para o Passbook (último link).

Demo do PassbookDemo do PassbookDemo do Passbook

Clicando nele, o cartão de embarque abre no Safari com a opção de ser adicionado ao Passbook. Depois disso, o bilhete passa a ter recursos bem bacanas, como notificações na tela do aparelho assim que você chega ao aeroporto (para facilitar a sua vida na hora de “pegar a passagem”), avisos de alteracões de portão de embarque, entre outras coisas.

O exemplo acima é apenas um, mas o Passbook serve, como disse, não só para cartões de embarque, mas para muitas outras coisas. Espero que tenha ficado claro e que você possa aproveitar o recurso. ;-)

Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeitosas e construtivas. O espaço acima é destinado a discussões, debates sobre o tema e críticas de ideias, não às pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão tolerados de maneira nenhuma e nos damos ao direito de ocultar/excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, preconceituoso, calunioso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem nome completo e/ou email válido). Em caso de insistência, o usuário poderá ser banido.