Imagem de destaque

Gudak Cam é o aplicativo para quem quer reviver os nostálgicos tempos das câmeras analógicas


Caneta Para notificar nossos editores de um erro no post, selecione o texto e pressione Ctrl + Enter.
Por
14/07/2017 às 15:52

Um dos motivos de a tecnologia ser uma coisa incrível é que ela nos permite realizar algumas ações com progressiva facilidade. Por exemplo, lembre-se das máquinas fotográficas de filme: você não podia revisar seu trabalho posteriormente e só podia tirar no máximo 36 fotos de cada vez, trocando o rolo somente após levar a câmera a um laboratório. Sim, tinha sua dose de elegância, mas eu prefiro poder tirar 20 fotos da mesma cena e escolher qual a melhor posteriormente.

A nostalgia, por outro lado, é uma coisa incrível. Você pode despertar um sentimento nostálgico reunindo velhos amigos, ou assistindo a um desenho animado da época da sua infância ou visitando um lugar há muito esquecido; mas você pode também fazê-lo dificultando a sua vida a ponto de fazê-lo lembrar dos tempos passados — com as câmeras de filme, por exemplo. Não é a minha praia, mas vai que é a sua.

Talvez eu esteja refletindo demais sobre um aplicativo que é puramente uma brincadeira, mas o fato é que este é o Gudak Cam.


icon

Gudak Cam

de Screw Bar Inc.

Compatível com MacsCompatível com iPadsCompatível com iPhonesCompatível com Apple WatchesCompatível com o iMessageCompatível com Apple TV
Versão 1.3.1 (40.2 MB)
Requer o iOS 8.0 ou superior

USD 0.99

Badge - Baixar na App Store

Código QR Código QR

Screenshot do app Gudak CamScreenshot do app Gudak CamScreenshot do app Gudak CamScreenshot do app Gudak Cam

Com um nome bastante sugestivo — mas que também referencia a palavra do coreano “Gudagdali”, que significa “desatualizado” —, o aplicativo simula, na tela do seu iPhone e com boa dose de realismo, uma daquelas câmeras descartáveis da Kodak que quebraram muitos galhos ao longo dos anos 1990. Mas a coisa vai muito, muito além disso — os desenvolvedores realmente levaram o conceito a sério.

Em primeiro lugar, a única forma de obter uma pré-visualização da foto a ser capturada é na minúscula janelinha que simula o visor da câmera. E, uma vez clicada a imagem, você não pode revê-la em seguida — é necessário completar o “filme” de 24 exposições e, quando a última foto for tirada, aguardar três dias para “processamento” (aparentemente, o pessoal lá nunca ouviu falar das óticas que revelavam as fotos em uma hora). Além disso, uma vez esgotado o filme, você deve aguardar 12 horas para tirar novas fotos.

Uma vez processadas, as imagens apresentam alguns filtros aplicados aleatoriamente, como vazamentos de luz ou superexposição — afinal, com as câmeras analógicas, você nunca sabia se o resultado final seria satisfatório, não é mesmo? 😜

Certamente não estamos falando aqui de um aplicativo que substituirá o app Câmera do seu iPhone, mas o Gudak Cam pode ser uma diversão momentânea — especialmente se o sentimento de nostalgia bateu da forma certa no seu coração após esse texto. E, por US$1 na App Store, não estamos falando de um investimento tão drástico assim.

via Engadget

Posts relacionados
Comentários
  • Muito boa a publicação! Um excelente app para o pessoal que curte a fotografia e quer colocar a criatividade em prática deixando um pouco de lado essa “facilidade” das tecnologias atuais.

  • Luiz Eduardo Rezende

    E a paciência de esperar 36 horas? Prefiro minha instax hahaha

  • Christian Tavares

    Nostalgia têm limites. Deveriam dar opção de fazer as esperas do jeito que você quiser. Tá certo, não é a proposta do aplicativo, mas desse jeito vai limitar demais o público. Corre o risco de “queimar o filme” do app, com o perdão do trocadilho.

  • Marcos

    Adoro esses aplicativos que criam necessidades que não precisamos xD

  • Maxwel

    Kkkkkkkkkkkkkkk…

  • Gerson Nascimento

    Galera! Descubri como “revelar” o filme na hora que vc quiser kkk é só adiantar o calendário do iPhone pra 4 dias depois e VOILA!!! kkk


Carregar mais posts recentes

Relatório de erro de ortografia

O texto a seguir será enviado para nossos editores: