Imagem de destaque

Contas estrangeiras do iCloud de usuários que estão na China também estão sendo migradas para o país


Nesta semana, a Apple anunciou a migração de dados do iCloud de usuários chineses dos EUA para a China. E se existia uma preocupação relacionada a isso, agora esse sentimento poderá aumentar ainda mais. De acordo com o TechCrunch, diversos usuários cujas contas foram abertas nos Estados Unidos, pagam em dólares e/ou estão conectados à App Store americana também estão recebendo o email referente à migração.

ESTRANHO: meu ID Apple americano recebeu o email de transferência do iCloud da China… 🤔

Percebendo o grande número de afetados, o TechCrunch entrou em contato com a Apple e foi direcionado à página de Termos e Condições do processo, onde explica que a migração do iCloud será feita com base na localização dos usuários:

A operação dos serviços iCloud associados aos IDs Apple que tenham a China em sua configuração de país ou região estará sujeita a esta transição. Você será notificado dessa transição por email e notificações em seus dispositivos. Você não precisa tomar qualquer outra ação e pode continuar usando o iCloud na China.

Após 28 de fevereiro de 2018, você precisará concordar com os Termos e Condições do iCloud operado pela GCBD para continuar usando o iCloud na China.

Isso quer dizer que não importa onde no mundo você registrou a sua conta do iCloud: se você estiver na China, precisará passar pela mudança. Ou seja, pessoas que estiverem trabalhando, estudando ou até apenas visitando o lugar terão que migrar seus dados para servidores controlados pela GCBD, que pertence ao governo.

Ainda assim, parece que um usuário encontrou uma maneira de “burlar” essa migração: antes de sair de todos os dispositivos, o usuário deve mudar a conta do iCloud para a China; depois, o usuário muda nas configurações do iPhone e iCloud para os EUA e, então, a conta supostamente não fará mais parte da migração.

Já que essa medida foi implantada para seguir as leis do país, muitos usuários se perguntam se, quando o governo requerer uma backdoor para acessar dados criptografados, a Apple continuará seguindo as leis do local aceitando o pedido ou, talvez, deixar a resposta nas mãos da GCBD (o que daria praticamente no mesmo).

Muitas questões como essas ainda assombram o outro lado do mundo, mas só saberemos de fato o que acontecerá no futuro, quando as primeiras situações conflitantes surgirem. Alguém aqui duvida que elas aparecerão?

Posts recomendados
Comentários

O Modo Escuro foi ativado ou desativado.
Atualize esta página para ver os comentários.


Carregar mais posts recentes

Relatório de erro de ortografia

O texto a seguir será enviado para nossos editores: