Apple Brasil trabalha com Centros de Serviço Autorizados para desafogar demanda por trocas de iPhones


Logo da Apple (maçã) com a bandeira do BrasilJá cobrimos bem aqui no site a crise que a Apple Brasil enfrenta no atendimento a clientes em suas duas únicas lojas físicas nacionais, a Apple VillageMall e a Apple Morumbi.

Sabemos também que há anos o produto carro-chefe da Apple é o iPhone, e obviamente ele é também o maior responsável pelos atendimentos de suporte no Brasil e no mundo.

Para tentar desafogar a grande demanda que as duas lojas têm hoje, a Apple Brasil está trabalhando com Centros de Serviço Autorizados (Apple Authorized Service Providers, ou AASPs) de forma que o atendimento feito por eles seja equiparado ao das Apple Stores em si.

São três, os principais motivos para clientes preferirem ir a uma Apple Store em vez de um AASP:

  1. Garantia de um atendimento de qualidade.
  2. Disponibilidade imediata de aparelhos para troca.
  3. Preços inferiores aos cobrados por terceiros.

O ponto 1 desde sempre é uma preocupação da Apple, em todo o mundo. Obviamente, o nível de controle que ela consegue impor sobre AASPs é bem menor do que em lojas próprias — mas isso não quer dizer que ela não se preocupe com isso e não faça vistorias/testes periódicos, inclusive descredenciando empresas em certos casos.

A novidade da vez fica mesmo para os pontos 2 e 3. O MacMagazine apurou que a Apple Brasil já conseguiu acordar com alguns AASPs em São Paulo e no Rio de Janeiro para que passem a ter um mínimo estoque de iPhones (a partir da geração 5s) para troca imediata, bem como que passem a cobrar pela troca de aparelhos exatamente o mesmo que ela — pelo menos no pagamento à vista.

Para nós, brasileiros, preço sempre foi um fator decisivo e essa equiparação é muito bem-vinda. Entretanto, sem dúvida nenhuma o fato de não termos mais que esperar dias para que um novo iPhone chegue é o fator mais importante para que o serviço provido pelos AASPs passe a ser mais utilizado a partir de agora. Como sabemos, hoje em dia o iPhone é um aparelho essencial na nossa vida. Ter que entregar o dispositivo e esperar cerca de cinco dias (em média) para voltar a ter um iPhone é algo muito ruim.

A iniciativa ainda é bastante recente, mas é considerada uma “grande conquista” interna entre principalmente membros dos staffs de ambas as Apple Stores, que sofrem há tanto tempo com sobrecarga de atendimentos. Fica a nossa torcida para que essa política se expanda a fim de realmente beneficiar clientes da companhia em todo o nosso país.

Posts recomendados
Comentários

O Modo Escuro foi ativado ou desativado.
Atualize esta página para ver os comentários.


Carregar mais posts recentes

Relatório de erro de ortografia

O texto a seguir será enviado para nossos editores: