iPhones mais caros significam o quê? AppleCare+ também mais caro, naturalmente


Caneta Para notificar nossos editores de um erro no post, selecione o texto e pressione Ctrl + Enter.
Por
12/09/2017 às 21:22

Talvez tenha passado despercebido, face o preço um tanto quanto assustador (embora esperado, como quase tudo da keynote de hoje) do iPhone X, o fato de que até mesmo os novos iPhones mais “modestos” estão, no geral, mais caros que antes. Claro, precisamos nos lembrar de que o modelo de 32GB foi limado e, em termos puramente de capacidade de armazenamento, os iPhones 8/8 Plus oferecem um custo/benefício melhor que os seus antecessores.

Ainda assim, na fria realidade das palavras, o fato é que o menor valor que você irá desembolsar para comprar um iPhone de último modelo desbloqueado nos EUA é, agora, US$700 (mais taxas), ante os US$650 anteriores.

Claro que, acompanhando a subida dos preços, outro elemento deveras importante para uma série de usuários também iria encarecer. E as suspeitas foram confirmadas: os planos de garantia estendida do AppleCare+ tiveram leves saltos nos seus valores — até mesmo nos planos para iPhones já existentes, como o 6s Plus e o 7 Plus.

AppleCare

Como é possível observar na página oficial de venda dos planos, o AppleCare+ para iPhone 8 Plus/7 Plus/6s Plus custa US$150 — anteriormente, a Apple pedia US$130 pela garantia estendida dos seus smartphones maiores. Este valor, ao menos, permanece para os modelos menores: a garantia estendida do iPhone 8/7/6s continua saindo pelos mesmos US$130 usuais.

O maior tiro, como se poderia esperar, fica por conta do AppleCare+ para iPhone X: a Apple cobra US$200 para estender a garantia do aparelho. Realmente, consertar aquela gloriosa tela de ponta-a-ponta não deverá ser a coisa mais barata deste mundo (aliás, estou ansioso para ver o iFixit desmontar o aparelhinho), mas, surpreendentemente, as taxas de reparos para o smartphone não sofreram alterações em relação aos valores dos iPhones anteriores: são US$30 para trocar um painel danificado e US$100 para quaisquer outros reparos.

O AppleCare+, para os não-familiarizados, adiciona dois anos de garantia estendida aos dispositivos da Maçã, cobrando taxas reduzidas para reparos em danos causados pelo usuário, como telas rachadas ou infiltração de líquidos. Como sempre notamos, embora os planos ainda não estejam oficialmente à venda no Brasil, a Apple já atende oficialmente os iPhones cobertos pelo AppleCare+ por aqui. Só tenha em mente que você só pode adquirir os planos junto à compra do aparelho ou, no máximo, 60 dias depois.

via MacRumors

Posts relacionados
Comentários
  • Lucas Ramos

    Tem alguns lugares que não “colocam” a data de venda do aparelho.
    Você tem que digitar manualmente (pelo menos era assim que funcionava em 2013) no site do Apple Care.

    Nesses casos, o usuário compra, esperar dar um problema, coloca a data de compra como hoje e trocar amanhã.

    Mas isso seria corrupção. E como todo brasileiro, sou contra a corrupção.

  • Paulo Magrani

    Estranho, muito estranho!!!
    Conhece algum caso real??? Sério!!!
    Troquei o meu iPad 4 “guerreiro” e paguei ontem R$1499,00 por um “novo” da mesma categoria (???) Fiquei muito frustrado…
    ….afinal achei na minha santa ignorância que receberia um “novo” “novo” iPad e não um velho idêntico ao meu, mas novo de uso!!!
    Agora estou tentando um reembolso…
    mas seria uma boa alternativa essa do Apple Care, se fosse viável.
    A questão é que na nota de reparo informou exatamente a data da compra que foi em Julho de 2012. Ou seja o Apple Care iria acusar a mesma data certo??? E seria constrangedor e explicar depois o motivo do equívoco!!!
    Bom de qualquer forma com o Apple Care+ E receberia um novo modelo 2017 ou permaneceria na mesma recebendo um velho velho de guerra???

  • Diogo Amaral

    Não tá mais caro não. Agora não tem mais o de 32, e o preço do 64 sempre foi 700 dólares, não?

  • Lucas Ramos

    iria receber o modelo velho. Trocar modelo velho pelo novo só vi acontecer em recall onde eles não tem mais estoque do modelo velho.

  • Paulo Magrani

    Lucas, valeu pelo retorno!
    Achei que tem um duplo sentido
    O que está escrito na página de suporte é isso aqui:
    “Se encontrarmos um problema no iPad, será possível repará-lo ou substituí-lo por um iPad novo.”
    … outra opção é, … ,substituí-lo por um que seja equivalente a um novo…

    O termo legal já está incluído nessa garantia de um ano, conforme assegurado pela legislação local. Há cobrança pelo serviço fora da garantia. Se encontrarmos um problema no iPad, será possível repará-lo ou substituí-lo por um iPad novo. Outra opção é, mediante sua autorização por escrito, substituí-lo por um que seja equivalente a um novo, tanto no desempenho quanto na confiabilidade.

  • yep


Carregar mais posts recentes

Relatório de erro de ortografia

O texto a seguir será enviado para nossos editores: