Acidentalmente, relatório da Apple sugere desenvolvimento de dispositivo de realidade aumentada


Eu acho incrível como rumores e especulações surgem dos lugares mais inesperados. Escutem essa: aparentemente, temos mais um indício de que a Apple está desenvolvendo algum dispositivo de realidade aumentada (augmented reality, ou AR). De onde vem ele? De um relatório de saúde e segurança encomendado pela Maçã que acidentalmente foi distribuído aos seus empregados e acabou chegando às mãos do Gizmodo.

Non-sense? É, eu sei.

Dispositivo de realidade aumentada

O relatório, intitulado “Impact Descriptions Reported in [Santa Clara Valley] from Last Month” (“Descrições de Impacto Relatadas no [Vale de Santa Clara] no Mês Passado”), foi encomendado pela Apple a uma empresa de saúde e segurança do trabalho e traz mais de 70 incidentes ocorridos no campus da Maçã ao longo dos meses de fevereiro e março. Aparentemente, tal documento destinar-se-ia somente a uso interno, mas por algum motivo — aparentemente acidental —, ele foi distribuído a um grande número de empregados e chegou às mãos do site, que resolveu escrutinar as ocorrências em busca de algo interessante.

A maioria dos registros no documento relata incidentes comuns na Apple, como um empregado do restaurante para funcionários em 1 Infinite Loop que queimou-se após tentar tirar um peixe do forno ou um membro da equipe do Apple Watch que machucou-se enquanto esquiava, a trabalho, para coletar dados para o registro de atividades do reloginho (nota mental: eu quero trabalhar na equipe do Apple Watch). O Gizmodo perguntou à Apple se ela pretende adicionar atividades como ski ou snowboard às atividades do Apple Watch, mas não obteve resposta.

A parte mais interessante do relatório, entretanto, chega com uma das ocorrências, registrada no dia 21 de fevereiro:

Após um estudo de usuário BT4, a usuária apontou ao líder do estudo que sentiu desconforto no seu olho e que podia ver lasers piscantes em vários pontos durante o estudo. O líder do estudo orientou que ela procurasse um oftalmologista e separou o protótipo para análise.

Outro registro, do dia 2 de março, aponta:

Funcionário relatou dor nos olhos após trabalhar com novo protótipo, embora isto possa estar associado com o uso. Ele notou que o selo de segurança na carcaça exterior magenta estava violado, e por isso a unidade poderia estar prejudicada.

São duas ocorrências estranhas, para se dizer o mínimo. A Apple, atualmente, não trabalha com nenhum produto que dispara lasers nos olhos dos seus usuários e certamente nada que seja magenta. O que nos leva a crer que, sim, estão ocorrendo testes de algum produto vestível que projete imagens diretamente nos olhos das pessoas — algo como um Google Glass, talvez?

Tim Cook já afirmou, em algumas ocasiões, que vê com muito bons olhos (sem trocadilhos, por favor) a tecnologia de realidade aumentada e, inclusive, já externou sua preferência acerca dela contra a realidade virtual (virtual reality, ou VR), que outras empresas têm apostado suas fichas — caso você esteja por fora, a diferença fundamental entre ambas é que o VR cria um ambiente totalmente virtual, enquanto o AR adiciona elementos ao ambiente já existente.

Resta saber, agora, se estes testes de possíveis novos produtos encontrarão a luz do dia, e quando — certamente, entretanto, ainda teremos que esperar um bom tempo até que vejamos algo neste sentido sair de Cupertino.

[via Cult of Mac]

Posts recomendados
Comentários

O Modo Escuro foi ativado ou desativado.
Atualize esta página para ver os comentários.


Carregar mais posts recentes

Relatório de erro de ortografia

O texto a seguir será enviado para nossos editores: