Rumores: Apple lançará iPhone com tela OLED de 6,46″ em 2018; câmera frontal seria a culpada pelo atraso na produção do iPhone X


Agora que os iPhones de 2017 foram devidamente apresentados ao mundo, chegou a hora de… isso mesmo: falar dos modelos de 2018, afinal, a máquina de rumores não para nem um segundo sequer!

Já circulavam por aí alguns relatos de que, no ano que vem, a Apple estenderia a linha de iPhones com tela OLED, quem sabe até matando de uma vez por todas os iPhones com tela LCD. Segundo os rumores, veríamos um iPhone com tela maior e outra menor que a de 5,8 polegadas utilizada no iPhone X. Segundo o The Korea Herald, porém, essa suposta tela menor (de 5,28″) foi descartada pela Maçã, que se focará agora apenas na introdução de um modelo adicional 6,46″.

Dessa forma — se todas essas informações foram realmente verdadeiras —, em 2018 nós voltaríamos a ter dois diferentes tamanhos para o modelo flagship da empresa (com o lançamento do iPhone X, atualmente temos apenas uma opção de tamanho para o smartphone topo-de-linha da Apple).

Isso não quer dizer que a Maçã abandonará as telas de LCD já no ano que vem; segundo o veículo, a empresa fez um novo pedido para a Japan Display focado em painéis LCD para um modelo de cerca de 6 polegadas. O abandono da tecnologia em prol das telas OLEDs de uma vez por todas só aconteceria para valer em 2019.

·   •   ·

Voltando às nossas atenções ao iPhone X, o smartphone flagship da Apple nem chegou ao mercado ainda mas analistas já estão projetando os números do aparelho. E, de acordo com o analista mais conhecido do mundo Apple, Ming-Chi Kuo (da KGI Securities), a câmera frontal TrueDepth seria a grande responsável pela suposto atraso na produção do aparelho.

Segundo Kuo, o sistema de reconhecimento facial do dispositivo é “muito mais complexo” do que aqueles presentes em concorrentes, o que está tornando difícil para a Apple alcançar o nível de produção em massa desejado pela Apple. Por conta disso, o analista acredita que o boom na produção ocorrerá apenas em meados de outubro, pouco antes do início da pré-venda do aparelho (que se iniciará no dia 27/10).

Já para o DigiTimes, esse atraso tem a ver com um corte de 60% no fornecimento de peças de parceiras da Maçã, que estariam esperando/monitorando as vendas dos iPhones 8/8 Plus para decidir ou não pelo aumento na produção do X. Mesmo com o corte, muitas fornecedoras da Apple estariam sofrendo para conseguir entregar os componentes.

Colocando tudo isso em perspectiva, Kuo afirmou que a produção do iPhone X está, hoje, na casa das 10 mil unidades/dia. Ele prevê ainda uma venda inicial do dispositivo em torno de 50 milhões de unidades, o que deixa claro que a demanda pelo aparelho será grande e que os estoques vão demorar muito para se regularizarem…

via MacRumors: 1, 2, 3

Posts recomendados
Comentários

O Modo Escuro foi ativado ou desativado.
Atualize esta página para ver os comentários.


Carregar mais posts recentes

Relatório de erro de ortografia

O texto a seguir será enviado para nossos editores: