Uso da GrayKey para desbloquear iPhones se dissemina nos EUA — contrariando o que diz o FBI


Já explicamos em detalhes aqui o funcionamento da GrayKey, a famigerada caixinha preta de uma empresa um tanto obscura chamada Grayshift que desbloqueia qualquer iPhone rodando versões recentes do iOS.

Falamos também que o Departamento de Estado dos Estados Unidos já tratou de comprar a sua para fazer operações no limiar da legalidade e desbloquear iPhones recuperados de criminosos ou suspeitos. Agora, temos o próximo passo no prosseguimento natural dessa história.

GrayKey da Grayshift

Segundo uma reportagem da Motherboard, polícias de vários estados e localidades dos EUA já estão com uma GrayKey para chamar de sua, desbloqueando iPhones ao seu bel prazer. Forças como a Maryland State Police, a Indiana State Police e a Miami-Dade State Police são algumas das citadas pela matéria como já tendo nas mãos uma ou mais caixinhas pretas — ou recebendo uma muito em breve.

A CIA também já tirou o escorpião do bolso para comprar a ferramenta relativamente barata (“relativamente” porque o processo de desbloqueio de um iPhone pela Cellebrite, por exemplo, custa centenas de vezes mais). Departamentos de combate às drogas também estão interessados na GrayKey, segundo as fontes.

Mas por que isso é um problema, exatamente? Bom, além do uso da ferramenta estar, como eu disse, no limiar da legalidade no que se refere à invasão de privacidade e ao direito civil em geral, as informações também contrariam afirmações dadas recentemente pelo FBI. A agência de segurança tem declarado, em várias oportunidades, que as opções para desbloqueio de iPhones entre as forças da lei americana estão minguando e que isso está atrapalhando uma série de investigações vigentes.

As declarações do FBI — que, se as informações trazidas pelo Motherboard procederem, são bem mentirosas — podem ser o caminho para mais uma rodada de lobby da agência para que a Apple crie um sistema operacional especial com brechas propositais que a permitam acessar tais dados a qualquer momento, coisa que a Maçã sempre negou veementemente e não dá sinais de voltar atrás.

Para o FBI, claro, é muito mais conveniente ter um sistema especial e poder acessar qualquer iPhone sem mover uma palha do que ter que gastar tempo e dinheiro com a GrayKey ou qualquer outra solução terceirizada de desbloqueio. Mas as estratégias para tentar convencer a Apple — e a opinião pública — disso podem não estar sendo as mais nobres, pelo visto.

via 9to5Mac

Posts recomendados
Comentários

O Modo Escuro foi ativado ou desativado.
Atualize esta página para ver os comentários.


Carregar mais posts recentes

Relatório de erro de ortografia

O texto a seguir será enviado para nossos editores: