John Thune | Imagem: Tom Williams (CQ Roll Call)

Senador dos EUA quer respostas mais claras da Apple sobre polêmica das baterias; número de processos contra a empresa já chega a 30!


Caneta Para notificar nossos editores de um erro no post, selecione o texto e pressione Ctrl + Enter.
Por
11/01/2018 às 18:59

Ledo engano de quem pensou que, com o pedido de desculpas e o anúncio do programa de troca de baterias a preços especiais, a Apple estaria se livrando da batata em brasa que recebeu nas mãos com o início da polêmica dos iPhones que iam ficando (deliberadamente) lentos com o tempo.

Ainda hoje falamos que a empresa estava enfrentando problemas com o estoque de baterias do iPhone 6 Plus, o que já é um início não muito bom para esse processo de limpeza de imagem. Agora, como afirmou a Reuters, a empresa está sendo questionada pelo Senado dos Estados Unidos acerca das suas ações e provavelmente terá que enviar algum executivo a Washington nas próximas semanas.

O republicano John Thune, senador pela Dakota do Sul e presidente do Comitê de Comércio, Ciência e Transporte do Senado, enviou uma carta à Apple no dia 9 último afirmando que “o grande volume de críticas dos consumidores direcionado à companhia por conta da sua admissão da polêmica sugere que deveria ter havido mais transparência [por parte da Apple]”.

O senador pede que a Apple explique melhor a decisão de comprometer silenciosamente a performance de iPhones antigos, querendo saber se a empresa notificou os usuários acerca da desaceleração nas atualizações de software e se havia a opção por parte dos usuários de recusar o update. (Quanto a isso eu já tenho a resposta: não.)

Além disso, Thune pergunta se a empresa considerou tornar a troca das baterias gratuita para os usuários afetados (em vez de oferecer um desconto, como está fazendo) e quer saber também se há um plano de oferecer um ressarcimento aos consumidores que pagaram o preço total para a troca dos componentes antes de 2018. O senador quer as respostas da Apple até 23 de janeiro, daqui a cerca de duas semanas.

O requerimento do senador não é o primeiro caso de órgãos públicos questionando a Apple sobre a polêmica: no início da semana, o órgão francês de defesa do consumidor, DGCCRF (que faz parte do Ministério de Economia do país), anunciou que estava iniciando uma investigação acerca dos atos da Apple. Na lei francesa, é crime diminuir deliberadamente a vida útil de um produto para forçar os consumidores a trocá-lo — resta saber se a instituição determinará que foi essa a intenção da Apple ou não.

·   •   ·

Enquanto isso, a quantidade de processos movidos por consumidores ou grupos que sentiram-se afetados com a ação da Apple continua a subir. Da última vez que falamos sobre isso, eram oito processos em território americano; agora, já são 30 no total — e contando…

Não sabemos até que ponto essas ações são motivadas por um sentimento real de que a Apple agiu de má fé ou são apenas grupos de clientes e advogados querendo faturar em cima de um erro crasso de uma das empresas mais poderosas do mundo, mas o fato é que a Maçã terá de ir ao tribunal em dezenas de ocasiões diferentes nos próximos meses.

As boas notícias para os advogados da empresa são que uma parte considerável destes processos (13 deles, para ser mais exato) foram registrados no norte da Califórnia, bem perto de Cupertino. Ah, e também não apareceu mais nenhuma ação pedindo US$999 bilhões da Apple, então eles podem respirar aliviados. Ou não.

via Ars Technica, iDownloadBlog

Posts relacionados
Comentários
  • Vinícius Miranda

    Eu estou é gostando. Acredito que coisas boas sairão disso.

  • Filipe Abrão

    Ou não… Reputação ruim é difícil de apagar… Espero que ela resolva isso antes de terminar de torrar suas fichas….

  • Anderson Siqueira

    Eu já acho mais difícil apagar a fama de careira…

  • Sugiro leitura de artigo publicado hoje na Folha de autoria de Contardo Calligaris. Tem a ver com o assunto.

  • Alexandre

    Que ótimo!! Deveria ser multada em bilhões de dólares!!

  • Vinícius Miranda

    Eu não me importo com a reputação da Apple, me importo com os produtos. Para ela apagar essa reputação vai ter que fazer coisas melhores, e é isso que eu espero.

  • Igor Flores

    Tu trabalha na Apple? Tá preocupado com a reputação da empresa? Senhor.

  • Douglas Marques

    Tem que tomar multas milionárias para parar de querer enganar os consumidores.

  • Vinícius

    Bruno, só uma dica, não muda muita coisa, mas eu acho que pra quem não conhece muito sobre o funcionamento das casas legislativas, tanto aqui quanto nos EUA, “Committees” tem o mesmo significado e função tanto aqui quanto nos EUA, apesar do prenchimento por parlamentares ser feito de formas diferentes e também a força delas dentro do congresso serem bem diferente entre os dois países.

    Acho que o termo Comissão, em vez de comitê, seria mais apropriado nesse caso. A CCST ou Committee on Commerce, Science, and Transportation do Senado americano é análoga à CTFC – Comissão de Transparência, Governança, Fiscalização e Controle e Defesa do Consumidor e da CCT – Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática do Senado Brasileiro.

    Enfim, é só uma dica mesmo.

  • Filipe Abrão

    Empresas com reputações boas tem práticas melhores com os clientes, eh nisso que acredito.
    Ela sempre teve um ótimo pós venda, e eh conhecida por apesar de preços caros, tratar bem os clientes. Imagina ela abrir mão disso tudo, uma vez que perder a reputação, quem sofre eh a gente, que usa os aparelhos dela..

  • Filipe Abrão

    Lógico, se vc tem um aparelho deles, vc também deveria. Empresas com boa reputação, tem o costume de atender bem neh…

  • Igor Flores

    Reputação é uma das consequências positivas de prestar bom atendimento e não o contrário. A Apple que precisa se preocupar com isso, não eu.

  • Alexander

    Lido. A pergunta é: A device shop da times square oferece bateria originais ou baterias genéricas/alternativas? Pelo que sei a apple não vende bateria para ninguém e rola aquela paranoia da bateria não-original dar algum tilt em algum componente sensível como o chip U2 dos iphones (ou tilt ainda pior)

  • Silva J. Sonivaldo

    Logo haverá milhões sobre efeito placebo, dizendo que foi vítima! Muito mimi por nada. Mais uma manchete que só beneficia especuladores e investidores que anseiam queda da Apple na bolsa de valores. Causando com uma otimização para 1 único modelo, que nem é pecptivel a não ser que rode Benchmark. Em iPhone 6 com mais de dois anos e com a bateria só no pó da rabiola. Fala sério!

  • Felipe

    Acho que o Igor disse tudo…
    Boa reputação é resultado do bom atendimento, produtos de qualidade, etc.
    Ela estar passando por essa “inquisição” não é algo negativo, muito pelo contrário, pois se realmente quer limpar sua ficha, terá que melhorar este e outros pontos.

    Odeio comparativos, mas o caso das baterias explosivas da Samsung fizeram a mesma rebolar nos 30. No final, os consumidores que ganharam 😉

  • Milton Bender Júnior

    As melhores acho que devem ser as inúmeras vagas para cargo de advogado que devem estar abertas. Kkkk

  • Não vejo lógica. Uma empresa com boas práticas como as que você citou, e que tem a reputação manchada por um caso desse tipo vai ter que melhorar ainda mais para reconquistar os consumidores…

    O que o Vinícius falou faz sentido: para recuperar a reputação vão ter que fazer melhor. E fazendo melhor, quem sai ganhando somos nós.

  • Em partes concordo, em partes discordo. Muitas vezes quando gente do governo quer se meter onde não entendem começam a questionar coisas nada a ver, e em partes eu achei nada a ver o questionamento do senador Thune.

  • […]se havia a opção por parte dos usuários de recusar o update. (Quanto a isso eu já tenho a resposta: não.)[.]

    Quarta feira fiz uma viagem de pouco mais de 900km e notei minha bateria acabando mais rápido que o normal, perto de 14h precisei do carregador veicular pra não ficar sem o iPhone pelas próximas dez horas de viagem e num certo momento quando fui olhar o celular fui interrompido pela notificação da atualização de software, consultei meu plano de dados e não é que o bichinho baixou todo o update pela rede móvel entre quedas de sinal, cobertura ruim, gprs, edge, e tudo mais..
    Resumo: o software da Apple tenta forçar a atualização a todo custo, quando você recusa o popup da atualização ele pede autorização pra fazê-lo durante a noite, e caso não estejamos atentos para recusar clicando nas letrinhas miúdas no final da tela ele te engana e faz o que bem foi concebido pra fazer sem vc nem imaginar.


Carregar mais posts recentes

Relatório de erro de ortografia

O texto a seguir será enviado para nossos editores: