Pela décima vez seguida, Apple é nomeada a empresa mais admirada do mundo — mas Tim Cook não tem a mesma popularidade


Caneta Para notificar nossos editores de um erro no post, selecione o texto e pressione Ctrl + Enter.
Por
17/02/2017 às 10:01

Já tá ficando chato. Foi assim em 2008, 2009, 2010, 2011, 2012, 20131, 2014, 2015 e 2016 e agora a história se repete: a Apple conquistou pela décima vez consecutiva o primeiro lugar da lista da Fortune de empresas mais admiradas do mundo.

Placa no campus da Apple em 1 Infinite Loop

A pesquisa, como de costume, foi realizada com 3.800 figuras do mundo corporativo — executivos, gerentes, diretores, analistas e especialistas do ramo. São levados em conta “aspectos-chave de reputação”, como classifica a própria publicação; dentre eles, inovação, responsabilidade social, qualidade dos produtos e serviços, e administração do pessoal.

Neste ano, a Apple foi seguida no Top 5 por Amazon, Starbucks, Berkshire Hathaway e Disney, respectivamente. Dentre as concorrentes da Maçã, a Alphabet (empresa-mãe do Google) ficou na sexta posição — caindo do segundo lugar conquistado ano passado —, enquanto Microsoft e Facebook empataram no nono lugar. A Samsung, por sua vez, saiu do Top 50 — uma notícia que deve ter caído como uma bomba lá na Coreia.

·   ·   ·

Por outro lado, nem tudo são flores no reino mágico de Cupertino. Neste ano, a Fortune resolveu também perguntar ao mesmo universo de entrevistados quais CEOs2 eles consideravam os mais superestimados e os mais subestimados do mundo corporativo — e, neste ponto, a Apple não se deu muito bem.

Retrato de Tim Cook para o NewseumSeu poderoso chefão Tim Cook liderou a lista de CEOs mais superestimados do mundo: 229 dos entrevistados apontaram o executivo como o que menos merece a fama e glória que tem. Seguem a inglória lista, respectivamente: Mark Zuckerberg (Facebook, 205 votos), Jeffrey Immelt (General Electric, 201), Jamie Dimon (JPMorgan Chase, 128) e Jeff Bezos (Amazon, 93).

Por outro lado, na lista de CEOs mais subestimados do mundo, o chefe da velha nêmesis da Apple mostrou que está fazendo um ótimo trabalho. Satya Nadella, da Microsoft, foi apontado por 123 entrevistados como um executivo que mereceria mais crédito do que tem. Bezos, que também entrou na lista de superestimados (opiniões variam bastante, não é mesmo?), foi o segundo do ranking com 109 votos, e o chefão da Tesla Elon Musk também figurou na relação, em quarto lugar, com 73 votos.

E aí, concordam com as listas?

[via AppleInsider]

Notas de rodapé

  1. Não me pergunte por que, não cobrimos neste ano.
  2. Chief-executive officers, ou diretores executivos.
Posts relacionados
Comentários
  • Humberto Augusto de Borba

    Qual o intuito da Mac magazine em desclassificar Tim cook??? quantas matérias pra atacar o cara…
    que CHATO ISSO!!!!!!!!!!!!

  • Andre Abrahao Amjad

    Intuito de informar sobre o que acontece no mundo das notícias ligadas a maça.
    E ainda perguntam o que achamos
    disso.
    Eu acho que o Tim não tem carisma. Mas é um excelente administrador. Mas talvez não seja um cara que inspire. Não por não ser muito bom no que faz, ou por seus princípios que parecem estar bem acima da média, mas porque é um introvertido.
    Nesse papel de lider inspirador, extrovertidos se dão bem melhor.

  • Gustavo Jaccottet

    Eu não admiro o Tim Cook, mas ele aparentemente faz um bom trabalho e deve ser respeitado.

  • Felipe Scavacini Romanatto

    Realmente, a substituição de Tim Cook poderia fazer bem à inovação e rumo da Apple.

  • Gustavo Jaccottet

    Poderia, mas ele era o cara de confiança do SJ e depois, colocar quem no lugar dele?

  • Gustavo Jaccottet

    Deve existir… sempre tem alguém no mercado e todo mundo, salvo casos como o do SJ, é substituível.

  • Ei, quem desclassificou foi a pesquisa. Nós não fizemos absolutamente nada, apenas demos a notícia — o autor do texto não expressou nenhuma opinião sobre o Tim Cook ser ou não um bom CEO.

  • Victor Dias

    Tim Cook é um excelente CEO, Jobs fez bem em escolhe-lo. O que as pessoas tem que entender é que Steve Jobs morreu e que ele não voltará mais. Acho que essa visão que muitos tem do Cook é por causa desse sentimento de perda. Ao meu ver, Jobs, do jeito que era, não escolheria Cook se este fosse incompetente.

  • Raul

    Conquista totalmente merecida pela maçã! E quanto as críticas à Tim, o nome disso é inveja por não estarem no lugar dele controlando a empresa mais poderosa do mundo. Antes de Tim ascender ao cargo amis alto da Apple ele já brilhava como braço direito de Jobs (além de ser amigo) e acredito eu que Jobs não colocaria ele ao seu lado se ele não fosse minimamente brilhante, Jobs não tinha o perfil de pessoa que dava lugar a pessoas superestimadas, muito pelo contrário. Assim como ser um cantor bem sucedido ou um ator, ou seja lá o que for, estar em primeiro ou entre os primeiros atrai muita inveja, mas os mais de 700 bilhões de valor de mercado da Apple dá um tapa na cara de qq um que acha Tim Cook um CEO superestimado. PS: Na lista ainda tem Mark… gente como alguém pode achar MArk um CEO superestimado?? Tudo o que o facebook, Insta e etc. são hoje é por conta da gestão dele desde o início kkkkkkkkkk a inveja é triste.

  • Raul

    Isso aí!

  • Bruno Santana

    Isso é pura suposição minha, mas eu acho que Jobs escolheu Cook como seu sucessor justamente por ele ser como é: um gestor, um cara mais “quadrado” e focado em resultado. Acho que Jobs pensava que, dessa forma, seu legado na Apple poderia ser mantido por mais tempo do que com um novo “revolucionário”, como ele mesmo foi.

  • Victor Dias

    Concordo. As pessoas devem avaliar o Cook como CEO e não como um Steve Jobs 2. Com o Tim como CEO Apple se tornou a maior e mais importante empresa do mundo, ganhando muito dinheiro. Em minha opinião as inovações vieram também, mas sem um Steve para nos apresentar. Embora não tenhamos mais um gênio acredito no time que ficou lá e que vamos ver coisas legais vindo aí

  • Don Corleone

    Hã??

  • Bruno Araujo de Oliveira

    Concordo, Satya Nadella está mandando muito bem, os produtos da Microsoft estão ficando cada dia melhores e inovadores.

  • Gleidson Gurgel

    O trabalho do Nadella na Microsoft está excelente e ele realmente é subestimado.

Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeitosas e construtivas. O espaço acima é destinado a discussões, debates sobre o tema e críticas de ideias, não às pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão tolerados de maneira nenhuma e nos damos ao direito de ocultar/excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, preconceituoso, calunioso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem nome completo e/ou email válido). Em caso de insistência, o usuário poderá ser banido.


Carregar mais posts recentes

Relatório de erro de ortografia

O texto a seguir será enviado para nossos editores: