iPhone 8 foi o smartphone mais vendido do mundo em maio, superando o Galaxy S9+


Engraçado como o mundo dá voltas. Há um mês, comentei aqui que o Galaxy S9+ tinha sido o smartphone mais vendido do mundo no mês de abril e especulei se o reinado do iPhone X, que vinha liderando as paradas desde o seu lançamento, tinha terminado. Bom… ainda é cedo para dizer, mas o fato é que nem o Galaxy nem o iPhone X tomaram a coroa no mês de maio — quem o fez foi um outro dispositivo com a Maçã nas costas.

Segundo dados da Counterpoint Research, o iPhone 8 foi o smartphone mais vendido do mundo no mês de maio, com uma fatia de 2,4% do mercado — a mesma conquistada pelo Galaxy S9+, que ficou em segundo lugar pelos decimais de vendas. Já o iPhone X foi somente o terceiro da lista, com um share de 2,3%.

Smartphones mais vendidos do mundo em maio de 2018, Counterpoint Research

A Counterpoint afirmou que a vitória da Apple é fruto especialmente de campanhas bem-sucedidas, como a série de vídeos explicativos de como tirar fotos melhores com iPhones, além da publicidade massiva em eventos como a Copa do Mundo, que deu uma mãozinha para a Maçã nas vendas europeias.

O restante da pesquisa é tomado por mais dois modelos das eternas concorrentes (iPhone 8 Plus em quinto lugar e Galaxy S9 em sexto) e, de resto, somente chineses — são dois modelos da Xiaomi, um da Huawei, um da OPPO e um da Vivo, o que no mínimo mostra a força cada vez mais surpreendente das fabricantes — e do mercado consumidor — do País da Muralha.

Tudo isso parece razoavelmente bom para a Apple, mas o AppleInsider apontou que é melhor do que parece: os modelos mais caros da Maçã, afinal, abocanharam 36% do universo de dez modelos mais vendidos do mundo em maio; os da Samsung, por sua vez, ficaram com uma fatia de 24% desse grupo. E, como bem se sabe, são as vendas de smartphones topo-de-linha que geram mais dinheiro para as empresas — o que explica o motivo de a Apple estar ganhando muito mais dinheiro que a Samsung. O restante do Top 10, é bom notar, é tomado por modelos mais baratos, que vão de US$150 a US$520.

Se há uma lição que pode ser tirada disso tudo, é que as previsões apocalípticas acerca do preço do iPhone X (e do aumento de preço dos iPhones 8/8 Plus em relação aos seus antecessores) provaram-se erradas. Os consumidores vão pagar mais por smartphones mais caros se as empresas os convencerem desses benefícios… até um certo limite, claro. E nesse meio tempo, naturalmente, quem se dá mal somos nós aqui na nossa gloriosa república do iPhone X de sete mil reais.

Vamos ver como serão os próximos meses…

Posts recomendados
Comentários

O Modo Escuro foi ativado ou desativado.
Atualize esta página para ver os comentários.


Carregar mais posts recentes

Relatório de erro de ortografia

O texto a seguir será enviado para nossos editores: