Apple poderá começar a vender assinaturas de serviços de streaming de vídeo pelo app TV


As ambições da Apple no mundo do conteúdo original de séries (e talvez até filmes) já não são novidade — vira e mexe comentamos aqui no site muitas as investidas da Apple neste setor —, mas isso não significa que a Maçã não esteja se esforçando também para manter relações cada vez melhores com outras provedoras de conteúdo, como plataformas de streaming de vídeo e aplicativos de segunda tela.

A prova disso é a novidade trazida por fontes da Bloomberg: aparentemente, a Apple está pretendendo adicionar — até o ano que vem — uma forma dos usuários assinarem serviços de streaming de vídeos de terceiros diretamente pelo app TV, presente nos iPhones/iPads/iPods touch e na Apple TV.


Ícone do app Apple TV

Apple TV

de Apple

Compatível com iPadsCompatível com iPhones
Versão 1.2.4 (729.1 KB)
Requer o iOS 10.2 ou superior

Grátis

Badge - Baixar na App Store

Código QR Código QR

Screenshot do app Apple TVScreenshot do app Apple TVScreenshot do app Apple TV

Atualmente, ao tentar acessar no app o conteúdo de uma plataforma da qual você não é assinante, ele lhe direciona para a página oficial de assinatura no site ou para o app do serviço, o que representa uma “quebra” da experiência fluida que a Apple tanto preza. Com a mudança, os usuários poderão contratar os serviços que queiram sem sair do aplicativo, usufruindo possivelmente dos benefícios do ecossistema da Apple, como o preenchimento automático de informações e — quem sabe — até mesmo o Apple Pay.

Para complementar a mudança, inclusive, a Bloomberg sugere que a Apple poderá realizar uma mudança no próprio funcionamento do app TV. Atualmente, o streaming do conteúdo selecionado é feito nos próprios aplicativos dos serviços em questão, mas a Maçã pode, em breve, passar a exibir os filmes e séries dentro do seu app, “importando” os dados das plataformas.

Não há informações sobre quais serviços entrariam na iniciativa da Apple, mas podemos contar o principal deles (o Netflix) como carta fora do baralho, já que nem parte do app TV ele é (ainda?).

Teremos que aguardar para ver, também, qual será a reação das plataformas de streaming com a novidade. Naturalmente, a ideia da Maçã com a jogada é passar a lucrar com o app TV, que atualmente representa receita zero para a empresa — o lucro, claro, viria de uma porcentagem do dinheiro das assinaturas que iria direto para os cofres de Cupertino, como já ocorre na App Store. Se HBO, Hulu e companhia limitada estão dispostas a abrir mão de uma fatia dos seus lucros para (potencialmente) atrair um número maior de clientes, isso só o tempo dirá.

via 9to5Mac

Posts recomendados
Comentários

O Modo Escuro foi ativado ou desativado.
Atualize esta página para ver os comentários.


Carregar mais posts recentes

Relatório de erro de ortografia

O texto a seguir será enviado para nossos editores: