Review: mouse MX Anywhere 2, da Logitech


Caneta Para notificar nossos editores de um erro no post, selecione o texto e pressione Ctrl + Enter.
Por
01/10/2016 às 11:30

Antes de falar do mouse em si, deixa eu contar um pouco (resumidamente) a minha história com mouses mice.

Mice da Apple

Tudo começou em 2005, quando eu tive o meu primeiro contato com um Mac (mais especificamente, um iMac G5). Era a minha máquina de trabalho (eu estava estagiando em uma agência de eventos e lá só havia Macs).

Mighty Mouse

Esse iMac vinha com um Mighty Mouse — e, acredite se quiser, a Apple vende essa “belezura” até hoje. Minha experiência com esse mouse foi a pior possível; eu tinha uma capacidade excepcional de sujar a bolinha/scroll e, ao menos uma vez por semana (muitas vezes mais), tinha que parar o que estava fazendo para tentar limpar e ressusitar a maldita bolinha.

Depois do Mighty Mouse a Apple nos presenteou com o Magic Mouse, o qual eu utilizei até o início deste ano. Eu gostava dele, mas duas coisas me incomodavam bastante: a retirada dos botões laterais e central (a bolinha servia como botão, também), e a incapacidade do mouse de funcionar em alguns tipos de superfície. Apesar de a superfície multitoque e a possibilidade de fazer vários gestos para, por exemplo, mudar de Space, avançar/retroceder páginas no navegador, fazer scroll horizontal, entre outras coisas, ter apenas dois botões (esquerdo e direito) era muito pouco.

Magic Mouse 2

Quando começaram a surgir os rumores do Magic Mouse 2, eu realmente fiquei animado com a possibilidade de o novo mouse da Apple vir cheio de recursos bacanas (mais botões, Force Touch, Touch ID, etc.). Mas, para a minha decepção, tudo o que vimos foi a troca das pilhas recarregáveis por uma bateria interna e a adição de uma porta Lightning embaixo do mouse, acabando com a possibilidade de utilizarmos o produto enquanto ele é recarregado (algo que o Magic Keyboard e o Magic Trackpad 2, por exemplo, permitem).

Nesse momento eu decidi abandonar o mouse da Apple e partir para uma outra solução. Analisando bastante o mercado, fiquei em dúvida entre dois modelos, ambos da Logitech: o MX Master e o MX Anywhere 2.

A minha escolha

Mouse MX Anywhere 2, da Logitech

Apesar de o MX Master ser mais completo, eu sempre gostei de mouse pequeno (o da Apple, por exemplo) e a ideia de ter um trambolho como ele não me apeteceu muito. Levando em conta ainda que o MX Anywhere 2 tem praticamente os mesmos recursos (mais sobre isso abaixo), é bem menor, tem uma bateria com uma vida útil um pouco melhor e é mais barato, optei por ele mesmo.

Design e recursos

O design dele é bem bonito, inteligente e funcional. Ele pode, sim, ser pequeno para pessoas que têm mãos grandes, mas para mim o encaixe é perfeito. Sem contar que, por ser pequeno, eu consigo colocar ele em qualquer bolso dentro da minha mochila quando vou viajar.

Mouse MX Anywhere 2, da Logitech

A primeira grande diferença dele para o Magic Mouse é o funcionamento em praticamente todos os tipos de superfície (até mesmo vidro e mesas altamente brilhantes) graças ao rastreamento a laser Darkfield. É sério, funciona em qualquer lugar — obviamente em alguns o rastreamento não fica 100% preciso como em uma superfície boa/lisa, mas ainda assim a possibilidade de conseguir trabalhar em praticamente qualquer lugar é ótima!

Segundo a Logitech, o grande diferencial da Darkfield para outras tecnologias (mice óticos e a laser) é que, enquanto esses usam as irregularidades das superfícies para gerar o rastreamento dos movimentos, a Darkfield usa os menores detalhes possíveis para criar um micromapa da superfície.

Outro enorme diferencial dele em relação ao mouse da Apple são os botões: enquanto no da Maçã temos apenas dois, no MX Anywhere 2 temos sete! E o bom é que, graças ao utilitário Logitech Options, você pode personalizar todos eles da forma que bem entender.

Utilitário Logitech Options

Personalização, aliás, é algo que a Logitech levou a sério, nos permitindo até mesmo mudar o comportamento dos botões a depender do app que você está usando (algo muito, mas muito útil)!

Sem contar que o botão central (o que fica localizado logo acima do indicador de bateria), na verdade, funciona como um botão de cinco opções: você pode ajustá-lo para ter um comportamento ao apertá-lo, ao apertá-lo e arrastar para a esquerda, para cima, para a direita e para baixo.

Um ponto “negativo” que eu preciso comentar é a rolagem. Nesse quesito, o Magic Mouse é imbatível pois temos uma superfície multitoque lisa. Por conta disso, a rolagem no mouse da Apple é tão precisa e agradável quanto a dos trackpads embutidos nos MacBooks [Air/Pro]. Nele, você tem como controlar perfeitamente a velocidade da rolagem.

Mouse MX Anywhere 2, da Logitech

No MX Anywhere 2 nós temos duas opções de rolagem com a rodinha. A primeira eu chamo de “roda solta” — ela permite rolarmos por longos documentos ou páginas web com mais rapidez e facilidade; ao pressionar a rodinha entra em cena a segunda opção, a qual eu chamo de “roda presa” (para a Logitech, estamos falando do modo clique-a-clique) — que permite uma navegação mais precisa.

É difícil exemplificar com palavras o comportamento desses dois modos, mas a verdade é que nenhum deles consegue ser tão perfeito quanto o que temos no Magic Mouse. No “roda solta”, apesar de podermos navegar por longos documentos de forma rápida, falta um pouco de precisão; no modo “roda presa”, temos uma boa precisão (ainda que não seja perfeita) mas falta um pouco de agilidade em alguns momentos. É bem simples trocar entre os modos (basta pressionar a rodinha), mas ainda assim você precisa fazer essa troca manualmente.

Conexão

Você pode conectar o MX Anywhere 2 ao seu Mac/PC de duas formas: pelo Logitech Unifying (um receptor USB bem pequeno que você coloca no seu Mac para fazer a ponte com o mouse) ou pelo Bluetooth Smart. Eu, é claro, optei pelo Bluetooth já que dessa forma não preciso ocupar uma porta USB do meu Mac 100% do tempo. Mas para quem tem um computador antigo, sem Bluetooth Smart, saiba que é possível usar o MX Anywhere 2 tranquilamente graças a esse receptor.

Mouse MX Anywhere 2, da Logitech

Além disso, o mouse permite que você o emparelhe com até três computadores e alterne tudo de forma bem simples e rápida graças à tecnologia Easy-Switch. Não é o meu caso, que tenho apenas um computador. Mas para quem tem um em casa e um no trabalho, por exemplo, esse recurso é uma mão na roda já que você pode alternar a conexão do seu mouse com o Mac simplesmente apertando um botão.

Aqui, o segundo e último ponto negativo: de vez em quando, ao tirar o seu computador do repouso (sleep), o mouse perde a conexão com o Mac e não volta por nada. Basta desligar/ligar o mouse para que tudo volte ao normal, mas não deixa de ser algo “chato” (que acontece bem pouco, é bom deixar claro).

Bateria

Segundo a Logitech, a bateria do MX Anywhere 2 dura até 2 meses com uma única recarga. Esse cálculo deles, porém, leva em consideração uma utilização média de 6 horas por dia. Como o meu uso é bem mais intenso do que isso, acaba que dura menos (diria que pouco menos de um mês).

Mouse MX Anywhere 2, da Logitech

Só que, diferentemente do Magic Mouse 2, recarregar o MX Anywhere 2 é muito prático: basta espetar o cabo USB/Micro-USB nele e continuar usando o mouse sem nenhum problema (algo impossível com o mouse da Apple).

MX Anywhere 2 vs. MX Master

Os diferenciais do MX Master para o MX Anywhere 2 são: diferença no tamanho/peso (8,5×12,6×4,8cm1 e 145 gramas vs. 6,1×10,0x3,4cm e 106 gramas), uma rodinha extra para rolagem horizontal, oito botões em vez de sete e troca automática dos modos de rolagem. Explico: no MX Master, se você rolar a rodinha com bastante força — na verdade você que determina essa intensidade no utilitário da Logitech —, ela faz a troca automática do modo “roda presa” para o “roda solta”; depois que a rodinha desacelerar e parar, volta ao modo “roda presa”.

Bônus: suporte

Para nós, que estamos acostumados com o nível de suporte da Apple, não é fácil trocá-la por outra empresa. A boa notícia é que o suporte da Logitech é tão bom quando o da Maçã. De verdade.

Óbvio que problemas podem acontecer — ora, tem gente que sofre com o suporte da Apple, conhecido por ser ótimo —, mas no geral, a satisfação com a Logitech é muito grande pois ela não peca em nada. Se o seu produto apresentar algum problema dentro da garantia de um ano e tudo for devidamente constatado por eles, a empresa manda você destruir o produto defeituoso (sim, destruir mesmo!) e rapidamente envia um novo para você. Coisa de primeiro mundo.

Conclusão

Apesar de não ter experimentado muitos mice na minha vida, não tenho dúvida nenhuma de que o MX Anywhere 2 é um dos melhores que existem atualmente no mercado. Se você está buscando um mouse bastante portátil, com muitos recursos e um nível de personalização bem avançado, não vai se arrepender nem um pouco em optar por ele. Pode confiar. 😉


Mouse MX Anywhere 2, da Logitech

MX Anywhere 2

de Logitech

Cor: preta (detalhes em dourado)
Bateria: até 2 meses de duração
Compatibilidade: Macs (com portas USB e/ou com Bluetooth Smart)

R$ 299,90

Botão - Comprar agora

E, para facilitar a sua vida, nós gostamos tanto do mouse que resolvemos colocá-lo à venda na MM Store. Sim, entre agora na nossa loja e adquira logo o seu pela metade do preço de um Magic Mouse 2 — e corra, pois o estoque é limitado!

Notas de rodapé

  1. Altura, largura e profundidade.

Prós

  • Muitos botões;
  • Altamente personalizável;
  • Funciona em qualquer superfície.

Contras

  • A rolagem não é *perfeita*;
  • A bateria poderia durar mais;
  • A conexão às vezes cai.
NOTA
9,1
Posts relacionados
Comentários
  • Ajustes

    A posição da Micro-USB, para recarregar o mouse, não é nada original. Se o conector fosse na parte de baixo, por exemplo, seria muito mais mágico!

  • Adrian Demoner Malta

    Muito bom este review Edu! 🙂

  • Ovídio Andrade

    nada mais mágico do que ficar apreciando o mouse carregar

  • João Ribeiro

    se quiserem uma alternativa tão boa qnt e mais em conta tem o m510

  • Paulo Canedo Costa Rodrigues

    Qualquer mouse é melhor do que os da Apple. Um Multilaser é melhor, eu diria que a pior coisa disparado que a Apple faz é mouse.

  • Cadu Schmidt

    Ótimo review, mas ainda prefiro a dupla Magic Mouse + BetterTouchTool. É justamente o que torna meu fluxo de trabalho no MacOS tão prático e agradável.

  • Rodrigo

    Nossa, só de rever a foto do Mighty Mouse o meu coração já despera ao lembrar desta bolinha do demônio que travava por nada. O meu ranço por esse mouse é imenso.

  • Bruno Sousa
  • Frederico Oliveira

    Presta pra jogar? Na matéria não fala quantos DPI ele tem. No google achei informações de 1600DPI. Confere?

  • Rafael Pivatto

    Pelo preço, dá pra comprar um Razer…

  • LeoF

    Pode ajustar entre 400 dpi e 1600 dpi, em incrementos de 400 dpi apenas.
    Mas fique ciente de que não é mouse gamer. O lag é grande sendo wireless e o cabo USB não transmite dados, é só para carregar mesmo.
    O mouse é voltado mais para produtividade.

  • LeoF

    Estou usando esse mouse há alguns meses e é muito bom. Eu também prefiro um mouse menor, mais leve e razoavelmente ambidestro.
    É o meu primeiro mouse wireless e ficou aprovado. No meu uso, a bateria dura até umas 2 semanas. 2 meses é realmente para uso bem moderado.
    A rodinha com infinite scroll também é bem útil, embora nem todo mundo se acostuma com a falta do “clique do meio” na rodinha.

  • Frederico Oliveira

    Ah sim. Eu jogo casualmente, e uso um Logitech G300, mas o fio me incomoda. Já joguei muito online, mas depois de ter filho não consigo mais. Alguém sabe dizer se o tamanho é equivalente ao G300?

  • LeoF

    É um pouco menor, eles classificam no exterior como “travel mouse” por ser portátil.
    MX Anywhere 2: 100.3 mm x 61.6 mm x 34.4 mm
    G300: 114.3 mm x 76.2 mm x 25.4 mm (aproximados, não encontrei as medidas oficiais)

  • Isaac

    Eu tenho um gosto muito também, única reclamação mesmo é essa de desconectar quando sai do repouso, meu antigo mouse bluetooth da microsoft nunca teve esse problema.

    E realmente me surpreendeu positivamente o software da logitech, muito bom e leve, inclusive mudei os botões para servir como alternar abas, extremamente útil
    E eu gosto da rolagem livre, fico até brincando com ela hehe

  • Ricardo Gonçalves

    Outro fator que poderia ser colocado como contra é que no mercado temos poucos mouses bluetooth para canhotos e mesmo com fios. O magic mouse pelo menos pode ser utilizado de forma satisfatória para um canhoto.

  • A alguns anos atrás eu tive LER, fiquei com uma lesão profunda no “túnel do carpo” no pulso direito de tanto usar mouse, por tantos anos. Quem me salvou foi o Magic Mouse, pois quando o comprei habilitei com software de terceiro o Touch. Meu maior problema era ficar clicando diversas vezes com o indicador, quando fazia tratamento no Photoshop por exemplo, sentia dores fortes e fisgadas, não sabia com continuar trabalhando desta forma. Mas hoje não tenho mais esta dor e não precisei de cirurgia. Quando chegou o Magic Trackpad, as coisas ficaram ainda melhores, me adaptei com muita desenvoltura com este equipamento, ainda tenho o Magic Mouse, mas uso o Magic Trackpad em 95% dos casos. Sou designer gráfico, e sinceramente apesar de existirem mouses tão bons quanto o Magic Mouse (vai da preferencia de cada um), acho inapropriado (pois pode ocasionar LER) e um retrocesso hoje em dia você apertar botões mecanicamente e ainda arrastar um objeto numa mesa, eu não uso os cliques “mecânicos” do Magic Mouse, apenas o Touch. Então pode-se dizer que hoje eu não uso mais o mouse, apenas o Magic Tracpad, que dependendo da configuração que você fizer, pode ser bem preciso e muito mais confortável que qualquer mouse que posso assistir, pois você só vai usar touch, que é igual a um smartphone. Mas não parei por aqui, tenho uma Wacom Intuos que uso para desenhar, ai não tem nem o que dizer, mesa digitalizadora é outra história.

  • Fábio

    Infelizmente não tive experiências boas com Logitech, é uma das marcas que eu não comprarei mais.

  • LeoF

    Esse mouse tem um formato quase ambidestro, o único detalhe são os 2 botões laterais que não são amigáveis para canhotos.

  • Rogerio Fernandes do Nasciment

    E redes sociais rs

  • “ao tirar o seu computador do repouso (sleep), o mouse perde a conexão com o Mac e não volta por nada. Basta desligar/ligar o mouse para que tudo volte ao normal, mas não deixa de ser algo “chato” (que acontece bem pouco, é bom deixar claro).” Comigo acontece sempre, mas tirando isso a rolagem (citada no texto), esse é o melhor mouse que já tive. Apple nunca fez um bom mouse.

  • 400 conto nesse troço! A Apple é mágica!

  • Fernando Marques

    Eu também só uso o Magic trackpad, e acho absurdamente mais confortável. Tenho também o Magic Mouse e não consigo usar, tanto que está lá parado a uns 2 a 3 meses

  • Luciano Tallada Sato

    Não sei como estão os Logitechs no macOS, mas uns anos atrás tive uma grande decepção com o G700S, mouse muito caro e voltado para gamers. Como “mouse” no Windows ele funcionou bem, mas como mouse no Mac ele foi um lixo.

    A pilha não dura nada (estava usando uma Panasonic de 2450mAh no modo “eco” de energia) , dava 2 dias e o medidor estava no vermelho, o mouse dava diversos paus nas funções, apagava sua memória interna frequentemente, chegou a morrer um tempo e só consegui resolver reconfigurando ele no Windows, no último update do firmware ele melhorou um pouco mas vira e mexe ele sempre dava uns paus. Ele está aqui na gaveta. Os Mouses mais simples com fio da marca não dão problemas mas esses mais caros so escuto reclamações. Antes dele tive um Razer e nunca tive nenhum problema.

    Fica minha dica, antes de comprar um logitech veja bem a compatibilidade com Mac e veja as reclamações da galera na internet, pois Reviews só falam o que as marcas querem ouvir.

  • Luciano Tallada Sato

    Vi um review do MX Master no mac e o cara falou muito mau, alguém ja usou esse novo M720 TRIATHLON?

  • Maurício Antonioli Schmitz

    Uso há muito tempo um modelo da razer voltado para gamers, Razer Orochi, porém suportando além do uso por cabo (muito mais preciso), o uso por bluetooth (precisão aceitável). O utilizo no dia a dia mesmo e funciona perfeitamente com o Mac, nunca enfrentei nenhum tipo de problema e já o utilizo desde a primeira versão ~2013, em ambos os modos, tanto por cabo quanto sem fio. Enfim, o recomendo fortemente para quem quer mobilidade e precisão ao mesmo tempo.

  • joao

    Que estranho isso, comigo nunca acontece. Acho o mouse perfeito, tenho um mac mini em cima da mesa e um pc embaixo dela conectados aos mesmos monitores e pra trocar de um pro outro é soh apertar um botao no mouse e o botao de input nos monitores e ta feito. Quando lançarem o teclado com essa funcionalidade dando um jeito qualquer nas teclas eu serei 100% feliz (nisso).

  • João Ninguém

    Eu diria que este Review está muito bem realizado. Parabéns pelo tópico, apenas surpreso pelo fato de ter demorado tanto a descobrir novas opções. Em que pese a Apple (diga-se Kodak) ser a precursora do mouse, os fabricados por ela no quesito funcionalidade são primários. Eu tenho um Magic Mouse, que poderia chamá-lo de “Papa-pilha”, que além de consumir muita energia, demora a sincronizar com o iMac, às vezes estando embaixo dele. Além disso, o funcionamento era irregular e a falta de botões fazia falta.

    Em uma ocasião que sua pilha acabou, utilizei um Logitech que usava com um Notebook, comprado nos EUA e muito mais barato que este de R$ 299,00 do review acima. Meus problemas acabaram. Sua performance e usabilidade eram bastante superiores em se comparando com Magic Mouse, além de utilizar apenas 1 pilha com longuíssima duração. O magic mouse hoje é apenas um objeto de decoração, e bastante caro, por sinal.

  • João Ninguém

    Não entendi a colocação. Todos os mouses possuem os botões configuráveis, portanto você poderia inverter o esquerdo direito a qualquer tempo. Acredito que assim eles podem ser utilizados para canhotos e destros. Porém se você está falando daqueles mouses top de linha, gamers, aí tem razão.

  • Ricardo Gonçalves

    Exatamente João, qualquer mouse top de linha eu não tenho pra Canhotos, até mesmo o citado na reportagem, o qual pode-se ver que ele só tem botões a mais do lado esquerdo.

  • Gustavo

    Tenho um logitech M535, parecido em tamanho com o do review. É bluetooth, usa pilha AA comum, tem o botão central igual ao do review, e serve para canhotos. Comprei depois que o meu magic mouse pifou… estou gostando

  • Leandro Bianchini Nascimento

    Eu uso o MX Master no Mac e não tenho reclamações. O software de customização da Logitech funciona normalmente no macOS e a bateria dura em média 1 mês.

  • Ricardo Gonçalves

    Um mouse que espero comprar é e bom pra canhotos, bom para jogos e tem um Plus que é ser bloutooth é o Razer Orochi . Gostaria que quem tivesse dele fizesse um post sobre ele. Até aconselharia a MM a fazer uma matéria para mouses para canhotos.

  • Rafael Hobbs

    Como eu sei se meu Mac é compatível Bluetooth Smart? Eu tenho um Macbook Pro 15″ early 2011.

  • Ou no xvideos, rsrsrs…

  • Marcelo R. Bernardo ✓ᵛᵉʳᶦᶠᶦᵉᵈ

    Alguém saberia responder duas dúvidas?

    – A garantia da Logitech é mundial ou limitada ao país de aquisição do produto?

    – Estou pensando em adquirir um mouse no exterior e estou em dúvida entre o MX Master e o MX Anywhere 2, porque seria para uso alternado com o meu filho. Normalmente as lojas de varejo dos USA (Best Buy) possuem exemplares desses modelos mais caros em mostruário?

  • Victor Milani

    A Logitech tem teclado que conectam em ate 3 dispositivos, você aperta o botão e ele troca a conexão. Eu tenho um e é excelente. Eu tenho o k380.

  • Edu, posso fazer um review do MX MASTER? Já é meu segundo. 🙂

  • Posso lhe responder por experiencia própria. A garantia é MUNDIAL e é assustadora. Tive um problema com o Mouse MX MASTER há 4 meses atrás, que não vende no Brasil. Liguei pra lá, pediram apenas o serial localizado no mouse, me enviaram um email que solicitava apenas meus dados de envio e……….PRONTO! Mandaram o código de rastreio e o mouse saindo da Flórida.

    Abri o chamdo na quarta, o envio foi na QUINTA. E na TERÇA, o mouse chegou da minha casa. Sério, 5 dias contando com feriado.

    Pode comprar o Master, que é bem melhor.

  • Marcelo R. Bernardo ✓ᵛᵉʳᶦᶠᶦᵉᵈ

    Muito obrigado pelas informações e por compartilhar sua experiência, Leonardo! Pelo que vi nas medidas, o MX Master parece ser bem maior que o MX Anywhere e minha única preocupação é a de não ser ergonômico o suficiente para meu filho de 9 anos usar. Mas espero ter a mesma satisfação sua na compra do mouse.
    Um abraço!

  • Aleisson S. Fernandes

    Até agora não consegui achar nenhum substituto para a “rolagem” do Magic Mouse em 360º (todos os ângulos). Utilizo muito no photoshop e illustrator para mover o canvas em qualquer direção, não somente baixo/cima ou esquerda/direita. Não gosto muito da precisão dele, mas depois que me acostumei com esse recurso, não consigo mais troca-lo por um modelo com rolagem em rodinha (chega me dar agonia ver essa rodinha no meio do mouse). Alguém conhece algum substituto nesse aspecto?

  • Edu o bom desta versão é que não tem mais falha do click que tinha a versão anterior eu tive 2 da versão anterior e depois de 6 meses iam pro ralo pois não funcionava mais dando 2 cliques ou mais a cada clique esquerdo. Eu espero poder comprar este mouse em breve também, legal saber que vocês trouxeram este modelo, uma dúvida sei que os botões e a rodinha são outro mundo, mas você pensou no T631?

  • Gabriel Vela

    Comprei um mx master nos eua e quando cheguei no brasil o tal do Bluetooth Smart fica travando muito com o meu MacBook Pro (Retina, 15 polegadas, meados de 2015)
    Só funciona se eu utilizar o receptor na porta USB. Acontece que exatamente isso que eu não queria, ocupar uma porta usb do meu MAC com o mouse.
    Liguei no suporte e me mandaram um email informando para enivar fotos do produto e a nf da compra.
    O problema é que minha mulher jogou fora a NF e não tenho nenhum comprovante para enviar.
    Nunca mais responderam o meu e-mail.
    Estou até hoje com o mouse aqui sem resolver o meu problema.
    Complicado

  • Gabriel Vela

    Cara .. abri um chamado e me responderam solicitando uma copia do comprovante de compra e as fotos do produto.
    Como comprei fora e minha mulher fez o favor de jogar a nota fora, respondi o email com as fotos apenas e nunca mais eles me responderam.
    Tem algum canal específico que você conseguiu o atendimento ?
    Abs

  • Renato Carvalho SA

    Meu Trackpad antigo quebrou … agora numa duvida se vou de Magic Mouse 2 , Trackpad 2 ou esse da Logitech que Edu fez review

  • Rob Simões 

    Jamais trocaria o fantástico Magic Mouse com sua rolagem perfeita, seus gestos e sua superfície totalmente lisa por um monstrengo como esse.

    Eu gosto da Logitech, mas só compraria um mouse dela se ela copiasse tudo que o Magic Mouse tem de bom e adicionasse mais alguma coisa.

  • Arceste Pacher Neto

    Também tenho esse Mouse, e acho otimo..
    Porem minha duvida é sobre o delay que ele apresenta no uso com Bluetooth.
    Tenho um Macbook Pro 15″ mid 2015, e usando o micro USB, funciona perfeitamente, mas se usar no bluetooth, fica com muito delay. Usando um Magic Mouse não tem delay nenhum, e usando ele em um computador com Windows, tbm não apresenta delay… Pode ser alguma configuração do mac?

  • Andre luiz santos

    Como sou da epoca do Quadra 700 porem, meu primeiro macintosh foi um performa 475, o melhor mouse continua sendo este aqui:
    https://uploads.disquscdn.com/images/b5dab91b19458415150a795d0e4953692fd762bcee4fa24f501be613605072c3.jpg

  • Marcelo R. Bernardo ✓ᵛᵉʳᶦᶠᶦᵉᵈ

    Pela fotografia que você enviou, parece que o MX Master não é esse “absurdo” de grande que muitos falam. Em janeiro irei à compra de um desses.

    Foi fácil encontrá-lo em loja física nos USA ou você comprou pela Internet?

  • Gabriel Vela

    Exatamente o que acontece comigo, não consigo usar o mouse com o tal Bluetooth Smart fica travando muito. Também tenho um MacBook Pro (Retina, 15 polegadas, meados de 2015).
    Não sei mais o que fazer para tentar resolver

  • Adriano Santos

    Eduardo, esbarrei nesse mouse dias atrás, ma estava em dúvidas por conta do preço que é salgado. Mas depois desse review, o valor vale a pena. Obrigado, abs. Obs. Nunca consegui usar o Magic Mouse, muito baixo, me dá uma tendinite do capeta.

  • Jaime Camargos

    Pode ser melhor mais vai ficar horroroso com meu teclado branco e com este design que não tem nada de Apple.

  • Adalberto Taylor

    Comprei um desses após ver esse review. Estava cansado do Magic Mouse, o touch dele é sensível demais, sempre dava uns problemas.

    Até agora estou achando esse mouse demais. A única coisa que não me agrada nele é não ter o clique do meio no scroll. Sempre troco o modo de scroll tentando fechar uma aba no Chrome…

  • Osvaldo Sousa

    Eu venho usando mouses da Logitech a muitos anos. Testei vários mouses da Apple e tenho que admitir – são altamente horríveis – praticamente os piores mouses que já testei. Tenho o MX Master e estou muito satisfeito com ele. Adoro o Scroll “Smartshift” e o feel do mouse é também muito bom. O botão multigestos foi bem pensado e facilita muitas operações.

    Embora esse mouse funciona sobre vidro, para alta precisão recomendo um tapete com desenho diferente por todo lado… e para quem quer evitar pressão na mão recomendo um IMAK Ergo Non Skid Mouse Cushion.

    https://uploads.disquscdn.com/images/694441462f542c664a591724235d3de7152373215df5108e704f30a6b108a960.jpg

  • Sergio Filho

    Meu MX Anywhere 2 chegou hoje e se eu fosse comentar alguma coisa seria exatamente a mesma coisa que você comentou kkkkkkkkkk agr é só acostumar


Carregar mais posts recentes

Relatório de erro de ortografia

O texto a seguir será enviado para nossos editores: