Review: mouse Logitech M720 Triathlon, uma grata surpresa


Caneta Para notificar nossos editores de um erro no post, selecione o texto e pressione Ctrl + Enter.
Por
13/06/2017 às 11:40

Recentemente, quando cobri aqui no site o lançamento dos mice MX Master 2S e MX Anywhere 2S, citei que estava testando um M720 Triathlon, também da Logitech, depois que o meu terceiro(!) MX Master quebrou.

Aqui está o meu veredito completo sobre ele, e já lhes adianto: tive uma grata surpresa com este mouse.

Mouse Logitech M720 Triathlon

Como citei acima, não tive lá um bom histórico com o MX Master. É o melhor mouse que já usei, mas deixa muito a desejar em resistência/durabilidade. Portanto, em vez de pegar outro igual, resolvi experimentar um diferente da própria Logitech enquanto não ponho as mãos no MX Master 2S.

Eu não sabia da existência do M720 Triathlon até fazer essa pesquisa por modelos alternativos e acho estranho ele ser tão pouco falado por aí porque, grosso modo, é um MX Master um pouquinho mais básico e com um preço bem mais em conta. Já me adaptei muito bem aqui e são poucas, as coisas que sinto falta do MX Master.

O design do M720 Triathlon não é tão bonito e bem acabado como o do MX Master; basta pegar nele para perceber que não é um modelo tão premium (o que é uma ironia pro MX Master, dada a má experiência que tive com a sua construção). Mas o formato ergonômico lembra muito, o que ajudou na minha adaptação. Não gosto, particularmente, de mice muito pequenos e “baixinhos”.

Mouse Logitech M720 Triathlon

Algo que prezo muito nos mice que uso são botões de atalhos para funções diversas, e escolhi o M720 Triathlon justamente porque vi que ele tinha, além dos botões esquerdo e direito tradicionais, uma rodinha que também serve de botão, um botão abaixo da rodinha e mais dois laterais — além do que serve para fazer a troca multidispositivos. Mas me surpreendi quando descobri, já com ele em mãos, que a superfície esquerda também funciona como um botão escondido (e é bem parecida com a do MX Master, por sinal).

Aqui no meu setup, eu configurei para que o botão da rodinha chame o Mission Control, os dois laterais sirvam para trocar entre abas no navegador, e o botão “escondido” lateral me mostre a minha Mesa (Desktop). A má notícia é que o botão abaixo da rodinha não pode ser mapeado pelo software Logitech Options; ele serve apenas para fazer a troca do modo de rolagem. O botão de troca de dispositivo também não, mas esse é mais esperado.

Logitech Options no macOS

O “Triathlon” no nome do produto é justamente referente a esse botão de troca multidispositivos. Este mouse é feito para quem quer usá-lo, digamos, com três computadores diferentes. Não é o meu caso aqui, então eu simplesmente emparelhei o MacBook Pro na posição 1 e ignoro as outras duas. No MX Master, esse botão fica na parte inferior do mouse — o que faz mais sentido para mim.

Outro diferencial do MX Master é que a rodinha pode ser configurada para alternar automaticamente entre o modo normal (você vai “sentindo” cada passo da rolagem) e o livre (para rolagens super-rápidas). No M720 Triathlon ambos os modos estão presentes, mas você precisa usar o tal botãozinho abaixo da rodinha para alternar entre eles.

No caso do M720 Triathlon, a própria rodinha principal pode ser inclinada para a esquerda ou para a direita, para a rolagem horizontal. No MX Master isso não ocorre pois temos uma segunda rodinha na posição do polegar destinada à rolagem horizontal — bem melhor, por sinal, mas felizmente não é toda hora que eu preciso rolar algo horizontalmente.

O M720 Triathlon não conta com a tecnologia Darkfield do MX Master, mas seu laser (de 1.000 DPIs) funciona razoavelmente bem — inclusive em superfícies de vidro. Nada do que me queixar, aqui.

Ao contrário do MX Master, o M720 Triathlon não conta com uma bateria embutida; ele funciona com uma única pilha AA (e já vem com uma pré-instalada). Há quem prefira o benefício de poder trocar a pilha imediatamente quando uma acabar e continuar usando o mouse sem precisar recarregá-lo, mas eu gosto de não ter a preocupação de ter uma pilha reserva a todo momento. Por outro lado, a Logitech promete 24 meses (sim, 2 anos!) de autonomia com uma pilha. Se o meu durar metade disso, já estarei de queixo caído.

Ah, sim: tal como o MX Master, o M720 Triathlon é totalmente sem fio e pode ser usado tanto via Bluetooth quanto pelo seu receptor Unifying RF de 2,4GHz — que fica num espaço dedicado próprio dentro do compartimento da pilha, coisa que o “irmão mais caro” não tem. Ponto pro M720 Triathlon, até porque eu não costumo usar esse receptor USB.

A conexão Bluetooth do mouse é maravilhosa… quando funciona bem. Pois é: o M720 Triathlon tem tantos problemas de conectividade Bluetooth quanto o MX Master. Alguns a Logitech vai melhorando com updates de software, outros são afetados pelas atualizações do próprio macOS. Mas não tem jeito: desde o primeiro mouse Bluetooth da fabricante, eu tenho probleminhas aqui e ali. Quando não é o mouse perdendo conexão como um todo, é algo causando uma baita interferência no uso. Não posso nem cogitar conectar meus AirPods ao MacBook Pro e usar o mouse ao mesmo tempo, por exemplo. Isso é péssimo.

Vale notar que o M720 Triathlon é um dos poucos modelos de mice da Logitech que já conta com a sua tecnologia Flow integrada ao software Logitech Options, a qual permite a transferência de arquivos entre múltiplos computadores. Porém, de novo, como eu só uso ele com meu MacBook Pro, não é uma funcionalidade que eu posso testar aqui.

Outra boa notícia é que o Logitech M720 Triathlon pode ser encontrado mais facilmente à venda no Brasil do que o MX Master. Nos Estados Unidos ele sai por US$40-50; aqui, pode ser encontrado em torno de R$200-250. Vale o investimento.

Prós

  • Ótimo substituto para o MX Master, mais em conta;
  • Vários botões de ação configuráveis pelo software Logitech Options;
  • Excelente para quem tem dois ou mais computadores (Mac ou PC).

Contras

  • Usa uma pilha AA em vez de uma bateria interna recarregável;
  • Rolagem não troca de modo automaticamente e não há uma rodinha lateral;
  • Botão multidispositivos é um tanto inútil para quem vai usar com apenas um computador.
NOTA
8,5
Posts relacionados
Comentários
  • Gilvandro Neto

    Ótimo review, na hora certa pra mim! Um parente ira viajar agora em Junho, estou na dúvida entre o Mx Master 2 ou esse M720. O preço não é “problema”, visto que irei comprar de qualquer forma um mice, o que mais seria problema pra mim é a usabilidade e a durabilidade, sou um feliz usuário de um Magic Mouse a mais de 4 anos. Alguma sugestão?!

  • Cristian Aymay

    Segui a recomendação de vocês do MX Anywhere 25 e estou muito satisfeito. Antes do Anywhere eu tinha um outro da Microsoft que eu era obrigado a usar um adaptador na saída USB eu eu perdia assim uma saída para poder conectar e carregar algum outro dispositivo meu. Quando vocês indicaram o Anywhere que conectava ao Bluetooth do MacBook Air achei ótimo. Já estou usando ele à 2 meses e considero ótimo. Tem algumas funções que uso bastante como retornar a página de navegação, abrir a pagina dos aplicativos e se conecta muito fácil ao Mac. Basta eu ligar e em segundos já está funcionando. Para quem quiser mais uma opinião sobre outra ótima opção passada aqui meses atrás. Grande abraço galera

  • Matheus

    Mice… hahaha!! Rafael metido…

    Brincadeiras a parte, em casa uso um Magic Mouse bem do antigo, que me atende bem (visto que em casa uso pouco o computador) já no trabalho uso um bem simples da Logitech, ta aí uma coisa que não me cativa muito.

    Esse M720 tem opção para canhoto? Difícil achar, né?

  • Marcos

    Eu uso um Marathon M705 há uns 3 anos e até em ergonomia acho melhor que o MX… esse parece ser o sucessor dele e preserva as características.

  • Murilo Callegari

    Poxa agora fiquei em duvida em qual comprar, o MX M720 ou o Anywhere 2? Alguém que pode me ajudar, eu nunca tive mouse da Logitech, uso um emprestado da microsoft aqui que é bom até, mas preciso comprar um para mim, qual dos dois é melhor? A diferença de preço é muito pouca, me ajudem por favor.

  • Alessandre Livramento

    Uso MX Anywhere desde a primeira versão que durou quase 3 anos, quase pq faltando uma semana para acabar garantia de 3 anos ele deu problema entrei em contato com a Logitech e me deram um novo, agora da versão 2 que o Eduardo citou. Já estou a um ano com ele e sem problemas ótimo mouse.

  • Alessandre Livramento

    Só posso dar opinião sobre o Anywhere 2 que é ótimo, tive a primeira versão que durou quase 3 anos, faltando 2 semanas para acabar a garantia ele deu problema e a Logitech me mandou um novo agora da versão 2 que é ótimo

  • Será que sou a única pessoa deste mundo que está bastante satisfeito com o Magic Mouse?

  • Matheus

    Valeu… vou olhar agora!

  • Daniel Vilela

    Nus que top! Falta ele vir com um teclado que faz a mesma coisa em conjunto.

  • Cássio Rosas

    Gostei tanto do review que comprei um…rs. Ele acabou de chegar, porém o ponteiro do mouse na tela não esta fluido como estava o Magic Mouse. Alguém sabe me dizer se isso pode ser um problema de hardware? Estou usando a versão beta do High Sierra nesta máquina, sei que isso pode ser um problema, porém o Magic Mouse estava normal… Se alguém souber de algo, agradeço.

  • Stanley Vaz

    Não estás sozinho meu caro, te acompanho nesta satisfação.

  • Ele me irrita quando minha mão começa a suar 🙁

  • Luciano Tallada Sato

    Caramba acabei de devolver esse mouse para o amazon, meu mo decepção. Tenho um macbook pro touch id de 13 e toda vez que eu conectava um phone bluetooth ou qualquer outro device o mouse falhava. Acontecia o mesmo no meu iMac por causa do teclado.

  • Marcelo Chanea

    Eu também não troco por nenhum outro.

Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeitosas e construtivas. O espaço acima é destinado a discussões, debates sobre o tema e críticas de ideias, não às pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão tolerados de maneira nenhuma e nos damos ao direito de ocultar/excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, preconceituoso, calunioso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem nome completo e/ou email válido). Em caso de insistência, o usuário poderá ser banido.


Carregar mais posts recentes

Relatório de erro de ortografia

O texto a seguir será enviado para nossos editores: