Entendendo as mudanças dos iPhones 7/7 Plus pros 8/8 Plus e como o iPhone X se compara a eles


Ontem à tarde, como vocês acompanharam aqui no MacMagazine, a Apple quebrou a tradição e não apenas apresentou os sucessores dos iPhones 7/7 Plus, isto é, os iPhones 8/8 Plus, como também um terceiro modelo e agora o seu flagship, a sua “visão para o futuro”, o iPhone X.

Como são três novos modelos, é importante pontuarmos e esclarecermos bem aqui tudo o que muda neles e o que há de novidade em comparação aos atuais. Vamos lá?

iPhones X, 8 Plus e 8

Design

De frente, os iPhones 8/8 Plus são idênticos aos 7/7 Plus. O que muda bem é a sua traseira, que abandona o alumínio e retorna ao vidro da época do iPhone 4. Agora, temos apenas três cores para escolher: cinza espacial, prateada e dourada.

Todas as cores dos iPhones 8 Plus de trás na diagonal

O iPhone X, sim, é bem diferente em todos os aspectos.

Na traseira as suas câmeras são posicionadas verticalmente, na lateral temos uma estrutura em aço inoxidável (em vez de alumínio) e na frente, é claro, uma tela de 5,8″ que ocupa quase todo o espaço útil — com exceção de um “pequeno” recorte na parte superior. E nada de botão de Início (Home), como era previsto.

iPhone X prateado de trás e cinza espacial de frente na diagonal

Eis as dimensões e os pesos de todos:

iPhone XiPhone 8 PlusiPhone 8
Altura143,6 mm158,4 mm138,4 mm
Largura70,9 mm78,1 mm67,3 mm
Espessura7,7 mm7,5 mm7,3 mm
Peso174 gramas202 gramas148 gramas

Ou seja, o iPhone X é um pouquinho maior que os iPhones 7/8, porém tem uma tela maior que a dos iPhones Plus. E ele será vendido inicialmente em apenas duas cores: cinza espacial e prateada.

Tela

As telas dos iPhones 8/8 Plus continuam dos mesmos tamanhos (4,7″ e 5,5″), de LCD e com as mesmas resoluções de antes. Ganham, porém, a tecnologia True Tone — que ajusta as tonalidades de cor de acordo com o ambiente em que o usuário se encontra.

Detalhe da tela e dos cantos curvos do iPhone X

No iPhone X, mais um salto significativo: passamos para uma tela de 5,8″ proporcionalmente mais estreita, feita de OLED e com suporte a HDR (Dolby Vision e HDR10), com resolução de 2436×1125 pixels a uma densidade de 458 pixels por polegada; a Apple a chama de “Super Retina HD”.

Sua taxa de contraste é de 1.000.000:1, contra 1.300:1 do iPhone 8 Plus e 1.400:1 do iPhone 8. E não, eu não errei esses números.

Autenticação

Com o fim do botão de Início, a Apple também deu adeus ao Touch ID no iPhone X. Agora, temos o Face ID — que utiliza múltiplos componentes (câmeras e sensores) escondidos no recorte superior da sua parte frontal para realizar um reconhecimento facial 3D avançado.

Mulher usando o Face ID do iPhone X

Nos iPhones 8/8 Plus, o botão continua com o bom e velho Touch ID de segunda geração. Segundo a Apple, a taxa de falsos positivos do Touch ID é de 1 em 50.000, enquanto a do Face ID pula para 1 em 1.000.000.

Processador

Todos os novos iPhones ganharam o processador A11 Bionic, agora com seis núcleos (dois focados em performance, quatro em eficiência energética), coprocessador de movimentos M11 e um engine neural embutido capaz de realizar 600 bilhões de operações por segundo.

A Apple promete que os núcleos de performance são cerca de 25% mais rápidos quando comparados aos do chip A10 Fusion, e os de eficiência são 70% mais rápidos. A GPU do A11 Bionic foi totalmente criada pela Apple e promete ganhos de 30% em performance.

A quantidade de RAM nos iPhones nunca é informada oficialmente pela Apple, mas já há fortes indícios de que nada mudou: 2GB no iPhone 8, 3GB no iPhone 8 Plus e no iPhone X.

Recarga

Todos os novos iPhones continuam com uma porta Lightning na sua parte inferior, ou seja, podem ser recarregados por cabo normalmente.

Mas todos eles ganham, é claro, suporte a recarga sem fio. A má notícia é que trata-se da mesma recarga sem fio por contato (via indução) que já existia no mercado há anos; a boa é que a Apple adotou o padrão industrial Qi, ou seja, qualquer acessório/base já existente poderá recarregar também os novos iPhones.

iPhone X sobre uma base de recarga sem fio

A Apple não comentou na keynote, mas todos os novos iPhones também passam a suportar recarga rápida chegando a 50% de bateria em apenas 30 minutos. O motivo de ela não ter comentado isso, porém, está em letrinhas miúdas no rodapé do seu site:

Testes realizados pela Apple em agosto de 2017 usando unidades de pré-produção do iPhone 8, iPhone 8 Plus e iPhone X com software em versão preliminar e carregadores USB-C Apple (Modelo A1540 de 29W, Modelo A1718 de 61W e Modelo A1719 de 87W). Os testes de carga rápida foram conduzidos com unidades descarregadas de iPhone. O tempo de carga varia de acordo com fatores ambientais. Os resultados reais podem variar.

Sim, para usufruir da recarga você precisará de um carregador de MacBook ou MacBook Pro. Nem mesmo o de iPads servirá para isso, que dirá o que vem com os próprios iPhones, que é de apenas 5W. Vergonha.

Bateria

A Apple nem citou bateria na keynote de ontem, pelo simples fato de que ela não promete nenhuma mudança nos iPhones 8/8 Plus em relação aos iPhones 7/7 Plus.

No caso do iPhone X, a promessa é de “até 2 horas a mais que o iPhone 7”. Os números oficiais são: até 21 horas de conversação, 12 horas de uso de internet, 13 horas de reprodução de vídeo e 60 horas de reprodução de áudio.

Capacidades

Eu diria que este foi um salto inesperado já para este ano: se em 2016 a Apple havia matado os iPhones de 16GB, em 2017 ela resolveu já matar também os de 32GB — ao menos nestas três novas linhas.

Todos os novos iPhones serão vendidos em apenas duas versões, de 64GB ou de 256GB. Isso elevou um pouco o preço dos modelos de 64GB, mas barateou o de 256GB. Havia rumores indicando a chegada de um terceiro modelo de 512GB, tal como já temos em iPads Pro, mas ainda não foi desta vez.

Câmeras

Todas as câmeras traseiras continuam com 12 megapixels, as grande angulares com abertura ƒ/1.8. A teleobjetiva do iPhone 8 Plus continua com ƒ/2.8, mas a do iPhone X vai para ƒ/2.4 e ganha estabilização óptica. Todos os sensores em si foram aprimorados para capturar mais luz e reduzir ruídos nas imagens.

Câmeras traseiras do iPhone X

Em todos os iPhones, o flash traseiro agora é Quad-LED True Tone com “Slow Sync”. A ideia é emitirem mais luz só que, ao mesmo tempo, gerarem tons de pele naturais.

Além do Modo Retrato (Portrait Mode) que já conhecemos, o iPhone 8 Plus e o iPhone X ganham o novo modo Iluminação de Retrato (Portrait Lighting), inicialmente funcionando em beta do iOS 11.

Para vídeos, novidades boas: todos os iPhones agora filmam em resolução 4K com até 60 quadros por segundo, e o modo câmera-lenta de 240 quadros por segundo chega à resolução Full HD 1080p.

Na parte frontal, a novidade fica mesmo no iPhone X: ele agora conta com uma câmera que a Apple chama de TrueDepth a qual, combinada aos novos sensores utilizados pelo Face ID, permitem que usuários tirem selfies usando tanto o Modo Retrato quanto o novo modo Iluminação de Retrato. Além disso, eles poderão criar Animojis — Emojis animados de acordo com movimentos do seu próprio rosto.

Conectividade

Todos os novos iPhones incluem chips de conectividade 3G/4G/LTE Advanced de última geração (GSM, EDGE e CDMA), com suporte a inúmeras frequências e bandas. O Wi-Fi é o 802.11ac com MIMO, há GPS, GLONASS, Galileo e QZSS, NFC com modo de leitura, etc.

A grande mudança aqui fica para o Bluetooth, que passa a ser o 5.0.

Resistência

Já que decidiu voltar a usar vidro na traseira de todos os novos iPhones, a Apple tinha que fazer algum tipo de “declaração mercadológica” nesse sentido. Claro que o simples fato de isso possibilitar a recarga sem fio já é bacana, mas ela ainda diz que nunca houve um vidro tão resistente num smartphone antes.

iPhone X com água espirrando

Além disso, todos os novos iPhones são “selados microscopicamente” contra a entrada de água ou poeira. Todavia, a classificação oficial ainda é a IP67 — ou seja, eles são à prova de respingos, não 100% à prova d’água. A garantia deles continua não cobrindo danos causados por líquidos.

Na caixa

Para os que sonhavam com a distante possibilidade de a Apple incluir os AirPods na caixa do iPhone X, não há mudança nenhuma neste quesito: continuam indo com ele os mesmos EarPods com fio e conector Lightning dos iPhones 7/7 Plus (e também o adaptadorzinho para 3,5mm).

iPhone X sobre a sua caixa

O que me assustou, sim, foi ver que todos os novos iPhones continuarão indo com cabos Lightning para USB-A (tipo convencional). Ora, Apple, já estava mais do que na hora de abraçar o USB-C de vez, não?!…

Disponibilidade

Se você quiser pôr as mãos o mais rápido possível num dos novos iPhones, terá que optar pelo 8 ou pelo 8 Plus. Estes entrarão em pré-venda nesta sexta-feira, dia 15, e chegarão à primeira leva de países (que obviamente não inclui o Brasil) uma semana depois, em 22 de setembro.

Já o iPhone X demorará um pouquinho. Ele só entrará em pré-venda no dia 27 de outubro, começando a ser entregue a partir de 3 de novembro.

Eis a tabelinha de preços deles, nos Estados Unidos:

64 GB256 GB
iPhone 8US$ 699US$ 849
iPhone 8 PlusUS$ 799US$ 949
iPhone XUS$ 999US$ 1.149

A Apple diz que todos eles chegarão ao Brasil ainda este ano, mas não sabemos exatamente quando.

E a linha completa ainda inclui modelos do iPhone SE, do iPhone 6s e do iPhone 7 — todos, obviamente, com preços reduzidos inclusive aqui no Brasil.

Posts recomendados
Comentários

O Modo Escuro foi ativado ou desativado.
Atualize esta página para ver os comentários.


Carregar mais posts recentes

Relatório de erro de ortografia

O texto a seguir será enviado para nossos editores: