Dados do app Saúde são usados como evidência em julgamento de homicídio pela primeira vez


Caneta Para notificar nossos editores de um erro no post, selecione o texto e pressione Ctrl + Enter.
Por
12/01/2018 às 10:12

Hoje em dia, nossos smartphones fazem tanto parte das nossas vidas que eles “sabem” cada passo que damos… e digo literalmente, pois o iPhone é capaz de registrar os passos e armazená-los no aplicativo Saúde (Health) como parte do monitoramento de exercício que fazemos.

Pessoas normais (como espero que todos sejamos) não se sentiriam ameaçadas pelo fato de o dispositivo monitorar os seus passos — afinal, a intenção aqui é verificar o quão sedentário nós somos (ou não). Entretanto, talvez você possa ficar com um pé atrás se fizer algo de errado, já que esse pequeno detalhe pode se tornar uma grande evidência contra você. Pelo menos foi isso que aconteceu na Alemanha, em um caso de homicídio cruel e terrível, conforme contou a Motherboard.

Hussein K., um afegão refugiado, foi acusado de estuprar e matar uma mulher de 19 anos e, em seguida, jogar o corpo dela em um rio. O julgamento do suposto assassino estava acontecendo desde setembro passado e as informações estavam turvas — não haviam certezas, principalmente sobre a idade real de Hussein e a sua localização no horário em que o crime foi cometido.

App Saúde (Health), do iOS 8

O acusado, que tem um iPhone 6s, se negou a dar a sua senha às autoridades. Mas os investigadores não desistiram: contrataram uma empresa local, a qual foi capaz de acessar o aparelho. Então, pelo aplicativo Saúde, eles acharam informações que batem aproximadamente com o horário do crime, assim como a movimentação do criminoso:

O aplicativo registrou uma parte da sua atividade como “subindo escadas”, que as autoridades conseguiram correlacionar com o tempo que ele teria arrastado a vítima para baixo do aterro do rio e depois subiu de volta. A polícia de Freiburg enviou um investigador para a cena para replicar os seus movimentos e, com certeza, a atividade do app Saúde correlacionou-se com o que foi registrado no telefone do réu.

Por mais que seja legal obter informações do aplicativo, este parece o primeiro caso conhecido de um iPhone 6s (modelo confirmado pela mídia local) sendo crackeado — anteriormente, só havia acontecido isso com iPhones 5s e anteriores.

As possibilidades para que isso tenha acontecido são de que o aparelho estivesse rodando um sistema antigo e a empresa se aproveitou de alguma vulnerabilidade já corrigida em sistemas atuais ou — e torcemos para que não seja este o caso — o aparelho rodava o sistema mais novo e, de fato, há uma maneira de burlar a Secure Enclave dos iPhones.

De todo modo, esse caso diz muito sobre a procedência das autoridades quando querem muito alguma coisa…

via Cult of Mac

Posts relacionados
Comentários
  • Rai Medeiros

    Isso é muito Black Mirror. hahaha

  • Pepe Fraccini

    eu tbm! huhuauhauhaua muito alice da minha parte auhuhauhauha

  • Pepe Fraccini

    classico auhauhauhauh ou 000000

  • sigma7777777

    Existe um mercado de crackeamentos ou falhas de segurança, como preferir, isso no âmbito civil. Já no âmbito militar certamente fazem coisas mais avançadas e secretas.

  • Lucas Simões

    Eu tmb hauauahaha

  • lordtux

    Se ele estivesse com o Google Maps instalado era so acessar o menu que estaria la todo o caminho que ele fez também, sendo ainda mais exato.

  • Pedro Canelas

    Mesma coisa aqui. Até no meio do texto eu ainda achava isso, só estava esperando por um Plot Twist a qualquer momento. 😀

  •  david

    É o que mais tem

  •  david

    Roubou o que eu ia escrever, hahahaha

  • Moral da história: se tiver um iPhone, não cometa homicídio com ele ao seu lado.

  • Murilo Callegari

    Hoje em dia todo mundo com “iPhone X e Apple Watch Series 3” no bolso/pulso, tá todo mundo trackeado. Com o iPhone X a Apple acabou com o problema com a justiça nos casos em que pessoas se negavam em dar a senha rs, agora vejam em que nível estamos, a China é o lugar mais populoso do planeta, e sabem quando tempo leva para o governo localizar qualquer pessoa? 7 minutos! Pirem, e olha que chinês é tudo igual hein rs vejam ai no Google “O sistema de câmeras do governo chinês consegue encontrar uma pessoa em 7 minutos”, imagine, todo mundo com as digitais cadastradas no banco de dados da Apple, face escaneada, localização com giroscópio, barômetro, a Siri ouvindo tudo no ambiente, só acredita que a Apple descarta esse diamante em data base quem quer, o banco de dados da Google é o Fort Knox, será que a empresa mais valiosa do mundo não tem o seu também em sigilo para o aprimoramento e a serviço da inteligência americana? Fazem esse teatrinho ai, FBI falando que é mole deles serem a favor dos terroristas, eles confortavelmente assumindo a privacidade e sigilo total dos usuários fazendo assim o marketing perfeito para os tolos cairem no conto da carochinha. Duvido que a Apple não tenha acesso a tudo que ela criou, ela vai falar que é um absurdo igualmente falou que não existia esse negócio de obsolescência programada, em que eu li vários comentários dos baba ovo de Apple achando rídicula essa hipótese, e agora a Apple depois de ter sido desmascarada vem publicamente falar que foi mal pelo vacilo…

  • Murilo Callegari

    kkkkkkk imagine se for o iPhone X e o Apple Watch Series 3 então… rs um não precisa de senha para desbloquear e o outro tem até barômetro rs. É amigo, hoje em dia não pode nem mais ganhar a vida na desonestidade em paz…

  • beeblebrox3

    Num episódio do podcast Segurança Legal comentaram um caso que tem uma leve semelhança com este (embora nada tenha a ver com smartphones e coisa parecida). Se bem me lembro, um cliente escorregou no supermercado e processou o estabelecimento. Então a defesa buscou o perfil de compras do cliente e notou que ele tinha o costume de comprar bebidas alcoolicas, daí alegou que ele caiu pois estava bebado.
    O episódio é 131 – O Segredo dos Supermercados.

  • Marcelo Elizeu

    Isso acontece se se não manter o IOS atualizado e tbm usuários que usam a mesma senha de Facebook, dados pessoais usados como senha ex: data de aniversário e tbm redefinir senha em um e-mail vulneráveis com senhas fáceis, está aí a dica


Carregar mais posts recentes

Relatório de erro de ortografia

O texto a seguir será enviado para nossos editores: