Apple agora tem um chefe de aprendizado de máquina e estratégias de IA

Imagem de destaque


No começo de abril, informamos que John Giannandrea foi contratado pela Apple a fim de liderar internamente tudo relacionado à Siri. Hoje, pouco mais de três meses depois, a Apple mostrou que já rearrumou a casa.

John Giannandrea na página de liderança da Apple

Ao entrar na página de Liderança da empresa, vemos que Giannandrea aparece agora como chefe de aprendizado de máquina (machine learning, ou MI)/estratégias em inteligência artificial (artificial intelligence, ou AI). Isso, na prática, significa que as equipes de MI/AI e da Siri agora estão trabalhando sob a supervisão do novo executivo, que responde ao CEO Tim Cook — antes, a Siri estava sob o comando de Craig Federighi, chefão dos sistemas operacionais da Maçã.

Levando em conta a importância da inteligência artificial para alguns serviços/produtos da Apple, faz bastante sentido termos um chefão como Giannandrea, com ampla experiência (ele passou os últimos oito anos liderando os esforços do Google em IA) comandando as duas equipes. Sob sua liderança, a Apple continuará construindo suas equipes de ML/AI e se concentrando na computação geral na nuvem, juntamente com processamento de dados no próprio dispositivo (algo que a Apple explora bastante a fim de manter a privacidade de usuários intacta).

Antes de trabalhar no Google, Giannandrea cofundou duas empresas de tecnologia, a Tellme Networks e a Metaweb Technologies. No início de sua carreira, ele foi engenheiro sênior na General Magic após se formar na Universidade de Strathclyde, em Glasgow (na Escócia), onde obteve o título de Bacharel em Ciência com Honras em Ciência da Computação e recebeu o Doutorado Honoris Causa. John faz parte do conselho de curadores do Instituto SETI e da Escola de Castilleja.

Como curiosidade, a General Magic foi uma empresa fundada por membros da equipe da Apple em 1989, incluindo Andy Hertzfeld, Marc Porat e Bill Atkinson. Embora ela tenha sido um fracasso, gerou inovações tecnológicas, incluindo minúsculas telas sensíveis ao toque e softwares de modems, como informou o TechCrunch. A General Magic também serviu como uma incubadora/empregadora de pessoas talentosas que já passaram pela Apple, como Susan Kare, Tony Fadell, Andy Rubin, Megan Smith e o atual vice-presidente de tecnologias Kevin Lynch.

Posts recomendados
Comentários

O Modo Escuro foi ativado ou desativado.
Atualize esta página para ver os comentários.


Carregar mais posts recentes

Relatório de erro de ortografia

O texto a seguir será enviado para nossos editores: