Imagem de destaque

Atualmente, quase dois terços dos americanos possuem pelo menos um produto da Apple


Caneta Para notificar nossos editores de um erro no post, selecione o texto e pressione Ctrl + Enter.
Por
10/10/2017 às 19:19

A CNBC conduziu uma pesquisa em todos os Estados Unidos e descobriu que 64% dos americanos são donos de pelo menos um dispositivo Apple. A fim de comparação, a mesma pesquisa foi realizada lá em 2012 e mostrou que esse índice era de 50%.

Além disso, entre os 800 participantes, o usuário médio da empresa da Maçã tem pelo menos 2,6 produtos; em 2012, esse número era de 1,6. A margem de erro da pesquisa é de mais ou menos de 3,5 pontos percentuais.

Na pesquisa atual, o índice de proprietários de dispositivos da Maçã entre aqueles com renda anual maior que US$100 mil é de 87%. Esse número, entretanto, cai para 50% quando se trata de americanos com renda anual inferior a US$30 mil, aposentados ou mulheres com idade acima de 50 anos. E, se olharmos para a parte mais abastada do oeste dos EUA, chegamos a uma média de 4,7 dispositivos por família, enquanto no sul esse número é de 2,2 aparelhos por família.

Tendo em vista que os produtos da Apple não são nada baratinhos, esses números impressionam realmente. Como afirmou Jay Campbell, pesquisador da Hart Research que conduziu a pesquisa junto ao Public Opinion Strategies:

Não consigo pensar em nenhum outro produto — especialmente qualquer outro produto com um preço alto — que tenha esse tipo de penetração com o público e nível de crescimento.

Focando no uso que cada pessoa faz do seu aparelho, cerca de 64% dos participantes responderam que o tempo gasto com um iPhone é “predominantemente produtivo e útil”; já 27% deles classificaram como “predominantemente improdutivo”.

Sempre que surge alguma pesquisa como essa, não consigo deixar de pensar sobre o público brasileiro da Maçã. Se ela fosse conduzida aqui, quais seriam as diferenças? Algum palpite?

via 9to5Mac

Posts relacionados
Comentários
  • Bruno Oliveira

    Ah realmente aqui no Brasil as coisas são bem diferentes mesmo, e provavelmente a Apple não faça questão de mudar isso tão cedo por aqui, mas que também vende, isso vende, sempre cheia a Apple Store do Morumbi (e não apenas para assistências).

  • Anderson Camões

    Cara, qualquer um que vai para os EUA percebe isto. No metro, na rua, tudo mundo tem algum iPhone. Inclusive os Homeless.

  •  knewitz_doug

    No Brasil compra quem tem dinheiro, gosta ou abre mão de algo. Eu vejo varias pessoas por onde ando com iPhone, mas sei que não é a realidade de todos, eu acho isso lamentável. iPhone é apenas um smartphone, não deveria custar tanto (só de emposto temos mais de 900 reais), não vou nem entrar no mérito da linha de Macs e iMacs, que não deveriam passar dos 6/8 mil, pra manter um preço justo. Felizes são os americos, e nem sabem!

  • Marcos Porto

    (Norte) americanos, chamados aqui de ‘estadunidenses’?

  • Paul

    Mas eu pensava que era bem mais. Lá em QUALQUER canto aparece alguém com um iPhone.

  • Marcos D.

    “compra quem tem dinheiro, gosta ou abre mão de algo”.

    mas n é assim em qualquer lugar do mundo, com qualquer coisa? quem vai comprar algo que não gosta? hahaha

  • Paul

    Acho que vc ñ entendeu o que ele quis dizer. Leia novamente…

  •  knewitz_doug

    Ao menos comigo sim, só compro as cosias que gosto, mas nem todos têm condições de comprar sempre aquilo que gostariam.

  • ricardopilatti

    Por mais absurdos que sejam os preços do iPhone aqui no Brasil, eu até acho que vejo muita gente com iPhones por aí. Fico imaginando como seria se os preços fossem bem mais em conta. Invejinha de alguns países.

  • Jhon

    É irreal pensar que para que o brasileiro tivesse a mesma facilidade de comprar um Mac que um americano ele teria que custar por volta de 1000 reais.

  • Jhon

    Eu compro muita coisa que não gosto por não ter condições de comprar o que realmente gosto.
    Eu gosto de Ferraris e Lamborghinis, mas comprei um Celta porque foi o que o dinheiro deu pra comprar.

  • Jhon

    Nem é questão da Apple querer ou não mudar, o problema maior tá no poder de compra insignificante do brasileiro médio.

  • Felipe

    Apesar do valor ser alto, todos os modelos similares custam a mesma coisa (ou um valor alto de qualquer forma). Então, se você não pode ter um iPhone 8, muito provavelmente também não pode ter um Galaxy S8. O mesmo vale para PCs, se você não pode pagar por um MacBook de entrada, muito provavelmente também não pode pagar por um Dell XPS ou um Samsung Style S50. A não ser que todos apareçam em boas promoções (seja com um enorme desconto ou seja a base de “parcelas”).

    Não é mais somente a Apple que está vendo que o brasileiro consegue se adaptar, até mesmo a preços absurdos. Ele pode sair custando cada vez mais que sempre haverá quem compre. Vide o Galaxy Note 8 a mais de 4000 que há quem ache que ele ainda “está em conta” por não custar mais de 5000.

  • Viny Azevedo

    Realmente é surreal, não só iPhones como Apple Watch, quase todo mundo tem. Inclusive os turistas de continentes mais distantes.

  • Hades666

    Americanos são “bairristas”, basta ver a “propaganda” que fazem de seus produtos em filmes de Hollywood. Sempre as marcas de seus carros e aparelhos são dos ricos e bonitinhos(brancos e loirinhos) os produtos de outros países são dos pobres, mal acabados, mulatos ou asiáticos. Deve ser por isso desses números…. 😛

  • Wesley

    Ele quis dizer que você pode não ter dinheiro e gostar, e fará um esforço para ter o que quer mesmo sem ter dinheiro. Se você tiver dinheiro irá comprar porque pode comprar, e isso não tem relação com gostar ou não. Se você abre mão de algo para ter o iPhone significa que você gosta, e não que você tem dinheiro. Foi isso que ele quis dizer. Não precisa ser tão literal ;D

  • Victor Hugo

    O pior que eu vejo é gente se dizendo fã da Apple, mas quando você pergunta qual o SO dos computadores dela a pessoa diz “HÃÃÃÃÃÃHN?”

  • Leonardo Negrisoli

    Eu chamo de americano mesmo…
    Tipo prestobarba que chamo de gilette

  • Lucas Gasparotto 

    Não é com qualquer coisa. Eu gosto demais de Maserati, mas como terei uma se eu ganho 3k por mês?


Carregar mais posts recentes

Relatório de erro de ortografia

O texto a seguir será enviado para nossos editores: