“iPhone 8” poderá vir com laser traseiro 3D para melhorias em autofoco e realidade aumentada

Imagem de destaque


Caneta Para notificar nossos editores de um erro no post, selecione o texto e pressione Ctrl + Enter.
Por
13/07/2017 às 10:13

Contribuindo com os últimos rumores, a Fast Company publicou informações vindas de fontes anônimas as quais afirmam que o suposto “iPhone 8” virá com um laser traseiro 3D, que ajudará a melhorar tanto o sistema de autofoco da câmera quanto seus recursos de realidade aumentada.

De acordo com a fonte, o novo aparelho da Maçã terá o sistema de lasers semicondutores de emissão vertical (VCSEL1) na sua câmera traseira, sobre o qual já se especulou anteriormente.

Os sistemas laser VCSEL calculam a distância que a luz percorre do laser até o alvo e volta ao sensor, gerando uma medida de tempo de voo (TOF2). O sistema consiste em uma fonte (o laser VCSEL), uma lente, um detector (sensor) e um processador. O sistema inteiro custa cerca de US$2 por telefone.

Como o analista Ming-Chi Kuo (da KGI Securities) afirmou em fevereiro, provavelmente veremos esse sistema de laser 3D na câmera frontal e, pelo que a fonte da FastCo relata, também teremos o mesmo na câmera traseira.

Em se tratando de realidade aumentada, nós temos nos surpreendido com o ARKit, que atualmente funciona através de algoritmos complexos com informações ópticas fornecidas pela câmera iSight do iPhone. Se de fato o “iPhone 8” vier com esse laser traseiro 3D, a maneira como se mede a profundidade dos objetos ao nosso redor será melhorada drasticamente e contribuiria muito com RA.

ARKit

Além de RA, o sensor ajudaria a melhorar o autofoco, que se tornaria mais rápido e preciso. A fim de comparação, a partir do iPhone 6 as câmeras iSight dos aparelhos da Maçã possuem o que foi chamado de “Focus Pixels”, que é um autofoco com detecção de fase. Para chegar ao resultado desejado, esse tipo de autofoco detecta e compara dois ou mais conjuntos de raios de luz incidentes recebidos.

Em contrapartida, o novo autofoco com sistema de laser mediria a profundidade ao contabilizar o tempo que levaria para um pulso de luz chegar até o alvo. Assim, a câmera conseguiria obter o foco em meros milissegundos. Esse tipo de autofoco já tem sido utilizado em smartphones do Google, da Huawei, da OnePlus e da ASUS.

É esperado que a Apple utilize os lasers VCSEL das fornecedoras Lamentum, Finisar e II-VI. Já o sensor de tempo de voo pode ser obtido da STMicro, da Infineon ou da AMS. E, como é natural, alguns outros componentes poderão ser adquiridos da LG Innotek, da STMicro, da AMS ou da Foxconn.

Ainda que inicialmente todos esses rumores apontem para que o sensor 3D esteja no aparelho a ser anunciado neste ano, pode ser que essa tecnologia não esteja pronta para lançamento no “iPhone 8”, vindo posteriormente nos próximos aparelhos.

via AppleInsider

Notas de rodapé

  1. Vertical Cavity Surface Emitting Laser.
  2. Time of flight.
Posts relacionados
Comentários
  • Quero lançar aqui uma questão parcialmente relacionado ao texto mas que vale a discussão.

    Vi na matéria o uso da abreviação RA para definir a Realidade Aumentada. Assim como já vi textos aqui com o uso de IA para definir Inteligência Artificial.

    Estou começando a trabalhar com Realidade Aumentada e me bateu esta dúvida durante o desenvolvimento da interface do meu aplicativo. Qual abreviação eu devo usar? Como converso com desenvolvedores constantemente até então o padrão das conversas tem sido usar AR (“êi arr”) e AI (“êi áii”), deixando para usar o português somente quando se precisa explicar explicitamente o termo por extenso.

    Fico na dúvida se não seria melhor usar as abreviações baseadas no termo original em ingles, AR (Augmented Reality) e AI (Artificial Intelligence).

    Imagino como isso irá expandir no vocabulário das pessoas e se pode vir a ser fonte de confusão. Pegamos como exemplo o termo LED, que é uma abreviação para Light Emitting Diode, que se fossemos usar corretamente em português deveria ser DEL (Diodo Emissor de Luz). Nós ja transformamos as iniciais em uma palavra completa (“lédi”) mas ao menos a escrita fica no mesmo passo do inglês.

    Enfim, qual a sua opinião sobre o rumo a ser tomado com estes dois novos termos que cada dia mais permeia a realidade da tecnologia?

  • Fernando Deusdará

    Bolacha ou biscoito?!

  • Perceva

    Nenhum dos dois!
    Bixcoito!

  • Luiz Fernando

    Eu só espero que esses sensores ajudem também no aperfeiçoamento do Portrait Mode, corrigindo as falhas do efeito boker perto dos cabelos

  • Gustavo Jaccottet

    Cara, é o costume que faz parte da língua, ela se apropria de alguns termos e cria outros. Um exemplo é o mal do Século XX, a AIDS, que nos países de língua latina é SIDA, mas no Brasil é AIDS. Outro exemplo é o DNA, nos países de língua latina é ADN, aqui usamos a sigla DNA. LED é algo que foi introduzido pela indústria, já na sua denominação em inglês, mas concordo contigo que se estamos abreviando tudo para o português, o correto seria DEL, mas olha como IA chegou ao Brasil, por meio do filme AI, o estúdio simplesmente traduziu IA e o nome pegou. O mesmo vale para VR, mesmo sendo RV a abreviação correta em português, a indústria usa VR, o mesmo raciocínio vale para HDTV, quando o correto seria TVAD. Não há um modo correto, há um modo adequado de uso da língua. Eu sempre que uso um termo em Inglês ou Português cujo correlato também é usado faço uma nota de rodapé ou uma referência entre parênteses, para que não existam dúvidas sobre o que estou falando.

  • Rapaz, vai ser um smartphone, ou um canivete suíço?

  • Mario Shimabukuro Filho

    alem disso acredito que o laser podera aprimorar os app de medição , desenho , espaço etc….

  • Perceva

    Já baixou o ARKIT pra developer? Tentei baixar pra ver como é e dá https://uploads.disquscdn.com/images/115e6361dc6bcc5137e3e7e67f36f78ba6c2dbab9d85313be02aa658dac41fdc.png isso:

  • Boa Gustavo, eu acho que é por ai mesmo. Particularmente eu torço para que pegue o formato AR / AI pois isso facilita no entendimento universal entre os idiomas.
    Como disse, estou desenvolvendo um app em Realidade Aumentada e decidi usar AR onde precisar abreviar. Veremos como isso será aceito.

  • Perceva, sim já baixei e montamos aqui apps de teste tanto diretamente no XCode como montando no Unity. É impressionante como o algoritmo é capaz de mapear as superfícies e manter o objeto lá parado sem nenhuma necessidade de marcação física (um desenho ou QR code por ex). Com este sistema de laser a coisa deve subir para um outro nível.
    Uma das coisas que chama a atenção é que o ARKit ainda não é capaz de identificar planos verticais, coisa que o HoloLens faz com precisão. Quem sabe com o laser isso mude.

    Testei o HoloLens recentemente e o sistema de detecção espacial é incrível, superando o ARKit. Mas devemos considerar que o HoloLens é um hardware inteiro (trambolho) dedicado a identificar o ambiente, enquanto o iPHone consegue algo incrível somente usando a camera do telefone. Em tempo, apesar do HoloLens ser poderoso, a Microsoft precisa achar uma forma de criar uma experiência mais imersiva no campo visual. A “tela”que fica na frente é bem pequena e o uso constante do dispositivo causa um certo desconforto visual.

  • Gustavo Jaccottet

    Olha… Realidade Aumentada é algo ainda pouco abreviado, se fala geralmente por completo. No Brasil não existe um padrão de adoção do nome em Inglês (ou no idioma original) ou a sua adequação à língua portuguesa, o que é regra geral em países de língua latina. Eu te recomendo prudência e bastante tato, logo mencionar em nota de rodapé seria um passo importante, pois ninguém nasce sabendo e ao mesmo tempo somos eternos aprendizes, mas podes ver que Realidade Virtual já foi pacificado como VR, TV em Alta Definição ficou HDTV, Resolução em Ultra Definição ficou QHD. Não sei como será no que diz respeito à Realidade Aumentada, mas se seguir a tendência do Português Brasileiro em até simplificar essa apropriação dos usos e costumes linguísticos estrangeiros, talvez a tua opção seja a mais correta. Boa sorte! 🙂

  • Renato Miranda Gonçalves

    Quando eu leio os artigos aqui no site e me deparo com esses termos abreviados em português não tem uma vez que não tenho que parar pra pensar no que significa, é horrível e deviam adotar em inglês mesmo


Carregar mais posts recentes

Relatório de erro de ortografia

O texto a seguir será enviado para nossos editores: