Rumor: três modelos de iPads serão lançados em 2017, incluindo um sem bordas (com tela entre 10″ e 10,5″) [atualizado]


Caneta Para notificar nossos editores de um erro no post, selecione o texto e pressione Ctrl + Enter.
Por
10/01/2017 às 11:09

Se levarmos em conta o histórico de lançamentos de iPads, são grandes as chances de vermos um novo modelo de tablet sendo lançado pela Maçã no primeiro semestre deste ano. Muito já se falou sobre esses novos iPads que deverão ser lançados. O que me parece certo é que veremos três novos modelos; o que ainda não está claro, porém, são os tamanhos das suas telas.

O analista Ming-Chi Kuo (da KGI Securities), que costuma acertar bastante, havia dito lá em agosto de 2016 que a Apple substituiria o atual iPad de 9,7 polegadas por um de 10,5 polegadas. A novidade, porém, é que este novo modelo seria totalmente sem bordas. Pouco tempo depois, o site japonês MACお宝鑑定団のBlog disse que veríamos três novos modelos para os três iPads que temos hoje (7,9″, 9,7″ e 12,9″). Já os analistas da Barclays Research falaram que os três novos modelos seriam de 9,7″, 10,9″ e 12,9″ — ou seja, não teríamos novidades para o iPad mini, além de termos dois tablets com telas de tamanhos relativamente próximos.

iPad nos negócios

Nesta semana, Kuo voltou para alterar um pouco as suas previsões — que ficaram mais de acordo com o pessoal da Barclays, é bom notar. Segundo o analista, a Apple lançará três novos iPads em 2017: uma nova geração do iPad Pro de 12,9 polegadas, um de 9,7 polegadas (que seria uma espécie de “iPad de baixo custo”) e um novíssimo iPad sem bordas que teria uma tela entre 10″ e 10,5″. Enquanto o iPad de baixo custo de 9,7″ teria o chip A9, o de 12,9″ e o sem bordas viriam equipados com o chip A10X.

No mais, Kuo acha que as vendas dos iPads continuarão em declínio; por outro lado, que a Apple conseguirá uma margem de lucro maior na linha por conta do ASP1 maior.

O “impasse” parece estar mesmo apenas no tamanho da tela desse novo iPad sem bordas. O que é estranho, a meu ver, é a bagunça que a linha está — e ficará. Quando a Apple lança um novo iPad, ela costuma manter o “antigo” à venda por um preço mais em conta. Ainda que eu não concorde muito com isso pela bagunça que se instala na linha de produtos (confusão nunca é bom para o cliente), é interessante ter uma opção mais barata para quem não quer pagar tanto ou não precisa de um iPad tão potente/moderno.

Caso esse novo iPad de 9,7″ (de baixo custo) seja mesmo lançado, imagino que o iPad Pro de 9,7″ sairá de linha para que este assuma a sua posição. E aí, uma nova bagunça será instaurada já que no modelo maior, de 12,9″, a Apple provavelmente manteria a linha atual à venda por um preço mais em conta, como sempre tem feito. E mesmo não lançando um iPad mini novo, eu aposto as minhas fichas que o mini 4 continuará disponível.

Apple, Apple… Está na hora de arrumar a casa e criar uma grade de produtos fácil, para que qualquer pessoa que entrar nas suas lojas consiga escolher um produto sem muita dificuldade.

[via MacRumors]

Atualização · 12/01/2017 às 17:56

Dan Provost, cofundador do Studio Neat, analisou os possíveis tamanhos da tela desse suposto novo iPad sem bordas e chegou à conclusão de que ele terá mesmo 10,5 polegadas.

Mockup do iPad de 10,5"

A matemática funciona perfeitamente. Este novo iPad de 10,5″ teria a mesma resolução que o iPad Pro de 12,9″ (2732×2048 pixels), mas a mesma densidade de pixels do iPad mini (326ppp em vez de 264ppp). Triture os números, faça um pequeno Teorema de Pitágoras e você acabará com uma tela de 10,5″ na diagonal (10,47″ para ser preciso, mas nenhum dos tamanhos declarados de tela da Apple são exatos). Em termos de dimensões físicas, a largura desta tela de 10,5″ seria exatamente a mesma que a altura da tela do iPad mini.

Este, para mim, é um dispositivo muito atraente. A resolução do iPad Pro de 12,9″, mas o formato do iPad Pro de 9,7″. Vamos apenas esperar que a Apple não o chame de “iPad Pro mini de 10,5 polegadas”.

É, parece que mataram a charada…

[via Daring Fireball]

Notas de rodapé

  1. Average selling price, ou preço médio de venda.
Posts relacionados
Comentários
  • Victor Moreno

    vish….

  • Marcelo Pinheiro

    Um de 10.5″ muito me interessa.

  • James Randy

    Chinelo.

  • James Randy

    Não tenho interesse. Prefiro comprar um monitor BENQ

  • Adrian Demoner Malta

    Eles tinham que fazer os três modelos iguais com mesmos hardware, tendo a diferença somente no tamanho da tela mesmo, sem ter diferenças significativas de um para o outro e com os nomes iPad Mini, iPad, e iPad Pro. Usar o mesmo tamanho que cada iPad tem porém, esticando sua tela, com isso, cada iPad teria sua tela aumentada mas com o mesmo tamanho dos modelos atuais.
    Supondo que cada tela aumentaria cerca de 0,4 polegadas, ficaria assim:

    7,9 -> 8,3
    9,7 -> 10,1
    12,9 -> 13,3.

    Isso, na minha opinião seria o ideal. Caso quisessem manter o de 12,9 neste tamanho, pois ele já é grande o suficiente, poderiam apenas retirar as bordas dele.

  • Meu Air de primeira geração me atende muito bem. Não pretendo trocar até que o suporte de atualizações do iOS termine.

  • Diego Godoi

    Será que vão adicionar o 3D Touch nos iPads?

  • Rodrigo

    Mas tirar de linha o iPad Pro 9.7, que tem um chip A9X, hoje, para ser substituído por um de 9.7 com um chip A9 é sem sentido. Esse novo iPad tem que substitui o Air.

  • Ajustes

    Seria bom.

  • Igor Silva Barros

    se não fizeram isso com os iPhones imagine com os iPads

  • Jaime Camargos

    Estou esperando por este momento pois meu iPad 3 (kkkkk) já está abrindo o bico. Só tenho medo destes novos equipamentos que a Apple anda lançado. Só acho que já passou da hora da empresa botar ordem nesta ZONA que virou a linha de iPads com vários tamanhos e modelos. Se fica difícil para nós escolhermos imagine para os leigos. A linha de produtos da empresa hoje parece muito com a de quando Steve reassumiu: muita coisa sem sentido mostrando que a bagunça e falta de foco predominam. Pelo visto não aprenderam a lição. Problema deles pois o Surface bate forte em nossas portas. Vamos ver no que oferecem e fazer a sábia escolha.

  • Saulo Victor

    Ninguém discorda da utilidade de um iPad, mas verdade seja dita, para a maioria das pessoas é um item beeem dispensável. Vale a pena ter, mas jamais manter uma periodicidade de troca igual a de um celular.

  • Jorge Luis

    o meu ipad mini 1 também ainda funciona. e não tem mais atualização. a tela está quebrada mas o touch funciona. Coloquei uma pelicula de vidro por cima e vou usar até ele desintegrar.

  • Pedro Canelas

    Por favor, que seja: iPad Mini, iPad (sem Air no nome) e iPad Pro ou Plus.

    Os 3 com o mesmo hardware, só 3 iPads. Se fizessem isso, não iria precisar lançar 2 versões de iPad Pro.

  • Bom, não acho a linha de produtos Apple difícil de se entender.

    iPhone: Temos um com tela de 4,7′ e o Plus com tela de 5,5′.
    iPod: O Shuffle para ouvir músicas com o aparelho preso a roupa, o Nano com uma pequena tela, e o Touch como se fosse um iPhone mais simples.
    iPad: Temos o Air, modelo normal, o Mini com a tela menor e Pro que suporta a Apple Pencil, este disponível em dois tamanhos 9,7′ e 12,9′.
    iMac: Temos um com tela de 21,5′ e outro com tela de 27′.
    Macbook: O Air (meio abandonado) mas deveria ser o modelo mais simples, o Macbook que fica entre, e o Pro mais poderoso.
    Macmini: Não possui variações.
    MacPro: Destinado a profissionais.
    AirPods: Não possui variações.

  • Maurício
  • iPhone eles continuam vendendo os antigos, além do 5se (que deveria estar no mesmo design do 6 e ser lançado junto). iPhone maior tem câmera melhor.
    iPod Touch nem deveria existir.
    iPad não deveria ter Pro, visto que os Pro’s foram evoluções do iPad normal. A Apple só quis ganhar mais em cima. O “certo” seria: iPad mini, iPad 9,7 e iPad 12,9
    MacBook: Air só existe pra ser barato. O MacBook é um Air sem portas, não faz sentido. O Pro é um pouquinho melhor que o MacBook, e tem variações de – com touch bar e sem – SÓ no tamanho grande. Deveria ou ter nos dois, ou ser tudo Touch Bar.

    Não é complicado ajeitar a linha…

  • Jaime Camargos

    Vamos acrescentar aí as opções de processadores nos desktops e nos notebooks. Vamos acrescentar as opções de memória nos iPhones e iPads. Eu acho esta grade atual da empresa muito parecida com aquela da falida Apple, antes da volta de Steve: uma ZONA TOTAL. Isto sem falar no apontado por você, ou seja, a venda de equipamentos antigos. Não sabem para onde o mercado vai e saem atirando para todos os lados. A empresa está sem comando. Botem o Cozinheiro na rua.

  • Assiste “Steve Jobs: The Lost Interview” na Netflix. O Jobs em 1995 falando da Apple na época e o porquê dela estar quase falindo. É igualzinho o que tá acontecendo hoje em dia. Bizarro é pouco!

  • Kloeckner

    Sem tela Oled? No thanks.

  • Jaime Camargos

    Como é que a gente faz para mandar este vídeo para aqueles medalhões idiotas da Apple. Pelo andar da carruagem é bem provável que não tenham assistido. Kkkkkk

  • The Untwit

    Matriz 2×2.

  • Matheus Siqueira Moreno

    Também tenho o mini 1 e vou ficar com ele ate o bicho enguiçar

  • Matheus Siqueira Moreno

    iPad mini, iPad e iPad pro – assim não confunde o usuário e fica mais bonito de se apresentar. Ja no assunto dos novos iPads, ficará estranho o iPad pro 9,7″ passar a ter um chip A9

  • Edgard Diniz

    A linha de produtos está confusa demais! Só um exemplo da falta de noção: eles vendem os iPad Minis 4 e 2, enquanto o 3 já sumiu.

  • Douglas knewitz

    Juro que eu queria gostar de ipad, mas tá jogado em um canto. A linha pro acho legal mas não o suficiente que justifique uma compra.

  • Renato

    Baixo custo se so for de produção né???

  • iRon

    Tive todos os iPads antes do Pro( os mais antigos ia repassando pra esposa, depois pro filho e assim ia). Fiquei no air e não pretendo comprar mais. Preferindo ficar só com iphone plus devido custo.

  • Fernando Brandão

    Eu também estou achando a linha muito confusa. Eu penso que deveria voltar como antes: termos apenas um iPhone e apenas um iPad. Os do ano anterior seriam as opções de baixo custo.

  • Fernando

    Tive um iPad mini e vendi. Não penso em ter outro. O iPhone já atende todas as necessidades que preciso. Sinceramente não vejo motivos para pessoas terem iPad, a não ser para leituras de livros ou substituir um pc. Ainda assim acho que um iPhone plus daria um jeito. A única vantagem de iPad era a tela maior do que um iPhone mas com o tamanho do mesmo aumentando sempre perde o sentido um iPad (iphonao rs).

    A Apple deveria que dar características diferentes para o iPad se comparar com o iPhone. Por exemplo oferecer soluções exclusivas só no iPad para algumas áreas profissionais. Pois para ser como é hoje, tipo iPhone grandão é mais nada a tendência será de desinteresse do público cada vez maior.

  • meduza

    bagunça….

  • Alexandre Reis

    Tá ficando igual a Samsung, que tem 1 milhão de modelos de Smartphones…..

  • André Lima

    Acho que temos um vidente aqui. 😛

  • Pedro Canelas

    hahaha, estão nos escutando, vou continuar reclamando. 😀

Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeitosas e construtivas. O espaço acima é destinado a discussões, debates sobre o tema e críticas de ideias, não às pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão tolerados de maneira nenhuma e nos damos ao direito de ocultar/excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, preconceituoso, calunioso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem nome completo e/ou email válido). Em caso de insistência, o usuário poderá ser banido.


Carregar mais posts recentes

Relatório de erro de ortografia

O texto a seguir será enviado para nossos editores: