Apple estaria experimentando diversos protótipos de óculos de realidade aumentada


O interesse da Apple pelas tecnologias de realidade aumentada (augmented reality, ou AR) sempre foi absolutamente público e ganhou o mundo com a introdução do ARKit na última Worldwide Developers Conference (WWDC). A plataforma de desenvolvimento já está em pleno vapor nas mãos dos desenvolvedores e promete usos absolutamente impressionantes quando o grande público puder colocar as mãos no iOS 11, seu maior porta-voz.

Um aspecto, entretanto, não tem sido considerado quando falamos de realidade aumentada em Cupertino: óculos. Este é um elemento importante para a experiência mais imersiva possível na tecnologia, mas, desde a (quase) morte do Google Glass, poucas empresas de tecnologia — incluindo a Maçã — têm evitado tocar no assunto.

Bom, de acordo com o Financial Times1, pode ser que tenhamos boas notícias em relação a isso muito em breve. O jornal, que tem boas fontes dentro de Cupertino, afirmou hoje que a Apple estaria trabalhando em muitos tipos diferentes de protótipos de óculos para realidade aumentada, muito embora a visão final de como seria este produto ainda não esteja totalmente definida entre os engenheiros da companhia.

Óculos Spectacles, do Snapchat

Óculos Spectacles, do Snapchat

Por exemplo: embora alguns destes protótipos incluam telas de projeção, que exibem o conteúdo diretamente nos olhos do usuário, existe um grupo de engenheiros dentro de Cupertino que defende a escolha por um dispositivo dotado somente de uma ou mais câmeras, na verve do Spectacles, do Snapchat. Tal aparelho teria como “tela” principal o iPhone/iPad, relegando aos óculos somente o lugar dos “olhos” da tecnologia.

Se esse for o caminho escolhido pela Apple, o dispositivo poderia ser mais um acessório do que um produto “completo” — pense num Apple Pencil (que obrigatoriamente precisa de um iPad Pro para funcionar) em vez de, digamos, um Apple Watch (que tem suas funções expandidas com um iPhone, mas também pode funcionar sozinho — e é bem mais caro).

De qualquer forma, considerando que nem a própria Apple sabe ainda qual caminho seguir, o palpite geral é que ainda teremos alguns anos antes de vermos esta ideia saindo do papel (se é, claro, que isso acontecerá). E isso é bom: é o tempo que a tecnologia poderá ter para se desenvolver e tornar-se mais natural na mente dos consumidores.

O que vocês acham?

via MacRumors

Posts recomendados
Comentários

O Modo Escuro foi ativado ou desativado.
Atualize esta página para ver os comentários.


Carregar mais posts recentes

Relatório de erro de ortografia

O texto a seguir será enviado para nossos editores: