Apple quer lançar um cartão de crédito “Apple Pay” com o banco Goldman Sachs; no Brasil, há conversas com o Itaú


De acordo com fontes do Wall Street Journal, a Apple estaria costurando um acordo com o banco de investimentos americano Goldman Sachs para lançar um novo cartão de crédito até o início de 2019. Segundo o jornal, o cartão levaria a marca Apple Pay e o banco poderia também liberar empréstimos (nas próprias lojas) para consumidores em compras da Maçã — isso tudo nos Estados Unidos, é claro.

A Apple e o Goldman Sachs estão se preparando para lançar um novo cartão de crédito conjunto, uma medida que intensificaria a participação da gigante da tecnologia na carteira dos seus clientes. A parceria será estendida em outros serviços, como oferta de empréstimos para compras de iPhones e outros gadgets nas lojas da Apple.

Ambas as empresas continuam discutindo os termos e benefícios do possível cartão de crédito, incluindo outras vantagens para clientes, segundo as fontes.

O contato entre as duas companhias não é de hoje; em fevereiro passado, a Apple procurou o banco para pensar em maneiras de tornar mais fácil a compra de determinados produtos. Logicamente é um acordo positivo nas duas vias, já que o Goldman Sachs busca expandir o seu serviço de empréstimos.

Ainda de acordo com o jornal, a Apple estaria dando ainda mais atenção ao seu crescente negócio de serviços, do qual o Apple Pay faz parte. Segundo os resultados de uma pesquisa com base na adoção do serviço de pagamentos da Apple realizado pelo grupo Loup Ventures, cerca de 13% dos usuários de iPhones no mundo disseram ter habilitado o Apple Pay.

Atualmente, a Maçã recebe 0,15% de taxa em compras realizadas pelo Apple Pay nos dispositivos móveis, independente da bandeira do cartão de crédito utilizado. Segundo uma fonte do iClarified, a empresa poderia dobrar os lucros dessa taxa se fossem utilizados cartões com a marca do serviço digital da companhia.

Produtos da Apple

Com a nova parceria, a Apple fecharia o ciclo de trabalho com a Barclays, companhia com a qual já possui um cartão que conta com um programa especial de recompensa. Da forma como é hoje, compras realizadas com o cartão Visa da Barclays geram 3 pontos a cada US$1 gasto em lojas da Apple; 2 pontos para cada US$1 gasto em restaurantes e um 1 para cada US$1 em outras compras. A partir de 2.500 pontos, o usuário pode adquirir um cartão de presente da App Store ou do iTunes no valor de US$25.

É possível que a Apple continue com o mesmo programa de recompensa no suposto cartão com a Goldman Sachs, no entanto, sabemos que podem vir mudanças por aí.

Planos para o Brasil

De acordo com uma fonte do MacMagazine, a Apple e o Banco Itaú estariam conversando sobre ampliar a atual parceria que existe entre as empresas.

Hoje, o Itaú tem a exclusividade do Apple Pay no Brasil (pelo que ouvimos, por um período de 90 dias). A ideia, segundo informações que recebemos, é justamente lançar um cartão de crédito similar a esse que existe nos EUA, oferecendo descontos, ofertas e condições de financiamento exclusivos para clientes que possuem o cartão.

via MacRumors

Posts recomendados
Comentários

O Modo Escuro foi ativado ou desativado.
Atualize esta página para ver os comentários.


Carregar mais posts recentes

Relatório de erro de ortografia

O texto a seguir será enviado para nossos editores: