A Apple anunciou hoje a criação do primeiro “Centro de Desenvolvimento de Apps para iOS” (iOS App Development Center) na Europa, situado em uma instituição parceira na cidade de Nápoles (Itália).

A proposta da empresa é “dar a estudantes capacidades práticas e treinamento no desenvolvimento de apps para iOS para o ecossistema de aplicativos mais inovador e vibrante do mundo”. Ela dará apoio total a professores, oferecendo um currículo especializado de preparação para desenvolvedores interessados em adentrar nesse mundo.

“Na Europa estão alguns dos desenvolvedores mais criativos no mundo e estamos contentes em ajudar a próxima geração de empreendedores na Itália a obter as capacidades de que precisam para suceder”, disse Tim Cook, CEO da Apple. “O sucesso fenomenal da App Store é uma das forças por trás de mais de 1,4 milhão de empregos que a Apple criou na Europa e apresenta oportunidades ilimitadas para pessoas de todas as idades e negócios de todos os tamanhos, por todo o continente.”

A Apple afirmou que espera levar o mesmo programa para outros países, e o curioso é que há tempos já temos uma iniciativa bastante similar e bem-sucedida aqui no Brasil: o chamado Brazilian Education Program for iOS Development, ou BEPiD.

A escolha da Itália é no mínimo curiosa; recentemente, a Apple pagou uma multa de R$1,3 bilhão por lá, devido a uma investigação de fraude fiscal.

  • Marllon Carvalho

    Certeza que deve ter sido um acordo entre a Apple e o Governo italiano por conta da multa de fraude fiscal.

Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeitosas e construtivas. O espaço acima é destinado a discussões, debates sobre o tema e críticas de ideias, não às pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão tolerados de maneira nenhuma e nos damos ao direito de ocultar/excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, preconceituoso, calunioso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem nome completo e/ou email válido). Em caso de insistência, o usuário poderá ser banido.

O MacMagazine faz parte do grupo iMasters, mantido pelas seguintes empresas: