Apple trocará baterias de iPhones mesmo se ainda estiverem em uma boa condição


Caneta Para notificar nossos editores de um erro no post, selecione o texto e pressione Ctrl + Enter.
Por
02/01/2018 às 13:20

Quando começamos a cobrir todo o caso dos iPhones que ficaram mais lentos devido a baterias desgastadas, uma das coisas que dissemos que a Apple deveria fazer era dar aos seus clientes um meio prático, oficial e acessível para que troquem as baterias dos aparelhos.

Pois bem: como sabemos, essa foi uma das coisas que ela fez, reduzindo o preço da troca de US$79 para US$29 nos Estados Unidos, e de R$449 para R$149 aqui no Brasil.

Outra diferença importante no atendimento ao consumidor foi esclarecida hoje pelo site francês iGeneration: antes, só podia de fato pagar os tais US$79/R$449 clientes cujas baterias realmente estivessem numa condição ruim, após diagnóstico feito pela Apple. Agora, não mais: mesmo se a bateria ainda estiver boa (acima de 80% da sua capacidade original), a Apple aceitará fazer a troca da bateria do iPhone pelo novo valor inferior — se assim o cliente quiser, é claro.

Conforme a Apple anunciou em sua carta, tudo isso refere-se a iPhones 6 ou superiores. Já recebemos questionamentos de donos de iPhones 5s e inferiores (inclusive de iPhones 4s), mas não sabemos ao certo como que a Apple lidará nesses casos ainda. Todavia, o valor para troca de baterias de iPhones fora da garantia é o mesmo independentemente da geração — então imaginamos que os donos de aparelhos mais antigos também poderão se “beneficiar” desse valor mais baixo para troca.

Outra coisa curiosa é que a Apple, por ora, só promete esse valor inferior até dezembro. Ou seja, em teoria a partir de janeiro de 2019 os preços de troca voltarão para US$79/R$449, o que me soa muito estranho. Mas pode ser algo que mude, daqui para lá. O ideal, mesmo, é que esses novos preços se tornem oficiais/definitivos.

Aos clientes que trocaram recentemente baterias com a Apple pagando o preço cheio anterior, antes da redução, a empresa também tem analisado cada caso e oferecido reembolsos parciais. Não há, contudo, uma política universal e bem definida sobre quando isso realmente é aplicável.

O que dizem as outras fabricantes?

Obviamente, diante de toda essa polêmica, uma das principais coisas que se questionou por aí foi se outras fabricantes também reduziriam a performance de seus smartphones quando as baterias ficam desgastadas.

HTC, Motorola, Samsung e LG já emitiram declarações negando. Ao contrário da Apple, elas dizem que não reduzem a performance dos seus aparelhos mesmo quando as baterias já estão em condições ruins.

Tentando se aproveitar da situação (e com toda razão), a LG ainda alfinetou a Apple: “Nunca fizemos, nunca faremos! Nós nos preocupamos com o que consumidores pensam.”

A Apple não entrou em detalhes a nesse nível, mas o fato de esse problema só ter surgido do iPhone 6 em diante pode ter a ver com a própria evolução de potência dos chips “A”, que chegaram a um nível tal que realmente só conseguem funcionar plenamente enquanto a bateria está em uma boa condição. O que não deixa de ser, de novo, um problema que a Apple terá que resolver.

A sina da linha Note

Um ano depois do pesadelo do Galaxy Note7 e suas baterias explosivas, a Samsung novamente está enfrentando uma dor de cabeça com certos aparelhos da geração Note8 — essa, muito pior que a da Apple.

Segundo o Android Authority, unidades do Note8 (e algumas do Galaxy S8, também) estão simplesmente morrendo após suas baterias acabarem. O aparelho desliga e depois não consegue mais receber carga, quando conectado à energia.

Traseira do Samsung Galaxy Note8

A Samsung já reconheceu o problema e está trocando todos os aparelhos afetados. Por ora, cada caso está sendo avaliado individualmente; não há nenhum recall geral anunciado referente a esse problema.

Ainda daremos risada disso tudo

Baterias que acabam rápido, baterias que demoram de carregar, baterias que estufam, baterias que explodem, baterias que afetam a performance de dispositivos… Acho — e espero — que nós ainda iremos rir bastante disso tudo.

É uma grande pena que a evolução das baterias não esteja acontecendo de forma tão rápida. É claro que elas evoluíram, afinal, elas têm que aguentar hoje em dia telas enormes com resoluções incríveis, processadores potentes, câmeras, inúmeros sensores e por aí vai. Mas, na prática, a sensação para o usuário é que estamos um tanto estagnados.

No máximo, encontramos no mercado um ou outro aparelho com bateria de maior capacidade (normalmente, mais trambolhudo) que promete durar um pouco mais do que a média. Mas não é nada de outro mundo, afinal, todos usam baterias da mesmíssima tecnologia — íons de polímeros de lítio. É, basicamente, o melhor que temos hoje.

Vira e mexe pintam por aí estudos/descobertas que prometem revolucionar as baterias com durações absurdas e/ou recarga super-rápida (“super” mesmo, coisa de ir de 0% a 100% em, digamos, dois minutos), mas até o momento nada se concretizou, até por ser um componente muito delicado e que precisa ser extensivamente testado para que não ocorram novos casos como os do Note7.

Mas eu acredito que, mais cedo ou mais tarde, chegaremos lá. Não é nada razoável que, em pleno 2018, ainda fiquemos contentes quando nossos smartphones conseguem passar um dia inteiro sem precisar de uma recarga.

via MacRumors, The Verge, Phone Arena, AppleInsider

Posts relacionados
Comentários
  • Brunno Barreto

    Na Verdade na declaração da Apple está dizendo que o programa vai se estender a todos os países até dezembro de 2018, não que o programa de trocas irá finalizar nesse período.

  • João Almeida

    alguem sabe se já posso fazer a troca pelo preço barato aqui no Brasil?

  • Diego Gomes

    Eu já troquei a bateria do meu iPhone 6 plus por uma paralela a uns 6 meses atrás. Se eu quiser trocar a bateria de novo, mas agora por uma original, terei que pagar o preço de R$449 ?

  • Igor Flores
  • Victor Gabriel

    Kkkkkkkkkkkkkkkkkk LG alfinetou a Apple com seu estoque de G6 intacto! Essa porra não vende!

  • gnc03

    iPhone 7?

  • gnc03

    Eu também entendi isso

  • Também entendemos isso inicialmente, quando traduzimos a carta em inglês. Mas a versão oficial traduzida está bem clara: “A redução é válida no mundo todo até dezembro de 2018.”

    Não faria nem sentido ela levar 12 meses só para reduzir o preço no mundo todo. Isso já está valendo, hoje, em qualquer lugar.

  • Roberval Colaco

    Este problema que a Samsung esta enfrentando de os aparelhos “morrerem” vem acontecendo a tempos com os iPhone sem que a Apple se manifeste. Enquanto a Samsung troca os aparelhos a Apple desrespeita mais uma vez seus consumidores com o silêncio…

  • gnc03

    Rafael você sabe me dizer se eu posso enviar meu iPhone direto para a Apple Brasil em SP, para eles realizarem a troca, ou tenho que exclusivamente levar para uma autorizada no meu estado (cobram valores de reparos bem mais altos que o tabelado pela apple).

  • Nunca ouvi de um caso sequer isolado desse tipo, mas acredito que pode já ter acontecido. Só duvido que a Apple não troque o aparelho afetado. Mas duvido muito!

  • Theyllon

    Se não me engano, a Apple não realiza reparo em aparelhos que já foram abertos em assistência não autorizada.

  • Lincolnn Hendrix

    Deu até vontade de trocar a bateria do 7 Plus aqui (14% de desgaste), pra mim não vale mais a pena pois ele já está com promessa de compra em abril/2018, vou troca-lo por um X… Mas confesso que dá vontade de ter uma bateria zero até lá!

  • gnc03
  • Leandro V. Mathias

    Tudo muito legal, tudo muito bonito, mas nas assistências autorizadas da Apple até o momento ninguém está confirmando esse novo preço.
    Eu preciso trocar a bateria do meu iPhone 6 urgente, mas lógico que eu não vou querer pagar o preço antigo.
    A pergunta é:
    A partir de quando as assistências vou começar a praticar esse valor?

  • Igor Flores

    O meu é iPhone 7

  • gnc03

    Vish ta com desempenho de iPhone 6s no último bench

  • Caiu bem o dele mesmo, meu 6s com 11 meses por enquanto não caiu, mas deve começar logo, infelizmente :/

  • rjlgarcia

    Dezembro vou agendar a minha troca

  • A mesma assistência que 3 dias atrás informou que no Brasil não teria redução nenhuma?

  • Igor Silva Barros
  • Raphael

    Esse desconto no preço das baterias será ampliado para iPads tb?

  • Claudio Cabaleiro

    Como sugestão à Apple, implementar uma checagem da bateria sempre que uma versão do iOS é instalada e alertar o usuário sobre a situação da mesma, deixando-lhe a decisão de fazer um downgrade para a versão anterior. Para isso, permitir a instalação das versões anteriores por mais tempo e implementar as correções de segurança nas versões mantidas.

  • Claudio Cabaleiro

    Afinal, já está valendo a troca por R$ 149?

  • Leandro V. Mathias

    Rafael, entrei em contato no 0800-761-0880 e o posicionamento do atendimento Apple Care é o mesmo informado pelo Brunno Barreto.

  • Alisson Rocha

    Rafael, tenho um iPhone 6 nesta condição, ele foi comprado na Austrália. Sabe se vou conseguir fazer esta troca aqui no Brasil?

  • Varella ✓ᵛᵉʳᶦᶠᶦᵉᵈ

    Joga na mega-sena, amigo! 3 casos em uma única marca e modelo, pode até pedir musica no Fantástico!

  • Leonardo Souza
  • Gabriel Chagas

    Sim, válido até Dezembro de 2018, como informado na carta aberta oficial da Apple.

  • Estácio Silva

    Qual app vocês usam?

  • Gabriel Chagas

    Eu só quero poder trocar a bateria do meu 5s nesse valor e ele voltar a ser o que já foi antes, um iPhone melhor…

  • Varella ✓ᵛᵉʳᶦᶠᶦᵉᵈ

    Com esta notícia, voltaremos a ver filas nas portas das Apple Store, e não será para comprar novos modelos, e sim para revitalizarem aparelhos de anos anteriores.
    Muito legal poder ter um aparelho de dois ou mais anos em estado de novo!

  • Claudio Cabaleiro

    Muito provavelmente o mercado secundário, onde as revendas acontecem, vai começar a valorizar mais os iPhones com bateria trocada…

  • gnc03

    Liguei na Apple, me informaram que apenas no EUA, mandaram ligar la pelo dia 20 deste mes, pois no BR apenas final de Janeiro

  • Geekbench 4

  • Como você obteve esse número de 14% de desgaste?

  • Moraes Kato

    Muita mentira dos fabricantes, tenho um samsung J7 e a porcaria nem fez 9 meses e ja esta lento e pior trava demais.

  • Paulo Pires

    Quem tiver dentro da garantia, pagará também?

  • Christian Mentta

    Inclusive em diversas matérias sobre as tais novas baterias, um dos pontos altos bastante comentado são os valores de fabricação inferiores aos praticados atualmente.

  • Alexandre Holland
  • Leandro Nascimento

    Sinceramente, acho que foi bom essa polêmica porque é impossível trocar a bateria do iPhone por outra original. 500 conto é muito caro e no mercado livre só tem umas de procedência duvidosa. As baterias morrem mesmo, é natural, então essa baixa de preço para troca, em minha opinião, foi excelente!

  • Jay Silva

    Tudo bem que um A8 com 1GB de RAM do iPhone 6 não terá o mesmo desempenho do A11 do iPhone 8.
    Mas não está na hora da Apple dar uma boa otimizada do iOS que a cada versão simplesmente fica mais e mais pesado? Ou ela simplesmente reconhece que não tem como um hardware tão antigo como um 5S receber um iOS atual e simplesmente faz como a Google e o suporta por menos tempo.

  • Samin

    Essa história das outras fabricantes não caparem seus smart é mentira, tive um Galaxy Note 5 que depois de 2 anos começou a ficar lento pra caramba e travar, restaurei do zero e o troço parecia um fusca comparado ao que era quando comprei (na moral, o celular era simplesmente top no início), o carregamento sem fio parou de funcionar pra variar e a bateria mal aguentava até hora do almoço…vivia com power bank pra cima e pra baixo para sobreviver ao dia, esse foi o motivo de eu ter vendido ele e ter comprado um iphone 8 plus a dois meses atrás…..estava querendo fugir desse problema e pelo jeito meu 8 plus daqui 2 anos ocorrerá o mesmo, mas pelo menos estou informado acerca da troca de baterias. O meu 8 plus está com 75 ciclos de recarga, 101% de vida útil na bateria e no geekbench 4 ainda pontua igual novo. https://uploads.disquscdn.com/images/2b5bce2c11fd46b10981654692e9c71648a962c0ec454e005bff3163c2330eb4.png https://uploads.disquscdn.com/images/2a4a1bae938f8550306e1e291fdddfae1fae312c0bc394d4c45c19528ff018a6.png

  • Jay Silva

    Se o seu Note 5 estava até com problemas no carregamento sem fio, pode ter certeza que também tinha outros problemas nele.
    Chegou a trocar a bateria dele para saber se o “problema” foi resolvido?

  • Poxa, um dia inteiro era só o que queria. E não consigo. Carrego durante o dia sempre que posso. Dureza.

  • Samin

    Não cheguei a trocar, fiquei sem paciência.

  • André Gualberto

    Alguém pode informar onde, quando e como trocar?

  • Tiago Santos

    Trocará não, cobrará menos pela troca

  • Phillip César

    Nada foi comentado sobre iPads, até porque as baterias deles são bem maiores.

  • Infelizmente não faltam casos de desinformação passada pelo AppleCare nacional.

  • Acredito que sim.

  • Renato

    Isso só mostra que o preço ridículo dos produtos da Apple no Brasil não estão ligados apenas as taxas e impostos, com essa redução vemos que ela lucra pelo menos 370,00 em uma simples bateria.

  • Wilan

    Na verdade as baterias tem evoluido e muito por sinal, mas mesmo assim não conseguem acompanhar a evolução de todos os outros componentes, quem sabe com tudo isso não começam a investir mais em pesquisa para baterias.

  • Wilan

    Nas autorizadas a partir da próxima semana, no site da Apple consegue a lista e a localização das mesmas.

  • Wilan

    Nas autorizadas a partir da proxima semana, no site da Apple tem a lista e localizações.

  • Wilan

    As paralelas são tudo bem ruins mesmo, dificil encontrar uma boa.

  • Wilan

    Na garantia continua normal, só troca se a mesma estiver com defeito, esse programa é para aparehos antigos e fora de garantia que o desempenho dos mesmos caiu por causa da bateria ja gasta.

  • Wilan

    Na Apple do Rio já estava R$149,00. Na autorizada que liguei semana qje vêm.

  • Wilan

    A que liguei disse que começa segunda.

  • Wilan

    Né? Kkkkk

  • Wilan

    Tem que ser a bateria original.

  • Wilan

    Esquece atendimento do 0800.

  • Wilan

    O preço das autorizadas vai ser o mesmo que o 0800 neste caso.

  • Roberval Colaco

    Trocar troca, só que cobrando e trocando por um que mal foi consertado. Trocou uma vez por outro bixado que 4 meses depois deu problema novamente, só que depois o trocado tem garantia só de 3 meses e morri com U$ 300 para trocar novamente , passados mais 2 meses novamente morreu e ai eu não caio mais nesta, estou contente com outra marca, gostava muito da forma de trabalhar do iPhone, mas paciência tem limite e respeito ao consumidor nem fala… É só fazer uma busca na internet (iPhone tela preta) e ver quantos “contentes” tem.

  • Jay Silva

    Provavelmente não era a bateria.

  • Raphael

    Teoricamente são afetados também por essa redução de desempenho por causa da bateria né?

  • Douglas Knewitz

    Mas o 5s nao sofre desse problema, no seu caso o 5s já cumpriu sua vida na terra… mas é guerreiro o bichinho, deve durar alguns anos ainda!

  • Alvaro

    Mas deve ter o mesmo sistema pq o meu iPad Air1 tá um Carroça!!!

  • Douglas Knewitz

    Na verdade, isso só acontece quando a Apple quer que ocorra! Ate o iOS 11 isso não seria problema nos iPhones 7 e posteriores, mas na atual versão do iOS ela implementou isso! Mas nao levou aos iPads ainda, mas ela estava ja se preparando pra fazer. Espero que agora resolvam de outra forma!

  • Douglas Knewitz

    Troca pra vendar ele por um preço melhor, e pro cara que comprar nao ter dor de cabeça!

  • Phillip César

    Bom, meu iPad 2 ficou uma carroça depois que atualizei pro iOS 7 na época. Mas o hardware dele é bem fraco mesmo, hardware de 4S.

  • Estácio Silva
  • Leandro V. Mathias

    Onde você conseguiu essa informação da semana que vem? Liguei na apple e não passaram previsão alguma…

  • Carlos Rezende

    Uma dúvida! Na troca da bateria, o aparelho perde a certificação IP67?

  • Jose Damaceno

    Digo o mesmo…lento e descarregando muito rapido. Esperando pra que seja incluído Tb.

  • Lincolnn Hendrix

    App Battery Life

  • Jose Damaceno

    Gostaria de casos de reembolsos, pois em outubro de 2016, troquei a bateria do iPhone 6 devido a esses casos de desligamento inesperado, bateria não durava, deixava lento e travava direto. Liguei na Apple Care informaram que ainda não tem nenhuma orientação sobre reembolsos, e para aguardar um pouco e mais pra frente contatá-los pra dar continuidade no caso. Alguém na mesma situação?

  • Caesarpanda

    Se for feita na Apple ou em alguma Assistência realmente autorizada, não! Porque eles trocar a borrachinha de vedação também. Tanto que os serviços feitos por eles tem 3 meses de garantia, que é o previsto no código de defesa do consumidor

  • Outubro de 2016 não é bem “recentemente”, duvido que a Apple lhe reembolse — mas não custa tentar.

  • Bruno

    Interessante, então esta limitação do Hardware entra em funcionamento quando a bateria está em um nível crítico de carga, quando está em 100% ou próximo parece que a limitação é menor.

  • Jose Damaceno

    Ok. Vou tentar sim, pois estava com o mesmo problema apresentado em toda essa polêmica é o diagnostico da Apple foi a troca de bateria, por isso acho que a Apple deve analisar todos os casos, até pq o iPhone 6 morria do nada. Vamos acompanhar e darei notícias.

  • Carlos Dasmer

    Não acho que o meu Iphone ficou mais lento, mas uma bateria nova dura bem mais que uma velha. – Meu 6S ja tem la seus 3 anos de vida, posso trocar, ou vai ter algum tipo de elegibilidade? – Por esse preço, trocaria a bateria do meu com certeza!

  • 868686

    O problema é que a Apple tem (ou tinha) a ideia fixa de paralelamente ao aumento de performance diminuir ainda mais a espessura dos aparelhos. Aí não santo que dê jeito.

  • O artigo acima responde justamente essa sua pergunta.

  • É pago…!!

  • Joaquim

    Se eles não sabem então quem vai saber é um usuário do blog, não é? Bem lógico isso, continue assim.

  • Meu 7 plus com um ano e meu 6s com dois ainda estão pontuando bem, quero nem pensar quando começar a cair.

  • San Alves

    Bem legal isso. Quem usa iPhone há um tempo sabe que o principal motivo que faz a gente trocar é a velocidade que já não é mais a mesma depois de algumas atualizações do iOS. Eu (e acredito que a maioria) achava que era o sistema que ficava mais pesado, mas parece que não é bem assim na verdade.

  • sim, 1 trumps

  • Qual app é esse que mostra os ciclos.

  • Alexandre Maciel

    O serviço tem 3 meses de garantia porque todo produto ou serviço, segundo o CDC, é coberto por garantia pelo prazo de 90 dias. Isso nada tem a ver com a qualidade do serviço realizado: bom ou ruim, a garantia para um serviço é a mesma.

  • Alexandre Maciel

    J7 não é uma referência em performance, convenhamos. Querer comparar um celular mediano com um “premium” é dureza.

    No mais, quase 1 ano e meio com o S7 Edge e o desempenho é exatamente o mesmo.

  • Bruno

    Ou seja, cai por terra aquela teoria de obsolescência programada, uma vez que o desempenho varia de acordo com o nível da bateria no momento do uso.

  • Samin

    Não é um aplicativo do ios, é um programa chamado imazing que instalei no meu pc windows, conecto o iphone via usb e o programa detecta o smart e mostra as informações no canto inferior esquerdo.

  • Gabriel Chagas

    Dei uma olhada na bateria e constou ainda 82% de usabilidade, classificaram ela como “Boa”

  • Já tenho esse app, mas só usava para backup mesmo. Nem lembrava que tinha essa função.

    A minha bateria já tem 801 ciclos e ainda está retendo 85% de carga. Not Bad. Apesar de estar sofrendo com essa redução do clock.

    https://uploads.disquscdn.com/images/468bfb58843c6fc000316a404635610bb3a0ed458106f10e54ed7d1aef8f9bf2.png

  • Diego Coenga

    Essa troca de bateria só podera ser feita numa loja oficial da Apple? Ou a iPlace também vai trocar? Na minha cidade só tem iPlace.

  • A iPlace também já está fazendo, sim.


Carregar mais posts recentes

Relatório de erro de ortografia

O texto a seguir será enviado para nossos editores: