Vendas do iPhone 8 estariam mais parecidas com as dos modelos “s” — só que ainda menores


Uma nova pesquisa realizada pela Consumer Intelligence Research Partners revelou que os números de vendas dos iPhones 8 e 8 Plus estariam muito mais parecidos com os dos modelos “s” (6s, 5s, 4s, etc.).

De acordo com a CIRP, no trimestre de julho a setembro deste ano, o iPhone 8 representou apenas 16% das vendas de smartphones da Maçã, sendo 6% do iPhone 8 e 10% do 8 Plus. Em comparação com o mesmo período em 2016, quando o lançamento era o iPhone 7, o então novo aparelho conseguiu representar 43% das vendas de smartphones da Apple.

Em 2014, quando tivemos os iPhones 6 e 6 Plus, eles abocanharam 46%, o que é condizente com as vendas de uma geração de “número cheio”. Se analisarmos, entretanto, a época em que vieram os iPhones 6s e 6s Plus, em 2015, veremos que as vendas chegaram a 24%, um número razoável em se tratando de um modelo “s”.

Isso significa, então, que o número das vendas do iPhone 8 (número cheio) é ainda menor que o dos modelos “s”, quando esses foram lançados. Mas talvez isso não seja uma novidade tão grande, principalmente para aqueles que acompanham o ritmo de atualização dos aparelhos.

Quer dizer, ainda que o esquema de numeração tenha mudado este ano, as mudanças do aparelho em relação ao do ano passado não foram tão grandes; sendo assim, poderíamos dizer que as modificações estão mais ao nível dos aparelhos “s”, com poucas diferenças, do que ao daqueles com número cheio, que possuem mudanças mais radicais, principalmente em seu design.

Josh Lowitz, parceiro e cofundador da CIRP, afirmou o que muitos especulam — que tais números podem ser justificados pela grande espera em relação ao iPhone X.

Embora seja um pouco cedo para saber, parece que esta proporção ainda mais baixa em relação ao modelo anterior “s” provavelmente resultou em alguns compradores adiando a compra, pensamos em esperar o novo iPhone X.

Outro cofundador da CIRP, Mike Levin, contribuiu com essa afirmação, mencionando que o anúncio duplo que a Apple optou fazer acabou por “mudar a dinâmica do mercado” em 2017, fazendo com que os usuários analisem se comprariam um modelo mais antigo ou esperariam pelo de última geração, o tão aguardado iPhone X.

CIRP iPhone 8

De uma maneira geral, os aparelhos mais antigos ainda continuam com um número bastante elevado de vendas. Como mostra o gráfico acima, iPhones 7 e 7 Plus continuam representando cerca de 58% das vendas totais. Se levarmos em conta os dispositivos ainda mais antigos, os iPhones 6s, 6s Plus e o SE, eles juntos representaram 25% das vendas neste último trimestre.

A pesquisa da CIRP foi realizada com cerca de 500 clientes da Apple, que fizeram compras entre julho e setembro de 2017.

via 9to5Mac

Posts recomendados
Comentários

O Modo Escuro foi ativado ou desativado.
Atualize esta página para ver os comentários.


Carregar mais posts recentes

Relatório de erro de ortografia

O texto a seguir será enviado para nossos editores: