Confira mais demonstrações incríveis das capacidades do ARKit 1.5


Caneta Para notificar nossos editores de um erro no post, selecione o texto e pressione Ctrl + Enter.
Por
14/02/2018 às 18:58

Tim Cook e toda a equipe de executivos da Apple já deixaram bem claro que apostam muitas fichas em realidade aumentada, principalmente depois que lançaram o ARKit.

Passado algum tempo desde então, agora a Apple tem uma página própria para divulgar as possibilidades de seu framework de AR. Entre outras coisas, a empresa destaca o ARKit sendo usado para jogos, produtividade, na educação e mais.

Desde que surgiu a primeira beta do sistema que suporta o framework, desenvolvedores criaram muitas coisas incríveis com ele e nós já vimos diversas dessas estripulias tecnológicas, principalmente quando tomaram forma em diversos aplicativos, disponíveis para os aparelhos que suportam o ARKit.

Agora com a versão 1.5 do framework, que está em beta e virá com melhorias significativas, incluindo detecção de superfícies verticais, você não achou que os desenvolvedores parariam de colocar em prática sua imaginação, achou?

A primeira leva de demonstrações nós já publicamos, e aqui vai mais um pouco de entretenimento da realidade aumentada possibilitada pelo framework da Maçã.

Reconhecimento de imagem com o ARKit 1.5

Imagine se, para saber mais informações sobre algum livro ou produto, você só precisasse apontar seu aparelho na direção dele e, pronto, “magicamente” está tudo na palma de sua mão? Certamente, com a realidade aumentada, muitas lojas ou locais de exposição de artigos poderão se beneficiar dessa tecnologia, como é demonstrado abaixo:

Uma pequena demo do que é possível com Reconhecimento de Imagem no ARKit, vindo no iOS 11.3.

Detecção de superfícies verticais

Veja abaixo vídeos que mostram a capacidade de detecção de superfícies horizontais e verticais. No primeiro é possível ver isso com bastante precisão, a partir da simulação de “barreiras” feitas pelo computador e pela mesa.

A detecção de superfície vertical no #arkit 1.5 funciona muito bem. Aliás, este é o meu escritório na sede da Readdle.

Brincando com a detecção de imagem de referência do ARKit para uma publicação no @9to5mac.

ARClock usando ARKit 1.5 e detecção vertical de plano. #arkit #AugmentedReality

Mapeamento de área

Uma das melhorias a virem na versão 1.5 do ARKit é o mapeamento de superfícies e áreas completas, o que vai possibilitar um trabalho muito mais abrangente e detalhista a ser aproveitado pelos desenvolvedores. Veja exemplos abaixo:

Me divertindo com os planos e malhas verticais do ARKit 1.5… muitas possibilidades. Melhor oclusão, mapeamento de salas, etc.

Notícias ganhando vida na sua sala

Qual é o limite da realidade aumentada? Eu nunca me atrevo a arriscar nesse tipo de questão, já que a inteligência e a criatividade humana, para mim, são algo inesgotável e em constante evolução.

Provando a minha teoria, o New York Times anunciou algo muito bacana: a junção de realidade aumentada e jornalismo. Agora, pelo seu app, você poderá de fato ver as notícias, acompanhadas por animações que podem ser vistas em detalhe com o AR, assim como mais informações sobre o que você vê na tela.

New York Times Realidade aumentada

Mas não é somente o NYT que está inovando nesse sentido. O Quartz também já adicionou a realidade aumentada em seu aplicativo, no qual é possível ver de perto alguns objetos como a SpaceX, a Pedra de Rosetta, o Muro de Berlim e tantos outros.

Quartz realidade aumentada

Apple na Game Developers Conference

Um dos maiores apelos da realidade aumentada certamente é seu uso em jogos. Neste ano a Apple apresentará, pela primeira vez, uma sessão na Game Developers Conference.

A conferência acontecerá de 19 a 23 de março, no Moscone Center, em San Francisco (Califórnia, EUA), e a Maçã será representada por Michael Kuhn, líder da equipe de engenheiros por trás do ARKit.

Com o título “Introduction to Apple’s ARKit: Best practices and recent updates” (algo como “Introdução ao ARKit da Apple: Melhores práticas e atualizações recentes”), serão abordados diversos conceitos básicos do framework e instruções de como começar a utilizá-lo da melhor forma.

·   •   ·

De fato, este é só o pontapé inicial dessa tecnologia, que certamente dará muitos bons frutos daqui a algum tempo.

via 9to5Mac; MacStories: 1, 2; MacRumors

Posts relacionados
Comentários

Carregar mais posts recentes

Relatório de erro de ortografia

O texto a seguir será enviado para nossos editores: