Seu Mac está começando a mostrar sinais da idade? Três comandos no Terminal podem acelerar o sistema


Por
02/02/2017 às 15:01

A história é sempre a mesma: você compra um Mac novinho e, nos primeiros meses (ou, dependendo da configuração, até anos) o caso de amor é belíssimo. Tudo funciona perfeitamente, sem travamentos, sem bolinha colorida giratória, com toda a diligência que se espera de um computador com a Maçã iluminada na tampa (ou em algum outro lugar).

Depois de algum tempo, as coisas vão arrefecendo e o computador vai começando a mostrar a sua idade, sem a mesma vitalidade exultante de outrora. É natural e inerente ao próprio desenvolvimento tecnológico, mas você não tem R$10 mil para desembolsar num Mac novo e de qualquer forma não são problemas tão graves para lhe fazer querer mudar de máquina — são só pequenos, pontuais deslizes na performance.

Não existe fórmula mágica para solucionar estes problemas, a não ser o velho mantra de manter o seu HDD1 ou SSD2 limpo, respeitar o limite de RAM da sua máquina e, se você estiver num Mac pré-2012, talvez fazer um pequeno upgrade nele. Entretanto, pequenas alterações feitas no sistema podem acelerar algumas tarefas, especialmente quando estamos falando de animações — o macOS, embora já tenha diminuído significantemente a profusão delas que já foi sua característica, ainda tem algumas bem lentas/contraproducentes que, quando desativadas, trarão uma impressão de maior velocidade no sistema (e um ganho prático de tempo, é bom notar).

O editor de tecnologia Rob Grifitths compartilhou três dicas interessantes — segundo ele, as decisivas para quem quer ter uma sensação de maior agilidade no seu Mac — que podem ser realizadas com simples comandos no Terminal ou, ainda mais fácil, alterando configurações no célebre programa de personalização TinkerTool.

Abaixo, nós as compartilhamos com vocês!

Animação nas janelas

A primeira dica é tirar a animação das janelas “folha” (sheets) do macOS — as janelinhas contextuais fixadas em outra janela maior, como aquelas que aparecem para salvar um documento.

Transformando um documento em PDF no macOS

Como bem se sabe, a animação destas folhas pode ser um pouco demasiadamente lenta para quem está precisando de rapidez, mas com um breve comando no Terminal elas ficam significativamente mais velozes:

defaults write NSGlobalDomain NSWindowResizeTime .001

O .001 ao fim do comando, como vocês podem prever, é relativo à velocidade da animação — portanto, se a sua ideia na verdade for perder tempo, você pode mudar este valor para 10 ou 20 e testar a sua paciência. Para restaurar o comportamento original das “folhas”, basta introduzir este comando no Terminal:

defaults delete NSGlobalDomain NSWindowResizeTime

Se o Terminal não for sua praia, você pode configurar a mesma coisa na TinkerTool, em Geral » Janelas “Folha” » Acelerar aparecimento (ativado).

Pequenas animações no Finder

A segunda dica tem a ver com pequenas animações do Finder, como a de abertura da janela de “Obter Informações” e a que revela as informações ocultas dentro desta janela. Para tornar estes processos instantâneos, estes são os comandos que devem ser inseridos no Terminal (um de cada vez, pressionando a tecla de retorno após cada um deles):

defaults write com.apple.finder DisableAllAnimations -bool true

e

killall Finder

Para reverter as mudanças, estes são os dois comandos:

defaults delete com.apple.finder DisableAllAnimations

e

killall Finder

Na TinkerTool, basta dirigir-se à aba “Finder” e desmarcar ambas as opções na seção “Efeitos gráficos”.

Dock

A última dica do dia tem a ver com um elemento intrínseco à experiência de uso do macOS: o Dock. Não é o meu caso, mas muitos gostam de esconder a barrinha de aplicativos para uso apenas quando necessário; o problema é que existe um pequeno atraso entre o momento em que se encosta o ponteiro do mouse na porção inferior da tela e a ativação em si do Dock; depois ainda é necessário aguardar os milissegundos da animação para que ele suba.

Se você quiser que estes dois processos ocorram instantaneamente, basta introduzir os três comandos abaixo no Terminal:

defaults write com.apple.Dock autohide-delay -float 0

e

defaults write com.apple.dock autohide-time-modifier -int 0

e

killall Dock

Para acabar com o atraso na ativação do Dock, utilize apenas o primeiro e o terceiro comandos; se quiser só desativar a animação, use só os segundo e terceiro. Os comandos para fazer tudo voltar ao normal são os seguintes:

defaults delete com.apple.Dock autohide-delay

e

defaults delete com.apple.dock autohide-time-modifier

e

killall Dock

Para obter os mesmos resultados na TinkerTool, você pode ir até a aba “Dock”, na seção “Opções” e desativar as segunda e terceira opções (ou apenas uma delas, se preferir).

·   ·   ·

E aí, o que acha das dicas? 😉

Eu testei aqui (exceto a terceira, que não se aplica a meu caso) e realmente senti uma impressão de maior rapidez no sistema. É sempre bom lembrar, claro, que a TinkerTool oferece uma série de outras configurações não encontradas nas preferências “oficiais” do macOS, e que podem fazer o sistema ajustar-se às suas necessidades da melhor forma possível. A experiência do usuário agradece!

Notas de rodapé

  1. Hard disk drive, ou disco rígido.
  2. Solid-state drive, ou unidade de estado sólido.
Posts relacionados
Comentários
  • Rafael Boiko

    Adoro artigo assim.

  • André Luis Dos Santos

    Me too.

  • Danny Haiduk

    esses comandos não “aceleram” o sistema de maneira tão perceptível assim… Compensa mais dar um clean no mac e não atualizar o osx mais q 3 vezes kkkk!

  • Rafael Gil

    Ou você instala o Windows 10 na máquina e usa ele sem ter que fazer “tweak” nenhum. Com todas as animações fluídas como devem ser.
    É triste ter que desativar efeitos que usávamos sem problema nenhum em versões antigas do mac OS no mesmo hardware (que eu me lembre, esse efeito de “folha” já é bem antigo).

  • Flavio Pizoli Jr.

    Windows 10 no MAC?
    Que tipo de drogas pesadas vc anda tomando, conta pra gente vai?

  • hecnpo

    Qual o problema disso? o.O

  • Rafael Gil

    Instalei no meu Mac mini de 2009 e está muito melhor do que o El Capitan…

  • Dica útil, mas melhor ainda seria:

    1) Colocar um HDD
    2) Colocar mais memória
    3) Fazer uma instalação do zero criando NOVO USUÁRIO, esqueça o antigo.
    4) Jogue todas as suas FONTES antigas fora, isto mesmo, o maior causador de lentidão. Use um gerenciador de fontes, se possível use apenas fontes oficiais, as do Google e Adobe Typekit. E instale o mínimo possível. Restaure as fontes do MacOS (sistema) se for necessário e tome muito cuidado para não conflitar fontes.
    5) Instale programas originais (sempre que possível), e jogue fora tudo o que não usa. Instale tudo limpo e do zero
    6) Nunca esqueça de usar o Utilitário de Disco toda vez que atualizar o sistema ou instalar/desinstalar programas.
    7) Abandone definitivamente o Flash, se ainda tiver ele, desinstale.
    8) Tenho um HD para arquivos desnecessários, cuidado para não ocupar todo o disco. Use o mínimo possível. Limpe e organize todos os seus arquivos, eliminando o que não usa mais.
    9) Não use “Abrir janelas ao iniciar novamente” ao desligar o Mac
    10) Abra o mínimo possível de programas na incialização, só o necessário.
    11) Cuidado com programas piratas, podem ter Malware: passe o Malwarebytes para conferir e eliminar por garantia.
    12) Cuide para ter o Firewall estar ativado e tenha uma senha forte de administrador
    13) Use o Time Machine para backups por garantia

    E por fim após a instalação do meu HDD fui instruído a colocar o seguintes comandos:

    Inicialização segurando as teclas:

    command + s
    … entra em tela preta

    fsck -f
    …varredura

    reboot
    …reinicia

    Quando:

    1. após instalação do sistema operacional
    2. após instalação dos programas
    3. após copia do usuário e arquivos

    ..

    Após fazer estes passos no meu iMac 2011 ele esta super rápido para tudo, parece outro computador. Diminuiu 20ºC na temperatura geral e trabalha bem mais leve. E não tirei nenhuma animação, uso o pacote Adobe Criative com vários programas aberto ao mesmo tempo.

  • Tassio Luz

    Minha dica é deixar o Mac na versão de fábrica e no máximo atualizar 1 vez.

  • magno fh

    Sem querer criar polêmica e nem estou criticando ninguém, mas não vejo o menor sentido em comprar um Mac e instalar Windows.

  • Gustavo Michels

    Coloque um SSD e seja feliz =)

  • The Untwit

    Num Mac novo concordo que não. Mas qual o problema instalar num Mac de 2009, não mais suportado nos novos OS’s da Apple? A pessoa tem todo o direito de querer utilizar um sistema que receba atualizações contínuas e que tire melhor proveito do hardware que ela já possui.

  • The Untwit

    Qual o problema instalar num Mac de 2009, não mais suportado nos novos OS’s da Apple? A pessoa tem todo o direito de querer utilizar um sistema que receba atualizações contínuas e que tire melhor proveito do hardware que ela já possui.

  • paulobr

    O ganho no desempenho veio na verdade do primeiro item!
    E algumas vezes do segundo.

    O resto é coisa de escovador de bits 😉

  • Minha nossa! Texto do Bruno são cheios de referências desnecessárias (pelo menos pra mim), trocadilhos e termos excessivamente complexos. Me sinto lendo um contrato escrito por um advogado ou um prontuário médico. Nao quero ofender ninguém com esse comentário mas faz tempo que sinto vontade de dar um feedback.

  • Leonardo Negrisoli

    Eu tenho um MBP de 2009 que tava MUITO lento… aí fui fazer experimentos com ele e instalei o Win 7… Me surpreendi com a performance que ele teve ao rodar o Windows, mesmo sendo hardware de 2009.
    De qualquer forma, usar Win no meu Mac mais recente eu não faço… só uso um note com win para o meu trabalho pq “não tenho escolha”

  • Ravagnani

    Sem criar polêmicas, mas claramente o Rafael expôs a mesma frustração que tenho:

    Comecei utilizando o Mac OS Lion carregado de gloss, skeumorfismo, aqua e animações, à medida que as versões foram ficando com design mais leve, chapado e clean, curiosamente o Mac que era fluído começou a ficar uma carroça, coisa que não aconteceu no Windows 10, rodando no mesmo PC que rodava o Windows 7, muito pelo contrário, ficou mais rápido, exatamente com o mesmo hardware.

    Acho que agora deu para entender a comparação do Mac OS com o Windows 10, odeio teorias da conspiração, mas o cheiro de Obsolescência programada que a Apple aplica versão após versão no seu sistema operacional é muito forte.

    Coisa que não acontece no iOS, por exemplo que roda muito bem obrigado em todos os dispositivos que suporta.

  • O primeiro é um dos mais importantes, mas com num carro de F1 onde se ajusta todos os itens para ganhar performance faz toda a diferença executar todos eles. Por exemplo, os programas do Creative Cloud com o Photoshop e Illustrator pedem o mínimo recomendado de 8GB de RAM, então se você continuar com 4GB e abrir estes dois, arquivos pesados como de uma edição de uma revista, fará falta. Ainda se você tem FONTES corrompitadas e conflitantes, ou 1.000 fontes instaladas, os programas demoração mais tempo para responder, em alguns casos fecham do nada. Se vai instalar o SSD, porque não fazer um serviço bem feito? Não custa. O meu iMac tem apenas 512 de memória de vídeo, o recomendado é 1GB, esta fazendo um pouco de falta para quando uso 3D, o SSD não resolve tudo, se você pode usar menos memória RAM e aliviar o processamento com as outras disca melhor fazer. Já vi gente reclamando mesmo com SSD instalado por não cuidar de algum destes itens.

  • Rodrigo Freijanes

    Cheguei à matéria pensando que ia achar essas dicas do seu comentário.
    Parabéns.

  • hecnpo

    Primeiro que dá pra ter os dois sistemas instalados na mesma máquina (dual boot). Segundo que o cara pode gostar do HW da Apple e do SO da MS. Que bom que é possível usar Win no Mac, viva a liberdade de escolha!

  • Que isto, obrigado. Quando comecei com Mac em 2007 nem sempre eu tinha a quem recorrer, e ficava quebrando a cabeça. Acho legal tentar passar para frente o que aprendi e o que me ensinaram. Afinal estamos no mesmo barco.

  • Bruno Santana

    Não se preocupe, eu gosto de retornos assim. Devidamente registrado, internalizado e convertido a grilo falante para as próximas vezes que meus dedos tocarem o teclado.

  • Lucas Valério

    como esse povo brasileiro eh chato

  • Lucas Valério

    como faz pra jogar fora essas fontes antigas?

  • João Ninguém

    Eu até tentei fazer isso, mas aí vinha a mensagem do Chrome dizendo que não iria mais dar suporte ao browser naquele sistema operacional. Resultado, atualizei para o novo e perdi o que eu mais gostava no MacOS que era o iPhoto.

  • Rafael Gil

    O Windows 10 é ainda melhor do que o 7, e roda no mesmo hardware.
    Se ainda tiver esse Windows, aproveita que ainda da pra atualizar por 10 de graça.

    Quanto a rodar no Mac novo, realmente não faz muito sentido. É mais barato comprar um PC.

  • Caramba, vou montar um site só pra você escrever isso como artigo!

    PS – pq usar o Utilitário de disco em toda desinstalação, para reconstruir o mapa?

  • Melo Júnior

    Cara, na boa, não muda nada em seus textos não, porque eles são de muita qualidade. O problema são pessoas que estão acostumadas a escrever(e ler) em apps de mensagem e querem esse padrão de escrita em todos os textos de sua vida. “Nao quero ofender ninguém com esse comentário mas faz tempo que sinto vontade de dar um feedback.”

  • No começo eu instalava várias fontes no sistema, com o tempo eu fiquei com umas 1.500 o que fez com que os programas ficassem bem lentos, desde antes do Leopard. Quando instalei o Office daquela época ele instalou mais umas 600 fontes se não me engano e duplicou várias, gerando muito conflito, além de fontes de má qualidade que eu tinha desde os tempos do Windows 95 que pegava com amigos, então havia um monte de porcaria instalada. Além de umas 20.000 que eu colecionava numa pasta separada, que vinha em CDS como o Corel e Adobe e da Internet e isto vai se arrastando e piorando com os anos. A cada novo sistema eu trazia o antigo usuário com estes e outros problemas. Só melhorou quando passei a usar programas para gerenciar fontes.

    Voltando a sua pergunta, precisei desinstalar fontes do sistema e sai jogando fora tudo quanto foi fonte aleatoriamente, pois eu nem tinha como saber qual que é qual, e joguei fora a pasta do Office e fontes asiáticas, mas ao fazer isto acabei jogando fontes essenciais do sistema o que ficou ainda pior, mas resolvi ao reinstalar o sistema.

    Porém, notei que este novo MacOS Sierra esta bloqueando algumas fontes essenciais (o que é ótimo) assim eventualmente evitando este problema Além disto ele tem um recuperador de fontes do sistema “Recuperar Fontes Padrão” no App Fonts e “Procurar Fontes Duplicadas”, o que pode evitar reinstalar todo o sistema apenas por conta das fontes. Então ao jogar fontes fora, no final antes de reiniciar o Mac sugiro que execute o Recuperar Fontes Padrão.

    Então as fontes de minha coleção de fontes especiais para alguns trabalhos diminui bastante, joguei tudo fora, sobretudo as que tinham mais de 5 anos de criação, você poderá ver isto no Finder e colocar em ordem. Uso o SuiteCase Fusion para elas que são adicionadas apenas de forma TEMPORÁRIA e o mínimo possível. E por ele mesmo sincronizo as fontes da Internet: Google Fontes e Adobe Typekit, tem tantas fontes ai, que são mais que o suficientes. E as outras é para casos especiais.

    Hoje tenho menos de 300 fontes no sistema e as temporárias que ao fechar o SuiteCase são desatifvadas. Você notará que o seu sistema e principalmente seus programas irão abrir muito mais rápido.

  • Joaquim N.

    Digita Font Book no Spotlight do Mac e abrirá a janela de gerenciamento de fontes. Vai na aba “Usuário” e lá você encontra todas as fontes instaladas por você. É só clicar e apagar. Ou assim que abrir o gerenciador de fontes, vá em File > Restore Standard Fonts.

  • Joaquim N.

    Digita Font Book no Spotlight do Mac e abrirá a janela de gerenciamento de fontes. Vai na aba “Usuário” e lá você encontra todas as fontes instaladas por você. É só clicar e apagar. Ou assim que abrir o gerenciador de fontes, vá em Arquivo > Restaurar Fontes Padrão.

  • Foi uma recomendação que recebi a alguns anos e venho sempre adotando. Se existir algum problema que o reparador possa resolver ele resolverá, e quase sempre tem algo qu ele corrige.

    Veja:

    Permissões são ajustes de arquivo que afetam a capacidade de ler, gravar ou executar (abrir ou executar) o arquivo. Se as permissões de um arquivo não estiverem mais configuradas corretamente, o software que usa o arquivo poderá não funcionar corretamente.

  • Phillip César

    Rapaz, dificilmente essas dicas se aplicam aos MacBooks mais atuais que ja vem com SSD PCI-EX.

    Todos eles são muito rápidos e não perdem a rapidez com o tempo, exceto se houver algum problema no hardware mesmo, se você tem o mínimo de cuidado vai utilizar pelo menos um limpador no sistema como o CLEAN MY MAC, que faz um papel excelente de limpeza e sempre está em promoção por alguns dólares mirrados.

    Tenho macbook desde 2009 quando comprei um white com HDD, mudei para um de 2012 com HDD tbm e depois futuramente adicionei um SSD em 2013. Este, me durou até o final de 2016 sem lentidões e não fiz nada do que manda o artigo ou Sr. Renato Aguiar em seu comentário, que por sinal, muito bem tramado com boas dicas.

    Como visto pelo meu depoimento, se com um SSD SATA 3 consegui ser feliz durante 3 anos sem problemas de lentidão, com SSD PCI-EX dos novos macs, DIFICILMENTE, alguém terá que se preocupar com lentidões do sistema.

    Abs.

  • traleluia

    Joguei fora o HHD do meu e coloquei um SSD, e reinstalei o SO do zero. Eu sabia que teria um ganho de desempenho no meu macbook de meados de 2012, mas nao sabia que o ficaria tao incrivel.. uso programas bem pesados nele e valew cada centavo. Coloquei um SSD de 240gb, mas ja estou pensando em colocar outro de 480. Após este processo, fiquei empolgado e resolvi substituir os 4gb de ram por 16gb… numa boa, nao notei diferenca nenhuma neste upgrade. Eu nunca mais fico sem um SSD. Fica a dica

  • Mude mesmo não. Texto tem que ser divertido de ler. 😛

  • Rubens Machado

    Tou querendo fazer o mesmo no meu Pro meados 2012, vc usou qual SSD? Estou pensando em comprar o Samsung Evo 850 de 500gb e duas memórias 8gb DDR3 Corsair Vengeance que estou pensando em comprar na Amazon (EUA), quais memórias vc colocou no seu?

  • E eu aqui, segurando Shift pra ver tudo em câmera lenta…

  • traleluia

    Na época eu comprei um ssd da kingston, ele prometia 550mbps de leitura e 500mbps de escrita. A ram foi mais de um ano depois, comprei no aliexpress mesmo e apenas me preocupei em manter o mesmo clock que as originais (1600 Mhz no meu caso).. pode fazer sem medo, é super simples e no youtube tem milhares de videos mostrando como fazer, seu mac de 5 anos atras vai ficar melhor do que um novo

  • Rafael Gil

    Antes fosse só isso, mas ainda não resolve o problema da lentidão nas animações, transparências, rolagem de páginas, vídeos em alta definição no YT…
    No mac de 2012 talvez ainda estejam OK essas coisas, mas eu tenho um mini de 2009 que não consegue rodar nenhum vídeo em HD no YT e se eu não desligar as transparências nem consigo usar o safari.
    E eu coloquei 8GB de RAM nele e um HD mais rápido (O original nem usava toda a banda do SATA 2).
    Fora que não consigo atualizar para a última versão do Mac OS… É sacanagem essa obsolescência…

  • Gustavo Luiz

    Parabens obrigado

  • Gustavo Luiz

    nao existe Hardware da Apple tudo que esta dentro da maquina da apple vc compra na esquina memoria kingston hd WD placa de video NVIDEA a apple nao falbrica nada so monta

  • Rodrigo

    Amigo, por favor, detalhe esse procedimento:

    Inicialização segurando as teclas:

    command + s

    … entra em tela preta

    fsck -f

    …varredura

    reboot

    …reinicia

    Quando:

    1. após instalação do sistema operacional

    2. após instalação dos programas

    3. após copia do usuário e arquivos

    Obrigado..

    P.S.: o que acha do CleanMyMac?

  • Este procedimento me foi passado pelo técnico que efetuou a instalação do SSD no meu iMac, então segui as orientações dele. Ele disse que isto faria o SSD trabalhar melhor e mais rápido, mas eu não entrei em detalhes mais técnicos. Acredito que ele reconheça os tipos de arquivo ou de inicialização melhor.

    Até gostava do CleanMyMac eu usava nas versões mais antigas. Mas agora que saiu o no sistema MacOS Sierra que já apaga arquivos desnecessários sozinho achei desnecessário, eu ativei o iCloud Drive tbem. Outro ponto, não menos importante, é que o CleanMyMac não modificou sua versão e acredito que ainda esteja na versão 3, até quando eu visitei o site deles não havia nada especificando que o software esta atualizado para o MacOS Sierra e como este tipo de programa pode mexer muito no sistema operacional por segurança resolvi não instalar no Sierra e acho que acertei na escolha, meu computador esta funcionando agora como nunca funcionou antes, esta muito estável, rápido para tudo, e como disse a temperatura fica de 42 a 56ºC, só quando esta muito calor é que as vezes chega os 59ªC, e antes ele trabalhava em torno de 70ºC.

    O SSD coloquei no lugar do DVD e nele tem tudo o que é mais importante e o HDD uso para arquivos gerais e que não são acessados com bem menos frequências. Estou com muito espaço sobrando.

    Apenas pra concluir eu usaria o CleanMyMac apenas em versões anteriores ao Sierra, eu não usaria de forma alguma no Sierra, pois no próprio site deles não tem informações sobre a eficácia no Sierra. E se com tudo isto que fiz eu consegui ter um computador melhor, acho que ele é dispensável.

  • Leonardo Negrisoli

    Meu note do trabalho ficou meio instável com o Win10… acho que ainda prefiro o Win7…
    Quanto ao Mac (novo), vou deixar rodando MacOS nele mesmo rs

  • Rodrigo

    Obrigado pela atenção.

    Mas em termos práticos, como faço para aplicar esse procedimento? Qd iniciar basta segurar command + s e na tela seguinte varrer e reiniciar?

  • Ricardo Aureliano

    Tirando a hd ssd, porque nao tenho grana pra comprar, fiz tudo isso, e continua lento. E olha que to com 20 gb de memoria…

  • Falando em dock… porém meio off do artigo.
    Pra quem usa dois monitores, existe uma forma de deixar a Dock fixada no monitor principal?
    Explicando: Uso muito dois monitores para editar fotos no Lightroom e Photoshop, por vezes desço o cursor do mouse bem perto da borda inferior do segundo monitor e a dock “muda” pra lá. Tenho que voltar ao monitor principal, posicionar o cursor lá embaixo, aguardar alguns segundos pra que ela volte pro monitor principal novamente. Eu não uso as telas espelhadas, mas como “extensão” uma da outra.
    Já procurei alguma coisa e só encontrei sobre em qual das duas telas a dock fica como principal.

  • Eu havia feito igual você, 20GB tbem. Fiquei um bom tempo assim, mas como trabalho o dia todo e com tudo aberto, precisei me apertar e colocar o SSD. O meu iMac estava funcionando muito bem, ai baixei uns programas e desandou, demorou muito para estabilizar, então nem sei dizer o que exatamente foi, até suspeitava do meu HDD, mas acho que não foi depois de tanto tentar ficou tudo bem. Acho que meu maior erro foi sempre usar a recuperação pelo Time Machine que copia erros anteriores do usuário e de programas que eu instalava diretamente por ele, e alguns deles venho de um macbook que eu tinha antes. Não desista, você vai encontrar a solução.

  • Depois que estiver na tela preta, deixe ele terminar o processo, ai você digita: fsck -f

    e deixa terminar, terminando digite: reboot e deixe o Mac reiniciar.

    Instalei o sistema operacional, executei o Utilitário de Disco e reiniciei o Mac e fiz este procedimento. Depois instalei todos os programas originais e da maneira certa, usei o instalador, na versão mais atual e refiz o procedimento acima,

    Depois eu coloquei todos os meus arquivos pessoais, claro que antes de tudo já havia criado um novo usuário. Fui no meu Time Machine e manualmente peguei a pasta do Fotos e do iTunes (músicas) e refiz o procedimento pela última fez. Em todos eles executei o Utilitário de Disco.

  • Lembrei de uma coisa que talvez te ajude. No meu Monitor de Atividades eu localizei um devorador de memória e processamento “CEPHtmlEngine”, vinha dos programas da Adobe, pesquisando encontrei muitas pessoas com o mesmo problema e ninguém conseguia solucionar, nem por parte da Apple e nem por parte da Adobe. Achei este artigo neste fórum: https://forums.adobe.com/message/7994811#8507168. O que fazia para resolver ela encerrar este tal “CEPHtmlEngine”, mas ele voltava depois. Só acabou de vez depois que reinstalei tudo e assinei o Adobe Creative Cloud e claro, fiz uma instalação limpa e depois que instalei o pacote oficial da Adobe.

  • hecnpo

    Ela usa fornecedores de grande qualidade na montagem do gabinete. Eu não estava me referindo só as placas, mas à qualidade de construção como um todo.

  • Giancarlo Silva

    Como já disse uma vez, em outro post, digo novamente: seus textos são muito bons e aprendo várias palavras diferentes do português que nunca saberia se não fosse por ler seus posts.

    Não mude seu jeito de escrever, pois gosto muito!
    Parabéns!

  • Rodrigo Freijanes

    Eu tinha ódio da Apple. Usava iMac com raiva, obrigado, na faculdade de publicidade.
    Agora uso tudo Apple. De celular, tablet até computador. hehe

  • Fui ensinado assim tbem e não gostava da Apple até 2007 quando fui obrigado a usar um Mac e foi ai usando na prática em um Bureau de Impressão que o vi porque das pessoas amarem tanto e hoje tenho de tudo. Infelizmente ainda vejo pessoas que não tem, nunca usaram de fato e tem raiva, os do conta acabam prejudicando o desenvolvimento de quem poderia explorar coisas novas.

  • The Untwit

    Que nem Android?

  • Ale

    o comando fsck -f só faz varredura ou corrige problemas também? É bom usar o Onix também para arrumar o sistema.

  • Hugo Saraiva

    instalei o Windows 10 no meu Mac e só me deu dor de cabeça! O windows corrompeu a minha partição de recuperação e depois de um tempo ele desapareceu do bootcamp… Eu acho o macOS bem melhor, principalmente pela pesquisa do Spotlight, que é super útil e rápida.

  • Paulo Magrani

    O SSD faz toda a diferença realmente!!!

    Mac’s fabricados antes de 2011 podem não contemplar uma taxa de leitura e escrita tão rápidas quanto a do SSD. Mas compensa cada centavo investido!

  • Então, já utilizei o Onix e o CleanMyMac nas versões passadas e nos dois eu já obtive bons resultados e maus resultados. Particularmente desconfio destes softwares que prometem resolver tudo, sei que quem os fez teve boa intenção, mas acho que cada computador difere um do outro, tem programas diferentes instalados e problemas variados, não sei se ele consegue resolver tudo de forma automática como prometem. Eu só usaria em situação desesperadora e urgente, eu não arriscaria. Se você fizer uma instalação limpa e cuidar para que tudo fique bem, acho que pode dispensar estes softwares. Pelo menos eu faço desta forma de agora por diante.

  • duducolares

    Valeu Renato, favoritei a página só por conta dos seus comentários. Quando tiver tempo seguirei as dicas

  • Ricardo Malias

    estou 5 anos esperando o preço do SSD baixar hahahah

  • Eu também esperei o mesmo tempo, gastei R$ 750,00. Mas se você tiver coragem de você mesmo instalar poderá gastar a metade. E não precisa ser mais que 240GB, que foi o que eu coloquei no meu, nele esta o sistema operacional e todos os programas, fotos, musicas e arquivos de clientes e estou usando apenas 130GB. O meu HDD ficou para os outros arquivos, que tem pouco uso, 72GB de 512GB. Então tenho espaço de sobra aqui, me organizei muito, eliminei tudo o que não uso e faço isto constantemente.

  • Ricardo Malias

    Meu problema é com o preço do SSD mesmo, cerca de R$ 270,00 um de 240GB. Quanto a instalação é super fácil fazer, a Apple usa só parafusos na tampa do Macbook Pro (pelo menos é assim no meu), só soltar e trocar os HD’s.

    Outras marcas tipo Asus e Dell é um inferno desmontar porquê usam travas de encaixe e cola para a montagem do notebook

  • Ao acompanhar a instalação aqui vi que é fácil, tem que tomar cuidado na hora de levantar o painel de não quebrar o fio, se ele quebrar o técnico me disse que ficaria uns R$ 800,00 para soldá-lo. E depois para instalar o sistema do SSD é necessário instalar o Mavericks, pois ele me informou que não teria como instalar um atual direto e depois é só fazer a atualização. Ele fez isto com um HD externo. E saber os comando básico para acessar o SSD e fazer tudo.

  • Ricardo Malias

    Verdade, tem que tomar cuidado com o cabo Sata bem vagabundo que a apple colocou, mas tem no ifixit ou ebay por 60 dólares. Pra toda besteira que fazemos tem um jeito hahaha

    Quanto a instalação, será que o clone do HD não funciona ? Eu já fiz com o OSX Leopard, mas nunca tentei fazer com os mais atuais tipo o Sierra que estou usando. Talvez funcione e seja mais prático para não precisar instalar/baixar tudo de novo.

  • A meu ver tem que baixar tudo e começar do zero. A melhor coisa.

  • geo

    eu nem tenho mac mas você tá de parabéns viu 🙂

  • Roos Goldenberg

    Já fiz instalações do ZERO antes, mas sempre importando o usuário da máquina ou HD anteriores.
    Isso devido ao trauma de não conseguir recuperar sessões de browser, senhas armazenadas e configurações de aplicativos. Por isso que eu sempre importava o usuário.
    Mas gostaria de tentar dessa maneira sugerida.
    Existe alguma forma menos traumática de se reposicionar tudo no devido lugar ao se criar um NOVO USUÁRIO, esquecendo o antigo. Na verdade não se pode esquecer, pois é lá que estão senhas e etc.

Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeitosas e construtivas. O espaço acima é destinado a discussões, debates sobre o tema e críticas de ideias, não às pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão tolerados de maneira nenhuma e nos damos ao direito de ocultar/excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, preconceituoso, calunioso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem nome completo e/ou email válido). Em caso de insistência, o usuário poderá ser banido.


Carregar mais posts recentes