Fabricante chinesa Vivo apresenta primeiro smartphone (quase) sem bordas e sem recorte


A visão original era da Apple. A Lenovo até que prometeu, mas acabou virando chacota. Agora, a chinesa Vivo tornou-se a primeira fabricante de smartphones do mundo a apresentar um aparelho verdadeiramente sem bordas (ou quase isso) e sem recorte, colocando basicamente uma tela flutuante nas mãos dos usuários.

Este é o Vivo NEX!

Vivo NEX, primeiro smartphone sem borda e sem recorte

Quando eu digo que ele é quase sem bordas, me refiro, naturalmente, ao discreto “queixo” na parte inferior do aparelho — que, aliás, é regra em todos os smartphones ditos “sem bordas” do mundo Android, com notch ou não. Isso porque a Apple é a única empresa que “dobra” a tela para colocar os seus drivers escondidos atrás dela, em vez de reservar um espaço na parte inferior para eles. Ainda assim, não dá para dizer que o “queixo” do NEX tira seu poder de impressionar.

Para superar as limitações físicas do design, a Vivo tem algumas cartas na manga curiosas. O alto-falante para chamadas é embutido na própria tela, por meio de uma tecnologia chamada Screen SoundCasting — que faz os sons vibrarem pelo vidro e, segundo a fabricante, deixam a qualidade sonora ainda melhor que a de um modelo tradicional. O leitor de digitais, por sua vez, também é embutido na tela — a própria Vivo foi a pioneira no quesito ao apresentar um modelo com a tecnologia no início do ano.

A câmera de selfie, por sua vez, é engenhosa: a peça de 8 megapixels fica escondida num compartimento retrátil, motorizado, que sobe e desce automaticamente quando se abre o aplicativo da câmera; o movimento dura menos de um segundo — ou seja, basicamente o tempo de inicialização do software. Fica o questionamento sobre a durabilidade do componente, mas que a ideia é boa (e engraçadinha), é.

Vivo NEX, primeiro smartphone sem borda e sem recorte

No mais, o Vivo NEX é um smartphone de última geração com especificações a caráter. A famigerada tela Super AMOLED tem 6,59 polegadas e uma proporção tela-corpo de 91,24% — a maior taxa já vista num smartphone. O processador é um Qualcomm Snapdragon 845, acoplado a um chip gráfico Adreno 630, e temos ainda 8GB de RAM, 256GB de armazenamento, bateria de 4.000mAh e um módulo de câmera duplo na traseira, com um componente de 12 e outro de 5 megapixels. Ah, temos também uma saída para fones de ouvido, para enterrar um pouco mais aquele papo de “precisávamos de espaço”!

Há, também, uma versão um pouco mais “modesta”, com o mesmíssimo design e tela mas com processador Snapdragon 710, 6GB de RAM e 128GB de armazenamento. As duas já saem de fábrica rodando o Android 8.1 “Oreo” com a camada de modificação Funtouch, da Vivo.

Vivo NEX contra iPhone X.

Qual tem menos bordas para vocês?

Se alguém se animou, é bom tirar o cavalinho da chuva ou começar a economizar para uma passagem até a China: o Vivo NEX só será vendido por lá, e sairá por 4.998 yuans (cerca de R$2.900) na sua versão mais cara; ele chegará às lojas orientais nos próximos meses.

Bom, ao menos pode ser o início de uma nova tendência… vocês curtiram?

via The Verge

Posts recomendados
Comentários

O Modo Escuro foi ativado ou desativado.
Atualize esta página para ver os comentários.


Carregar mais posts recentes

Relatório de erro de ortografia

O texto a seguir será enviado para nossos editores: