Saiba tudo sobre as portas Thunderbolt 3 dos novos MacBooks Pro


E lá vamos nós outra vez falar de MacBook Pro (não tem jeito, é o assunto do momento). Você pode acompanhar muita coisa que já falamos da nova máquina aqui; agora, porém, vamos focar em uma das tecnologias mais poderosas, versáteis e polêmicas do notebook: as portas Thunderbolt 3.

MacBook Pro com Thunderbolt 3

A Apple substituiu uma porta MagSafe 2 (exclusivamente para carregamento), duas Thunderbolt 2, duas USB-A 3, uma HDMI e um slot para cartões SD por quatro portas Thunderbolt 3. É difícil olhar para o poderio dessa tecnologia e não ficar impressionado com o que a Intel criou em parceria com a Maçã.

Conectividade: MBP antigo vs. novo

Conectividade: MacBook Pro de 2015 vs. MacBook Pro de 2016

É através de um simples e compacto conector USB-C (evolução do USB-A que estamos para lá de acostumados a ver em todos os computadores) que a Thunderbolt 3 faz a sua mágica. Digo “mágica” pois, por ela, podemos conectar dispositivos e telas, carregar o computador e fornecer energia a todos os dispositivos conectados.

Transferência de dados e encadeamento

Comparativamente, estamos falando do dobro da largura de banda da Thunderbolt 2, quatro vezes mais rápida que a USB 3.1 e até oito vezes mais rápida que a USB 3, atingindo até 40Gbps (utilizando cabos USB-C/USB-C). A tecnologia lhe permite conectar dispositivos Thunderbolt e Thunderbolt 2 (utilizando o novo Adaptador de Thunderbolt 3 para Thunderbolt 2), atingindo assim velocidades de até 10Gbps e 20Gbps respectivamente — ainda que não existam muitos acessórios e periféricos utilizando esse padrão.

MacBook Pro com Thunderbolt 3

O bacana é que você pode conectar até seis dispositivos em cadeia a cada porta Thunderbolt 3, sendo que o Adaptador Thunderbolt 3 para Thunderbolt 2 *não* conta como um dispositivo. Imaginando um cenário altamente extremo, podemos ter até 24 periféricos conectados a um único MacBook Pro! Difícil imaginar algo assim, né? Mas essa possibilidade é legal pois você não precisa de um hub para expandir as possibilidades do Mac. Você pode, por exemplo, conectar um dispositivo de armazenamento ao MBP e um monitor a esse dispositivo, tudo isso mantendo altas taxas de transferências e utilizando apenas uma única porta Thunderbolt 3.

MBP DE 15″ vs. MBP DE 13″

Sabemos que o MacBook Pro de 13″ sem Touch Bar/Touch ID conta com apenas duas portas Thunderbolt 3. Mas se engana quem acha que o MBP de 13″ com Touch Bar/Touch ID é exatamente igual ao de 15″. Apesar de ambos terem quatro portas Thunderbolt 3 (duas de cada lado), a Apple deixa claro nesta página de suporte que as portas do lado direito do irmão menor têm largura de banda PCI Express reduzida. Ou seja, se você precisa de um grande desempenho, opte pelas portas da esquerda no MBP de 13″.

Reprodução de vídeos

A Thunderbolt 3 oferece o dobro da largura de banda da Thunderbolt 2. Em termos práticos, isso significa que você pode conectar dois monitores 4K ou um monitor 5K ao novo MacBook Pro. Mas não para por aí, não. Como o MBP de 15″ tem dois controladores Thunderbolt, com ele você pode configurar até dois monitores 5K ou quatro monitores 4K para fazer o que bem entender.

Se o monitor em questão não tiver uma porta Thunderbolt 3, como os novos lançados pela LG (em parceria com a Apple), não tem problema. Você pode muito bem conectar o MBP a um display utilizando as tecnologias DisplayPort, Mini DisplayPort, HDMI ou VGA — tudo com a ajuda de adaptadores, é claro.

Monitor LG UltraFine 5K

Para termos ideia do salto, o MBP de 15″ lançado em 2015 (geração anterior a esta nova) só tem capacidade de se conectar a um monitor 5K utilizando dois cabos DisplayPort (pela porta Thunderbolt). Agora, por meio de um único cabo, conseguirmos transmitir nada mais nada menos que 14,7 milhões de pixels.

Energia

A Thunderbolt 3 permite que uma única porta transmita energia, seja para recarregar o seu dispositivo conectado ao Mac ou o próprio Mac. Para recarregar iGadgets, acessórios e periféricos, a porta disponibiliza até 15W; já para recarregar o seu MBP, temos disponível até 100W (como exemplo, o MBP de 15″ necessita de 87W enquanto o de 13″ precisa de 61W). Você não deve conectar fontes de alimentação que ultrapassem 100W, pois isso pode danificar o MBP.

MacBook Pro com Thunderbolt 3

Você pode, por exemplo, conectar o seu MacBook Pro a monitor externo e, enquanto transmite tudo para a tela, o computador é paralelamente carregado. Sim, é uma via de mão dupla (por uma única porta você transmite vídeo para um lado e energia para o outro).

Se você conectar várias fontes de alimentação ao MBP, aquela que fornecer mais energia será a utilizada, independentemente da ordem que você usou na hora de conectá-las. Não ache, portanto, que se você plugar dois carregadores no MBP ele carregará mais rápido do que o normal. Não, ele usará apenas um (como disse, o que fornece mais energia).

Vale notar também que os notebooks recebem um máximo de 60W de alimentação por meio do Adaptador multiportas VGA ou do Adaptador multiportas AV digital. Como o MBP de 15″ precisa de 87W, não é um bom negócio utilizar tais adaptadores para intermediar uma recarga.

O MBP podem alimentar dois dispositivos que usam até 15W e mais dois dispositivos que usam até 7,5W. Não importa em qual lado eles estão conectados: a energia é fornecida na ordem da conexão; já o MBP de 13″ sem a Touch Bar/Touch ID e com duas portas Thunderbolt 3 pode carregar um dispositivo que usa até 15W e um dispositivo que usa até 7,5W.

Compatibilidade

Esta parte é tanto incrível quanto frustrante. Incrível por a Thunderbolt 3 ser compatível com uma penca de conectores; frustrante pois para a maioria deles você terá que pendurar um adaptador para resolver a sua vida. Se a tecnologia vingar e todas as empresas apostarem pesado na Thunderbolt 3, dentro de alguns anos teremos um cenário maravilhoso. Se ela não pegar, contudo, donos de MBPs terão que se acostumar a andar com adaptadores/dongles para lá e para cá.

Tabela de compatibilidade do Thunderbolt 3

Como já está claro, a Thunderbolt 3 utiliza o mesmo formato do conector USB-C. Isto quer dizer que, diferentemente da Thunderbolt 1 e 2, da USB-A, da Micro-B, da Mini-B, da HDMI, da DisplayPort, da Mini DisplayPort e de tanta outras, você não precisa se preocupar se está espetando o cabo do lado certo. Assim como a Lightning, tanto faz a orientação do cabo.

PROBLEMAS

Na teoria, tudo lindo e maravilhoso (esquecendo um pouco que você precisa de adaptadores para fazer isso tudo). Só que, ao menos por enquanto, já descobriram que os novos MacBooks Pro são *incompatíveis* com diversos acessórios e periféricos lançados há algum tempo e que utilizam a Thunderbolt 3 (veja você). Quem fez a descoberta foi a Plugable, que inclusive adiou o lançamento de um dock (o Volume Thunderbolt 3) por conta desse problema.

Resumidamente, eles descobriram que os novos MBPs não reconhecem acessórios Thunderbolt 3 que utilizam chips controladores da Texas Instruments. Na verdade, o macOS não reconhece os certificados existentes de produtos lançados antes de novembro de 2016, que utilizam uma combinação de chipsets da Intel (para conectividade Thunderbolt 3) e da Texas (TPS65982; para conectividade USB-C) — o macOS exige a segunda geração de chipsets da Texas (TPS65983).

Ou seja, até com isso precisamos nos preocupar, agora (ver se o acessório em questão foi lançado após novembro de 2016 e se é compatível com os novos MBPs). A parte boa dessa história é que estamos falando de um problema “simples” de ser resolvido pela Apple — ela poderia, por exemplo, liberar uma atualização para o macOS (ou para o firmware da Thunderbolt 3) adicionando reconhecimento/compatibilidade aos certificados de produtos que utilizam esse controlador de primeira geração da Texas.

·   ·   ·

Como disse, a escolha da Apple em só colocar portas Thunderbolt 3 nos novos MacBooks Pro foi arriscada e bastante futurista (levando em consideração que, agora, o mercado ainda não está preparado para essa conectividade e que viveremos um tempo apegados a adaptadores).

Se usuários embarcarão neste desafio de ter que conviver com adaptadores por alguns anos e abraçarão os novos MBPs, nós saberemos daqui a algum tempo (pelo visto, tudo indica que sim). Agora, ainda que você, como eu, esteja um pouco insatisfeito com esse cenário de hoje, é impossível não reconhecer o poder, a versatilidade e as possibilidades que quatro portas Thunderbolt 3 dão a essas máquinas.

[via MacRumors, 9to5Mac]

Posts recomendados
Comentários

O Modo Escuro foi ativado ou desativado.
Atualize esta página para ver os comentários.


Carregar mais posts recentes

Relatório de erro de ortografia

O texto a seguir será enviado para nossos editores: