Apple divulga lucro recorde de US$18,4 bilhões no primeiro trimestre fiscal de 2016 [atualizado 2x]


A Apple acaba de divulgar seus resultados financeiros referentes ao primeiro trimestre fiscal de 2016, cujo período foi finalizado em 26 de dezembro de 2015.

A companhia previa uma receita entre US$75,5 e US$77,5 bilhões, e fechou dentro: US$75,9 bilhões. O lucro líquido no trimestre foi recorde (para qualquer empresa), de US$18,4 bilhões, ou de US$3,28 por ação diluída. No primeiro trimestre fiscal de 2015, os números foram de respectivamente US$74,6 bilhões, US$18 bilhões e US$3,06.

A margem bruta no período foi de 40,1%, ligeiramente acima dos 39-40% previstos e contra 39,9% do primeiro trimestre fiscal de 2015. Vendas internacionais compreenderam 66% de todo o faturamento trimestral.

Eis os números de vendas por linhas de produtos:

De acordo com a Apple, a sua atual base instalada é de 1 bilhão de usuários — compreendendo iPhones, iPads, Macs, iPods touch, Apple TVs e Apple Watches utilizados em seus serviços nos últimos 90 dias.

Declaração do CEO (diretor executivo) Tim Cook:

Nosso time entregou o maior trimestre da história da Apple, graças aos produtos mais inovadores do mundo e a recordes históricos de vendas de iPhones, Apple Watches e Apple TVs. O crescimento do nosso negócio de Serviços acelerou-se durante o trimestre até produzir resultados recorde, e a nossa base instalada cruzou recentemente a grande marca de 1 bilhão de dispositivos ativos.

E a do CFO (diretor de finanças) Luca Maestri:

Nossas vendas recorde e fortes margens levaram a recordes históricos de lucro líquido e ganhos por ação diluída, mesmo com um ambiente macroeconômico bem difícil. Nós geramos um fluxo de caixa operacional de US$27,5 bilhões durante o trimestre, e devolvemos mais de US$9 bilhões a investidores através de recompras de ações e dividendos. Nós chegamos a US$153 bilhões dos nossos US$200 bilhões em programa de retorno de capital.

Olhando à frente para o segundo trimestre fiscal de 2016, a Apple prevê uma receita entre US$50 e US$53 bilhões, margem bruta entre 39% e 39,5%, gastos operacionais entre US$6 e US$6,1 bilhões, outras receitas/(despesas) de US$325 milhões, e uma taxa de impostos de 25,5%. Ou seja, a Apple está estimando uma queda em relação ao segundo trimestre fiscal de 2015 — quando ela faturou US$58 bilhões.

O conselho da Apple declarou um dividendo em dinheiro de US$0,52 por ação comum da companhia, pagável em 11 de fevereiro a todos os acionistas registrados no fechamento de negócios em 8 de fevereiro.

Às 20 horas (pelo horário de verão de Brasília), a Apple fará uma transmissão ao vivo — em áudio, pelo QuickTime — para tratar desses resultados e outros detalhes operacionais. Posteriormente, publicaremos todos os destaques aqui no MacMagazine.

Atualização · 26/01/2016 às 20:00

Alguns gráficos, compilados por Horace Dediu (@asymco):

Atualização II · 26/01/2016 às 20:09

A primeira reação de alguns analistas foi de que as vendas de iPhones “desapontaram” pois este foi o menor crescimento da história do smartphone. Mas ainda assim foi um crescimento, de 0,4%, e muitos esquecem estamos falando de quase 75 milhões de aparelhos num único trimestre. Trata-se de uma média de 34.000 aparelhos vendidos por hora, sem parar, durante 13 semanas consecutivas! E o preço médio por aparelho também chegou a um recorde de US$690,50.

Os números de iPads continuam preocupando, pois estão em queda constante. E desta vez tivemos a entrada do iPad Pro, porém ele só começou a ser vendido mais para o fim do trimestre fiscal e ainda com estoques bastante apertados. Veremos o que acontece com os números do tablet no segundo trimestre fiscal de 2016.

A Apple também publicou um documento complementar [PDF] indicando que, não fosse uma recente valorização do dólar frente a outras moedas, ela teria fechado o trimestre com um faturamento de US$80,8 bilhões — ou 8% a mais que no primeiro trimestre fiscal de 2015.

Posts recomendados
Comentários

O Modo Escuro foi ativado ou desativado.
Atualize esta página para ver os comentários.


Carregar mais posts recentes

Relatório de erro de ortografia

O texto a seguir será enviado para nossos editores: