Imagem de destaque

Em entrevista, Jony Ive fala sobre o iPhone X: “Não é a conclusão do iPhone, e sim o começo de um novo capítulo”


Deram corda em Jony Ive. Alguns dias após conceder uma entrevista falando sobre a capacidade da Apple (segundo ele, intacta) de provocar revoluções, o chefão do design na Maçã falou novamente, desta vez para a revista japonesa Casa Brutus. O assunto principal da conversa, entretanto, foi bem diferente: o novo carro-chefe dos smartphones da empresa, o iPhone X.

De acordo com o designer, o projeto do novo smartphone é um dos mais complexos que a Apple já desenvolveu, tendo exigido mais de dois anos inteiros somente para a fase de incubação (ou seja, quando as tecnologias necessárias são reunidas para tornar a fabricação do dispositivo possível).

Até por isso, o próprio Ive afirmou que o lançamento do iPhone X e a comemoração dos dez anos de gênese do iPhone é, acima de tudo, uma “maravilhosa coincidência”. Quer dizer, ainda que a empresa tenha pressionado os responsáveis para que o aparelho estivesse pronto este ano, havia muitas chances de o projeto ser adiado por falta de recursos técnicos (o que, felizmente, acabou não acontecendo).

O designer afirmou que um dos pontos principais do iPhone desde o seu início é a introdução de novos paradigmas para a interação com a interface. Isso vem desde a apresentação da tecnologia multi-touch que revolucionou o mundo no primeiro smartphone da Maçã e continua com o iPhone X — especialmente com o Face ID, que altera a relação do usuário com o dispositivo e apresenta uma experiência, segundo ele, ainda melhor, por dispensar o contato exigido pelo Touch ID.

Sobre o design do novo smartphone, Ive reitera que ele é a materialização mais próxima até o momento da sua visão de um aparelho que é uma só peça de vidro, mas não é a sua concretização — a Apple continuará a trabalhar para evoluir essa ideia.

Antes dele, havia o sentimento de que dois componentes separados, chamados carcaça e tela, existiam. O que nós sempre quisemos fazer era abordar a essência de integrar o que nós consideramos peças diferentes. Olhando para o iPhone X desse ponto de vista, eu acho que levou vários anos, mas nós finalmente conseguimos.

[…] Nós temos mais um monte de grandes ideias e já estamos trabalhando nelas. Não é uma conclusão para o iPhone, e sim um novo capítulo e o começo do seu desenvolvimento.

Dito isso, é inevitável perguntar: o que será que os próximos dez anos do iPhone nos reservam? Eu mal posso esperar para ver como será o “iPhone XX”.

via MacRumors

Posts recomendados
Comentários

O Modo Escuro foi ativado ou desativado.
Atualize esta página para ver os comentários.


Carregar mais posts recentes

Relatório de erro de ortografia

O texto a seguir será enviado para nossos editores: