Apple vence disputa contra a Xiaomi envolvendo o registro da marca “Mi Pad” na Europa

Imagem de destaque


Caneta Para notificar nossos editores de um erro no post, selecione o texto e pressione Ctrl + Enter.
Por
05/12/2017 às 10:40

A Apple conseguiu uma importante vitória nesta semana envolvendo um dos seus principais produtos: o iPad.

Na Europa, a Maçã vinha brigando com a Xiaomi desde o ano passado por conta da tentativa da chinesa de registrar o nome “Mi Pad” no Velho Continente — ela apresentou um pedido em 2014 no Instituto de Propriedade Intelectual da União Europeia (European Union Intellectual Property Office, ou EUIPO) para registrar a marca de forma comercial na região. A Apple, é claro, alegou que “Mi Pad” é demasiadamente semelhante a “iPad” e que isso poderia confundir a cabeça de possíveis compradores.

O tribunal responsável por analisar o caso entendeu os argumentos da Apple e ficou ao lado dela, afirmando que “a dissimilaridade entre os sinais em questão, resultante da presença da letra adicional ‘m’ no início de ‘Mi Pad’, não é suficiente para compensar o alto grau de semelhança visual e fonética entre os dois sinais”.

Tanto o tribunal quanto o EUIPO disseram que consumidores de língua inglesa provavelmente entenderiam o prefixo “mi” como significando de “meu” e, portanto, pronunciam o “i” de Mi Pad e iPad da mesma maneira. De fato, faz bastante sentido a explicação.

A Xiaomi ainda poderá, se quiser, recorrer da decisão no Tribunal de Justiça da União Europeia.

via Reuters

Posts relacionados
Comentários
  • Fábio Prates Rocha

    Xiaomi morreu nos tablets. Trouxe o Mi Pad 3 sem nenhuma evolução significativa. Enquanto isso as demais lançando sua linha PRO. iPad Pro, Galaxy Tab Pro, Surface Pro, e Xiaomi nada.

  • Deivid Cavalcante da Silva

    Apple is like the annoying kid bullying all the other kids from school.

  • Alexander

    Escreveu tudo certinho em inglês, menos o nome


Carregar mais posts recentes

Relatório de erro de ortografia

O texto a seguir será enviado para nossos editores: