WWDC’17: Apple apresenta o macOS High Sierra, nova versão do seu sistema operacional desktop com melhorias e refinamentos


Craig Federighi subiu ao palco da Worldwide Developers Conference (WWDC) 2017 para falar sobre as novidades do macOS e explicou que a última versão lançada, a Sierra, trouxe uma série de novidades que encantaram ao público, como a Siri.

Esta nova versão, portanto, é mais um refinamento daquilo trazido no ano passado, o que começa pelo seu nome: macOS High Sierra.

macOS High Sierra num iMac de frente

A primeira novidade da atualização do sistema é o Safari, que, segundo a Apple, será o navegador desktop mais rápido do mundo no High Sierra. Os ganhos de performance em JavaScript são enormes, se comparados com o Google Chrome. O Safari no High Sierra virá com alguns recursos deveras interessantes, como o bloqueio de vídeos que tocam automaticamente em sites pouco educados e um sistema de proteção inteligente para melhorar a privacidade de usuários, impedindo que sites obtenham dados obtidos de outros via cookies.

Siri no macOS High Sierra

O Mail no High Sierra também tem grandes melhorias, a começar pelo sistema de busca. O Spotlight embutido no aplicativo será mais inteligente, agora, mostrando os resultados mais relevantes da busca em vez de simplesmente os mais recentes. Além disso, o aplicativo terá uma nova visão dividida em tela cheia, e virá com um recurso para que os emails salvos ocupem até 35% menos espaço no disco.

O Fotos também virá com mais melhorias no High Sierra, para organizar mais intuitivamente fotos. Há um menu de filtros para que o usuário só veja o que quiser, enquanto o sistema de reconhecimento de rostos também foi aprimorado — e tudo isso fica finalmente sincronizado em todos os dispositivos do usuário. Também há novas opções de edição e a possibilidade de mandar fotos para editores externos, como o Adobe Photoshop, e depois voltar ao Fotos para continuar de onde você parou. Por fim, o sistema de impressão de fotos agora será aberto a empresas de terceiros (esperamos, todos, que no mundo todo, já que até agora este é um serviço exclusivo para os Estados Unidos).

Fotos no macOS High Sierra

Como já especulado, nas entranhas do macOS High Sierra teremos uma mudança invisível, mas importantíssima, já que o sistema será o primeiro do Mac a trazer o novo Apple File System (APFS), que já está no iOS 10.3 e traz melhorias enormes na indexação de arquivos e velocidade de transferência.

Além disso, o novo macOS virá com um novo padrão de vídeos, substituindo o ubíquo H.264: o novo H.265 (HEVC, isto é High-Efficiency Video Coding) é focado em vídeos 4K HDR, com otimizações que o tornam 40% mais comprimido que o H.264 — e os Macs mais recentes ainda terão aceleração gráfica para rodar estes vídeos. O suporte a H.265 já está sendo trabalhado para os apps de edição de vídeo da Apple.

Gráficos no macOS High Sierra

O High Sierra ainda receberá outros grandes avanços gráficos, com melhorias significativas em performance de GPU. Para melhorar, a Apple está introduzindo a nova geração do seu motor gráfico, agora chamado de Metal 2, com inúmeras otimizações e uma série de novas APIs para desenvolvedores, proporcionando ganhos enormes e perceptíveis. Mais que isso: a Maçã está levando o Metal a placas gráficas externas e para realidade aumentada — o SDK do Steam VR, por exemplo, chegará ao Mac em breve, bem como a Unity e a Unreal Engine.

VR no macOS High Sierra

O Developer Preview do macOS High Sierra estará disponível ainda hoje para desenvolvedores, enquanto o beta público chegará no fim de junho. A versão final do sistema chegará em alguns meses e será um update, como de costume, totalmente gratuito — e, excelente notícia, funcionará em todos os Macs compatíveis com o Sierra.

Posts recomendados
Comentários

O Modo Escuro foi ativado ou desativado.
Atualize esta página para ver os comentários.


Carregar mais posts recentes

Relatório de erro de ortografia

O texto a seguir será enviado para nossos editores: