Série do Apple Music sobre Elvis Presley teria sido cancelada após escândalo sexual de produtor


Caneta Para notificar nossos editores de um erro no post, selecione o texto e pressione Ctrl + Enter.
Por
10/10/2017 às 14:24

Esqueça as besteiras do naipe de “Carpool Karaoke” ou “Planet of the Apps”: e se eu lhe disser que um dos próximos projetos de séries originais da Apple para o Apple Music era uma superprodução acompanhando a vida de uma das figuras mais icônicas e polêmicas do século XX? Soa muito animador, não é mesmo?

Bom, pois podem retirar o pequeno equino da variação pluviométrica, pois a série não vai mais acontecer — e tudo graças ao comportamento extremamente inapropriado e condenável de um megaprodutor de Hollywood, aparentemente.

Quem informou foi a Deadline: de acordo com fontes próximas do assunto, a Apple estava começando a negociar um contrato para produzir, em conjunto à The Weinstein Company, uma série acompanhando a vida do “Rei do Rock”, Elvis Presley. Não há muitos detalhes sobre como seria a produção, mas acredita-se que teríamos uma recontagem biográfica de passagens da sua vida com atores, no estilo de “Narcos” ou “The Crown” — para citar duas produções de uma das maiores concorrentes da Maçã no ramo, a Netflix.

As negociações, entretanto, foram por água abaixo com o furo jornalístico do New York Times que acusou Harvey Weinstein, cofundador e chefão da The Weinstein Company, de diversos casos de assédio sexual ao longo da sua carreira. O produtor de filmes multipremiados como “Pulp Fiction” e “Gangues de Nova York”, um dos mais influentes de Hollywood, foi demitido imediatamente do seu cargo na companhia, mas o estrago já estava feito: a Apple teria cancelado no ato todas as negociações da série de Elvis.

Comportamentos abusivos, especialmente de figuras muito poderosas que se aproveitam dessa posição, já são extremamente indignantes por si só; essa notícia é apenas um fator extra para que nos lamentemos ainda mais quanto à cultura de assédio disseminada por Hollywood e pelo mundo em geral. E, se vocês querem ainda mais um motivo, aí vai: a série de Elvis era apenas a primeira parte de um projeto maior ainda, que envolveria ainda produções acompanhando a vida de Prince e Michael Jackson. Agora, tudo ficará somente no mundo das ideias.

Nos lados de Cupertino, claro, isso não afeta muito os planos da Apple em aumentar exponencialmente sua produção original. Muito pelo contrário: como afirmou o site The Airwaves, a empresa está trazendo a produtora britânica Jay Hunt, responsável por sucessos como o reality show “The Great British Bakeoff” no Channel 4. A notícia ainda não está confirmada mas, se concretizada, será mais um passo da Maçã em direção a uma equipe sólida de produtores de conteúdo para competir com grandes nomes como Amazon Studios, Netflix e Hulu. Será?

via AppleInsider

Posts relacionados
Comentários

Carregar mais posts recentes

Relatório de erro de ortografia

O texto a seguir será enviado para nossos editores: