Apple poderá começar a vender assinaturas de serviços de streaming de vídeo pelo app TV


As ambições da Apple no mundo do conteúdo original de séries (e talvez até filmes) já não são novidade — vira e mexe comentamos aqui no site muitas as investidas da Apple neste setor —, mas isso não significa que a Maçã não esteja se esforçando também para manter relações cada vez melhores com outras provedoras de conteúdo, como plataformas de streaming de vídeo e aplicativos de segunda tela.

A prova disso é a novidade trazida por fontes da Bloomberg: aparentemente, a Apple está pretendendo adicionar — até o ano que vem — uma forma dos usuários assinarem serviços de streaming de vídeos de terceiros diretamente pelo app TV, presente nos iPhones/iPads/iPods touch e na Apple TV.


Ícone do app Apple TV

Apple TV

de Apple

Compatível com iPadsCompatível com iPhones
Versão 1.3.1 (1 MB)
Requer o iOS 10.2 ou superior

Grátis

Badge - Baixar na App Store

Código QR Código QR

Screenshot do app Apple TVScreenshot do app Apple TVScreenshot do app Apple TVScreenshot do app Apple TV

Atualmente, ao tentar acessar no app o conteúdo de uma plataforma da qual você não é assinante, ele lhe direciona para a página oficial de assinatura no site ou para o app do serviço, o que representa uma “quebra” da experiência fluida que a Apple tanto preza. Com a mudança, os usuários poderão contratar os serviços que queiram sem sair do aplicativo, usufruindo possivelmente dos benefícios do ecossistema da Apple, como o preenchimento automático de informações e — quem sabe — até mesmo o Apple Pay.

Para complementar a mudança, inclusive, a Bloomberg sugere que a Apple poderá realizar uma mudança no próprio funcionamento do app TV. Atualmente, o streaming do conteúdo selecionado é feito nos próprios aplicativos dos serviços em questão, mas a Maçã pode, em breve, passar a exibir os filmes e séries dentro do seu app, “importando” os dados das plataformas.

Não há informações sobre quais serviços entrariam na iniciativa da Apple, mas podemos contar o principal deles (o Netflix) como carta fora do baralho, já que nem parte do app TV ele é (ainda?).

Teremos que aguardar para ver, também, qual será a reação das plataformas de streaming com a novidade. Naturalmente, a ideia da Maçã com a jogada é passar a lucrar com o app TV, que atualmente representa receita zero para a empresa — o lucro, claro, viria de uma porcentagem do dinheiro das assinaturas que iria direto para os cofres de Cupertino, como já ocorre na App Store. Se HBO, Hulu e companhia limitada estão dispostas a abrir mão de uma fatia dos seus lucros para (potencialmente) atrair um número maior de clientes, isso só o tempo dirá.

via 9to5Mac

Posts recomendados
Comentários

O Modo Escuro foi ativado ou desativado.
Atualize esta página para ver os comentários.


Carregar mais posts recentes

Relatório de erro de ortografia

O texto a seguir será enviado para nossos editores: