Gráficos do dia: a evolução na divisão das receitas da Apple, de 1997 a 2016


Caneta Para notificar nossos editores de um erro no post, selecione o texto e pressione Ctrl + Enter.
Por
25/02/2017 às 21:55

Em 20 anos, a Apple se transformou de uma empresa totalmente focada em computadores (Macs) para uma que hoje tem quase 80% da sua receita dominada por smartphones (iPhones) e tablets (iPads).

Confira este gráfico excelente publicado pelo Data Visualisations:

Receitas da Apple

Ele mostra, de 1997 a 2016, a evolução na divisão das receitas da Apple. Observem, em especial, a área amarela: o iPod surgiu em 2001, teve o seu auge em 2006 e em 2014 já era irrelevante.

A seguir, a receita da Apple em valores absolutos:

Receitas da Apple

Como será que estarão esses gráficos, daqui a uma década? 😉

Posts relacionados
Comentários
  • Deon

    Parece que a cada +- 10 anos há um produto inovador que assume o posto de produto principal e se torna o novo líder de faturamento. Será o novo iPhone esse produto revolucionário e que estenderá esse período por mais uma década? Ou veremos iPads/Watches enfim decolando ? Kk gostaria que fosse algo totalmente inovador e revolucionário

  • Anderson Freitas

    Uma pena a Apple ter se acomodado com faturamento de iPhones

  • Flavio Cesar

    Os macs, se ainda existirem como a gente conhece, estarão igual ou melhor.

  • meduza

    Acho que próximo device que irá decolar será relacionado com realidade aumenta/virtual…

  • Rodolfo Oliveira

    No gráfico debaixo Da pra ver que a receitas de macs e serviços só subiram, só que as receitas do iPhone são tão absurdas que fazem os outros parecer em troco de pinga.

  • Raul Pereira

    O iPhone realmente oferece um retorno absurdo para a Apple e se tudo acontecer como o previsto, o lançamento do iPhone X (não sei o nome), deve aumentar ainda mais essa fatia rsrs. Porém, outras divisões tamb´me tiveram aumento nos lucros e devem continuar tendo. Acredito eu que a Apple não irá querer se tonar uma empresa de um produto só e continuará investindo sim nos seus outros produtos, bem como lançado novos, a realidade virtual está aí, no caso da Apple, a aumentada (Tim deixou bem claro preferir essa no momento), quem sabe ele não lança algo nos moldes do Google Glass a qualquer momento, vindo da Apple que consegue emplacar até um Watch, seria muito bom para o mercado que parece que não conseguiu se encontrar ainda nessa tecnologia (O Glass era lindo, tinha bons usos, mas algo deu errado, falhou e voltou para dentro dos muros da Google).

  • João Ninguém

    Esse gráfico mostra claramente a nova realidade da Apple. Prioridade total ao iPhone e iOS. Todos os demais setores da empresa são secundários, literalmente. Daí não se esperar grandes novidades em minis, iMacs, Macbooks ou Macpro’s, da vida. No curto prazo, essa lucratividade é maravilhosa e torna a empresa bastante atraente, mas qualquer principiante em administração sabe que não se pode colocar todos os ovos numa cesta só. Falta alguém avisar isso ao Tio Tim, mas a impressão que ele está lá só para produzir lucros.

  • O que a apple vendia de “outros produtos” em 2004 que causava tanto impacto? (seriam as vendas de software?)

  • Não se pode negar que a estratégia evidente dos últimos anos de focar publicidade e marketing em serviços não tenha dado certo. A receita de serviços já é superior àquela dos macs. Mas quais serviços são estes? iCloud e apple music (ou entra aí também receita com app stores)?

  • nayara

    Você acha que o Watch emplacou? As vendas dele já estão caindo

  • Raul Pereira

    Comparando com o restante dos smartwatches eu acho que sim, é porque as vendas desses dispositivos são baixas mesmo, mas ao meu ver ele emplacou.

  • Com base em que você diz isso? A Apple não separa os números do Watch em seus resultados trimestrais, mas no último ela declarou que ele bateu recorde de receita.

  • Sim, tudo isso entra — iCloud, Apple Music e lojas (iTunes, App, iBooks Store…).

  • O problema do gráfico em porcentagem é que a impressão é que esses “setores” secundários são pequenos. Só o Mac hoje é maior do que era na época que a Apple só se focava em Macs; que dirá o resto.

  • Pois é… Queriam as outras empresas ter os produtos “menores” da Apple. 😛

  • Holio Hirolio

    O futuro dos Macs então é tenebroso, infelizmente… Uma pena. Como sou usuário e não acionista da empresa, sinto saudades da “Apple Computer”.

  • Carioca32

    Por outro lado, de uns oito anos pra cá a fatia dos Macs tem se mantido mais ou menos estável, enquanto todas as outras cresceram. É inegável que nesse contexto a prioridade dos Macs seja uma das menores.

  • A indústria de PCs como um todo está despencando. É um grande feito da Apple manter isso estável.

    E não me entendam errado, por favor: eu também estou muito puto/triste com o descaso da Apple com certas linhas de Macs.

  • Sposito

    Alguém sabe se o segundo gráfico já está corrigido pra inflação?

  • Victor Hugo

    “Só o Mac hoje é maior do que era na época que a Apple só se focava em Macs; que dirá o resto.” – comentário do editor.


Carregar mais posts recentes

Relatório de erro de ortografia

O texto a seguir será enviado para nossos editores: