Imagem de destaque

MacMagazine no Ar #241: resultados financeiros, iPads Pro no Brasil, fim dos iPods nano e shuffle, “Sugestões do Spotlight”, HomePod dá com a língua nos dentes e mais!


Caneta Para notificar nossos editores de um erro no post, selecione o texto e pressione Ctrl + Enter.
Por
02/08/2017 às 21:50

E hoje é dia de MacMagazine no Ar! 😃 Esta é a 241ª edição do nosso podcast.

Participantes do dia

A edição é obra do Eduardo Garcia [@edugarcya].

Pauta

Ouça pelo SoundCloud

Reproduzir

O podcast também está disponível num feed RSS e num perfil do portal SoundCloud.

Participe

Quer tirar alguma dúvida geral, fomentar alguma discussão, enviar críticas ou sugestões, debater algo dito no nosso podcast? Envie um email para [email protected], quem sabe ele poderá ser lido/respondido no próximo episódio. 😉


Nova capa do podcast - MacMagazine no Ar

MacMagazine no Ar

de MacMagazine

Episódio: #241
Gravação: 1º de agosto de 2017
Duração: 1h05min27
Trilha sonora: alt-J

Posts relacionados
Comentários
  • Mugs Vilela 

    Podia fazer uma materia sobre o iPod, sua história, sua importância que foi para a Apple, os bastidores do desenvolvimento, os modelos lançados…

  • Parece que o iPhone 8 será então uma mistura de Xiaomi Mi Max e Essential Phone.
    Resta saber ainda onde virá o leitor de digital, se vir…

    Sobre a polêmica da fotografia…
    Argumentos “idiotas” da pessoa, não me fez muito sentido não. O que ele comentou é algo negativo no Android padrão, que vem nos Nexus/Pixel. Se as parceiras adicionam recursos a mais, muitos ligados a experimentos de hardware, como isso é negativo para o Android ao invés de algo positivo? O Google pode ser lento em tornar alguns desses recursos padrão, mas para quê pressa se o Android que ela faz já dá suporte para as parceiras fazerem essas adições e isso incentiva competição e inovação entre elas?
    Um exemplo é a própria questão da fotografia e o modo retrato no iPhone. Não é novidade, é algo que já foi visto antes. O diferencial é como sempre a Apple conseguir pegar algo e vender de modo diferente. Esse efeito de desfoque é limitado, como ele poderia ser usado de modo ideal? Qual o melhor uso que o usuário poderia fazer dele? Retratos, justamente, e é um cenário mais simples. Vem a Apple, cria a marca, força o usuário a fazer a foto em um cenário próximo do ideal e pronto, mais simples de criar os algorítimos para criar o efeito, uma sacada (tirar liberdade e controlar o usuário) que outras fabricantes não tiveram antes ao entregar o mesmíssimo recurso.

    É algo que joga com o ponto forte da câmera do iPhone, consistência, através do software, porque em hardware controle o iPhone anda bem atrás recentemente.

  • Anderson Balduino

    Concordo com você. Os caras esquecem que o Android é um projeto de código aberto, as parceiras podem pegar, e de fato pegam, ele modificam adicionando funções e etc. E quando o Google vê algo interessante ele vai e adicionar no Android padrão.

  • Pedro Cohn

    Até agora eu não entendi a dúvida..
    A Apple não é de ter duas tecnologias que fazem a mesma coisa no mesmo device..
    Por que diabos ela iria colocar o FaceID e manter o TouchID? Isso é a mesma coisa de atestar que o FaceID não é tão bom quanto a tecnologia velha…

    “Estamos lançando o FaceID, uma nova tecnologia de reconhecimento fácial! Ela é melhor em todos os sentidos que o já velho TouchID. Mas como fazemos coisas que não tem sentido, vamos deixar o Touch ID funcionando… E no próximo Mac, vai ter USB 3.2 e 3.0. ao mesmo tempo e de quebra o próximo iPad virá com entrada de 30 pinos!” Qual a lógica?? Se ela introduzir uma nova tecnologia é pq a velha já não serve!

Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeitosas e construtivas. O espaço acima é destinado a discussões, debates sobre o tema e críticas de ideias, não às pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão tolerados de maneira nenhuma e nos damos ao direito de ocultar/excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, preconceituoso, calunioso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem nome completo e/ou email válido). Em caso de insistência, o usuário poderá ser banido.


Carregar mais posts recentes

Relatório de erro de ortografia

O texto a seguir será enviado para nossos editores: