Apple teria investido em equipamentos próprios para telas OLED, a fim de diminuir sua dependência da Samsung

Imagem de destaque


Muitos rumores sugerem que um dos contratempos enfrentados pela Apple na produção do “iPhone 8” seria a insuficiência de fornecimento de telas OLED1, uma grande novidade aguardada pro novo aparelho.

Como foi revelado no fim do ano passado, esse problema teria origem na escassez de máquinas para produzir as telas com essa tecnologia. Na ocasião, o presidente da Foxconn teria ido até uma das maiores produtoras desse tipo de máquinas, a japonesa Canon Tokki, a fim de “garantir uma encomenda”, o que supomos que seria justamente para produzir as telas dos próximos iPhones.

Esse rumor se dissipou no tempo e, em vez disso, muitos veículos sugeriram que a única empresa capaz de fornecer as telas OLED para a Apple ainda este ano seria a Samsung, já que ela é uma das maiores neste mercado. Então, por depender apenas de uma fornecedora, a Maçã teria os estoques iniciais de seu novo aparelho muito menores do que normalmente ela disponibiliza.

Como isso pode ser bastante prejudicial para a Apple, uma das saídas que ela teria encontrado é fabricar as suas próprias telas OLED. E foi isso o que supostamente ela fez, conforme contou o site coreano ET News (via DigiTimes).

Não sabemos se de fato a Foxconn comprou máquinas da Canon Tokki para fabricar as telas para a Apple, porém a notícia agora é que a Maçã teria adquirido suas próprias máquinas CVD2 com a empresa coreana Sunic System. Isso pode acabar com o reinado da Canon, que é atualmente a maior produtora desse tipo de máquina e as fornece para a Samsung, a LG Display e outras.

Entretanto, como o 9to5Mac lembrou, a Maçã pode ter adquirido essas máquinas não para ela ser a fabricante em si, mas para delegar a tarefa às parceiras Foxconn ou Pegatron — tal como também falou-se que ela fez para circuitos impressos. De qualquer maneira, isso não significa que a Apple se desligará totalmente da Samsung, principalmente porque elas supostamente já assinaram um contrato de dois anos para que a sul-coreana lhe forneça cerca de 92 milhões de telas OLED.

Tanto a Samsung (que adquiriu cinco máquinas CVD da Canon Tokki somente neste ano) quanto a LG (adquiriu duas) e a Sharp são cotadas como as possíveis fornecedoras de telas OLED para a Apple nos próximos anos. Portanto, já que provavelmente esse tipo de tela só tende a aumentar no mercado e se tornar o padrão dos próximos aparelhos, ter o máximo possível de fornecedoras nunca será demais.

Posts recomendados
Comentários

O Modo Escuro foi ativado ou desativado.
Atualize esta página para ver os comentários.


Carregar mais posts recentes

Relatório de erro de ortografia

O texto a seguir será enviado para nossos editores: