Dicas: como fazer a bateria do seu iPhone durar mais e ainda melhorar a performance dele no iOS 7


Caneta Para notificar nossos editores de um erro no post, selecione o texto e pressione Ctrl + Enter.
Por
27/09/2013 às 21:37

Bateria no iOS 7Toda vez que sai uma atualização do iOS, por mais ou menos significativa que seja, aparece gente dizendo que a autonomia piorou e outros afirmando que ela melhorou. Muitos falam isso poucas horas depois de instalarem, como se já desse pra fazer uma avaliação dessas em tão pouco tempo.

Para fabricantes de hardware (como a Apple) e desenvolvedoras de softwares/sistemas operacionais (idem), é sempre um grande desafio fazer bom uso dos recursos disponíveis de forma a maximizar essa autonomia. Porém, na vida real, são inúmeros os fatores que podem influenciar na experiência prática de cada pessoa.

Aproveitando a chegada do iOS 7, reunimos neste artigo algumas dicas que podem ajudar o seu iPhone (na verdade iPads e iPods touch, também) durar mais tempo ligado antes de necessitar de uma recarga e ainda, de quebra, melhorar um pouco a performance de uso dele.

Vamos lá? 😉

Uso

Vamos começar com uma observação que é tão óbvia que pode passar despercebida por muitos. Não tem mistério: quanto mais você fizer uso do seu aparelho, mais bateria será consumida.

Quando eu falo em “uso”, estou me referindo inclusive aos momentos em que o seu aparelho pode nem estar na sua mão mas também está sendo usado — como quando você recebe notificações instantâneas (via push), por exemplo, ou quando ele está tocando alguma música.

É importante colocar isso, para que algumas das dicas a seguir façam mais sentido.

Reduza o brilho da tela

De todos os componentes que compõem o seu iGadget, provavelmente o que mais consome a bateria é a tela. Portanto, se a sua costuma ficar ligada muito tempo, você terá uma autonomia melhor se pelo menos o brilho não estiver muito forte.

Brilho da tela

Se você é daqueles que adora manter a tela com muito brilho, a opção que recomendamos é você ativar o “Brilho Automático” indo em Ajustes » Imagens de Fundo e Brilho. Desta forma, pelo menos quando você estiver num ambiente escuro, o próprio aparelho irá reduzir o brilho para você.

Caso você consiga — e até goste — de usar o iGadget com pouco brilho na tela, então até desligue o “Brilho Automático” e deixe a barrinha de ajuste numa posição de um terço para baixo. Aí, o ajuste fino é por sua conta.

Outra dica bacana: certifique-se de que a opção “Nunca” *não* esteja selecionada em Ajustes » Geral » Bloqueio Automático, pois se estiver você sempre terá que desligar a tela do seu aparelho manualmente, pressionando o botão superior. Se puder escolher ‟1 minuto”, excelente!

Reduza as notificações instantâneas

A tecnologia push é sensacional e certamente o iPhone (ou qualquer smartphone) não seria o mesmo sem elas. Todavia, isso é algo que consome *bastante* bateria pois:

  1. Periodicamente (múltiplas vezes por minuto!) o seu aparelho fica se comunicando com servidores em busca de novos alertas para lhe passar. Isso inclusive faz o consumo de dados (seja via Wi-Fi ou 3G/4G) aumentar, ainda que numa escala bem pequena.
  2. Quando há uma nova notificação a lhe apresentar, no mínimo o aparelho liga a tela e mostra para você por alguns segundos.
  3. Algumas notificações ainda vão além e emitem um som ou podem até fazer o dispositivo vibrar levemente. A combinação de tudo isso é um soco no estômago da sua bateria, ainda mais ocorrendo inúmeras vezes todos os dias.

Portanto, o que recomendamos aqui, caso você não queria/possa desligar totalmente as notificações instantâneas do seu iGadget, é que pelo menos mantenha ativo apenas o que realmente acha útil e imprescindível.

O gerenciamento geral disso é feito em Ajustes » Central de Notificações, mas alguns aplicativos oferecem também configurações dentro deles próprios. No caso do WhatsApp Messenger, só pra citar um exemplo famoso, você pode escolher não ser notificado quando mensagens forem enviadas para chats em grupo.

Se você recebe emails no seu iGadget, não esqueça de verificar também as configurações de obtenção de novas mensagens em Ajustes » Mail, Contatos, Calendários » Obter Novos Dados. O “Push” é imediato, mas se você puder definir que ele cheque com menos frequência (de uma em uma hora, digamos) a sua bateria irá agradecer.

Conectividade

Em termos de “comunicação com o mundo externo”, o iPhone é um canivete suíço dos mais completos. Temos ali dentro Wi-Fi, rede celular, Bluetooth e GPS que podem (ou não) trabalhar juntos, a todo momento. Portanto, é preciso ter muita cautela pra sua bateria não ir pro saco já no meio do dia.

Usar redes Wi-Fi, via de regra, é muito melhor do que depender de uma rede celular. Elas não consomem dados do seu plano, costumam ser infinitamente mais rápidas — e é claro que você não precisa abrir mão disso quando estiver, por exemplo, na sua casa ou no seu trabalho. Porém lembre-se que, quando o iGadget não está conectado a uma rede Wi-Fi, ele está a todo momento buscando uma à qual se conectar. Então, se você conseguir adquirir o costume de desligar o Wi-Fi completamente quando não for usá-lo, certamente ganhará na autonomia.

iPad mini com Wi-Fi + Cellular

Da mesma forma, é simplesmente demais hoje podermos acessar a internet de todo e qualquer lugar com dados transferidos a partir de redes celulares. Mas se você já estiver num local com Wi-Fi, desligá-los pode também fazer um bem para a sua bateria. Indo além, caso você precise muito usar a rede celular mas queira economizar bateria, desligar o 3G/4G e se contentar com a velocidade podre das redes EDGE também contribui absurdamente com a autonomia.

Salvas raras exceções, manter o Bluetooth ligado no seu iGadget só servirá para piorar a autonomia dele. Essa tecnologia utiliza uma frequência de rádio de curto alcance, ou seja, se você não for usuário de um headset sem fio, um smartwatch, uma pulseira inteligente ou não utilize o Bluetooth para fazer o seu iPhone se comunicar com o sistema de som do seu carro, por exemplo, dificilmente você fará uso ele. Caso seja esse o seu caso, tente só ativar o Bluetooth quando for realmente necessário.

Por fim, outro componente que também pode ser um bom “sugador” é o GPS do seu iPhone ou iPad com 3G/4G. Se os benefícios oferecidos por ele não forem imprescindíveis para você, dirija-se a Ajustes » Privacidade » Serv. Localização e desative a opção no topo. Se não quiser fazer isso de maneira geral, logo abaixo você pode filtrar isso por app ou serviço do sistema. Seja rigoroso! 😉

O legal é que o iOS 7 agora conta com a Central de Controle, puxada de qualquer lugar que você estiver, deslizando o dedo da parte bem inferior da tela para cima. Por ela é possível ativar/desativar, a qualquer momento, o Modo Avião, o Wi-Fi, o Bluetooth e o modo Não Perturbe, bem como ajustar o brilho e uma série de outras coisas.

Apps em segundo plano

Multitarefa do iOS 7Por falar em aplicativos, eles muitas vezes são os grandes vilões do uso exacerbado de bateria. A Apple e muitos desenvolvedores costumam ter grande preocupação com esse quesito ao criar e testar seus apps, mas não é algo que acontece em 100% dos casos.

Pra “piorar” um pouco a situação, o iOS 7 agora possui um sistema de multitarefa real, que de fato deixa aplicativos rodando e atualizando conteúdos mesmo em segundo plano. Isso na prática é sensacional, porém vai totalmente contra os desejos de quem só quer recarregar o iPhone uma vez por dia.

Felizmente, a Apple criou uma nova área onde usuários podem configurar isso exatamente da forma que quiserem. Em Ajustes » Geral » Atualização em 2º Plano você tem a opção de desligar isso de maneira geral ou, mais uma vez, por app.

Se você quiser manter algum dos aplicativos nessa lista com a atualização ativada mas sabe que ele consome bastante bateria, lembre-se sempre de fechá-lo manualmente quando não estiver mais usando. Para isso, dê um duplo-clique no botão Home e “jogue” a janela do respectivo app para cima.

E por falar em apps e atualizações, o iOS 7 agora também faz updates automáticos para novas versões — mas somente se você quiser. A opção referente a isso está em Ajustes » iTunes e App Store, na área “Transferências Automáticas”. Se você tiver um plano de dados limitado, não esqueça de desmarcar a última opção nessa tela.

Busca do Spotlight

Muita gente até esquece da existência dele, mas o recurso de busca do iOS (chamado Spotlight) é bastante poderoso. Para que ele possa funcionar a contento, dando resultados “imediatos”, é preciso que o sistema atualize constantemente uma espécie de índice para suas buscas. Isso, como você já pode imaginar, também afeta a bateria.

Em Ajustes » Geral » Busca do Spotlight, é possível não só reordenar como também desativar todos os tipos de conteúdo que você não quer que apareçam nas suas buscas. Isso ajuda a torná-las mais “limpas”, porém ao mesmo tempo descarta a necessidade de o iOS ficar indexando os conteúdos relacionados com aquela categoria.

Desta maneira, é interessante que você só deixe ativados os itens que de fato costuma utilizar com o Spotlight. Se você nunca ou raramente utiliza esse sistema de buscas do sistema, desmarque tudo e corra pro abraço.

Aproveitando a oportunidade, vale notar que o Spotlight mudou de lugar no iOS 7: antes ele ficava na primeira “tela”, lá na esquerda; agora ele é acessível de qualquer tela com ícones de apps, bastando deslizar o dedo de cima para baixo numa região central da tela (se fizer isso bem lá de cima, irá puxar a Central de Notificações).

“Eleve para Falar”

Alguns de vocês podem nem saber disso, mas a Siri não é somente acessível pressionando e segurando o botão Home. Ela possui um recurso chamado “Eleve para Falar”, que permite a você simplesmente levar o iPhone ao ouvido para ativá-la.

O problema, claro, é que para isso funcionar o iPhone precisa manter a todo momento o seu sensor de proximidade ativado — o que *também* consome bateria. Então, se você puder abrir mão do recurso, desative-o em Ajustes » Geral » Siri.

Flash

Não, não estamos falando do Flash da Adobe. Este, se rodasse no iOS, seria sem dúvida nenhuma um baita sugador de bateria! 😛

Câmera iSight e flash LED duplo do iPhone 5s


Mas o outro flash, este com letra minúscula e que fica ao lado da câmera traseira do seu iPhone, também é um belo beberrão. A dica, aqui, é só ativá-lo para tirar fotos realmente quando houver necessidade, em ambientes com baixa luminosidade.

Quando for usar o seu iPhone como “lanterna”, com o flash ativado (isso agora pode ser feito até mesmo pela Central de Controle!), também maneire no uso pois não existe forma melhor de drenar a bateria do smartphone do que essa.

Firulas do iOS 7

Camadas da interface do iOS 7Quem já está usando o iOS 7 percebeu que o sistema vem cheio de novas “firulas”, que incluem alguns efeitos e animações. Conforme já noticiamos aqui no site, existem pessoas que estão até mesmo sentido náuseas por causa disso.

Em Ajustes » Geral » Acessibilidade » Reduzir Movimento você pode ativar uma opção que diminui boa parte dessas “firulas”, inclusive o efeito de paralaxe presente em iGadgets mais modernos. Isso, de quebra, pode ajudar na autonomia do seu aparelho.

Observem que estamos falando em “reduzir”, não em “desativar”. Diversas animações — como a que dá um zoom quando você entra numa pasta — continuam no sistema, mesmo com essa opção ligada. Quem sabe, num futuro update, a Apple decida oferecer algo mais, digamos, “agressivo”.

Redefinindo Ajustes

Se você simplesmente atualizou o seu iPad ou iPhone/iPod touch da versão anterior para o iOS 7, é bem provável que existam certos Ajustes no aparelho que podem prejudicar a performance dele e, de quebra, o consumo de bateria. Por isso, vale realizar alguns procedimentos que são chatinhos, mas que você só precisará fazer uma única vez.

A primeira tentativa é escolher “Redefinir Ajustes de Rede” dentro de Ajustes » Geral » Redefinir. Isso limpará todas as suas configurações relacionadas com rede — incluindo, por exemplo, suas conexões com hotspots Wi-Fi.

Muitas vezes o procedimento acima é suficiente, mas em alguns casos o corrompimento dos Ajustes está em outro local, por isso é preciso escolher a opção “Redefinir Todos os Ajustes” — esta sim, mais drástica. Observe que há outra opção que inclui até mesmo apagar todo o conteúdo o seu aparelho, mas *não* é isso o que queremos.

Se você quiser ir ao extremo (mesmo!), utilize o iTunes no seu Mac/PC para restaurar o seu iGadget com o iOS do zero e *não* puxe mais o seu backup para ele. Tudo estará como vem de fábrica e você terá que praticamente reconfigurá-lo todo do zero, mas algumas pessoas já relataram excelentes experiências fazendo isso.

·   ·   ·

Aos que forem experimentar todas ou algumas destas dicas, não deixem de comentar dizendo o que acharam! 😉

Posts relacionados

Carregar mais posts recentes

Relatório de erro de ortografia

O texto a seguir será enviado para nossos editores: