Facebook lança alto-falantes inteligentes com câmeras que lhe seguem


O Facebook não está no melhor momento da sua história. A empresa tem sua imagem manchada por controvérsias de todos os tipos, desde a fábrica de notícias falsas gerada pela sua influência até os problemas graves os quais mostram que a privacidade do usuário não é prioridade por lá — questões que se tornaram tão sérias que levaram Mark Zuckerberg a nada menos que o Senado dos EUA para responder perguntas.

Qual seria uma atitude sensata para um momento tão delicado, portanto? Talvez apresentar os dois primeiros alto-falantes inteligentes da empresa, equipados com câmeras que literalmente seguem o usuário na privacidade do seu lar? Bom… aparentemente alguém bem influente em Menlo Park acha que sim, pois foi exatamente isso que aconteceu. Conheçam os dispositivos Portal:

Facebook Portal, alto-falantes inteligentes da empresa

Descritos como uma forma mais fácil de se conectar aos seus amigos por meio de videochamadas, os alto-falantes inteligentes trazem a Alexa como assistente digital e têm como diferencial uma câmera inteligente que detecta o usuário e o acompanha — ou seja, você pode iniciar uma ligação de vídeo e se movimentar pelo cômodo; a câmera vai se movimentar e dar zoom para acompanhar seus movimentos, tornando a experiência, nas palavras do Facebook, mais livre e natural.

Claro que a empresa está ciente do pé atrás que a maioria dos usuários tem com suas políticas de privacidade, então está incluindo duas ferramentas que podem (ou não) apaziguar os ânimos alheios. A primeira é um botão especial que serve apenas para desligar qualquer tipo de atividade da câmera e dos microfones a qualquer momento. A segunda é uma capinha de borracha que você pode usar para cobrir a lente dos dispositivos sempre que quiser — talvez a inspiração para a ideia tenha sido o próprio Zuckerberg.

Além dos recursos de videochamada, que são baseados no Facebook Messenger, temos suporte ao Spotify, ao Pandora e ao iHeartRadio; é possível assistir a vídeos por algumas plataformas (nada de YouTube) e pelo Facebook Watch. Tirando isso, os dispositivos são bem limitados — não é possível nem sequer realizar conversas de texto pelo Messenger ou dar uma olhada no seu feed do Facebook, e a versão modificada do Android não permite a instalação de outros apps.

São dois modelos: o Portal “tradicional” tem uma tela de 10 polegadas e resolução de 1280×800 pixels; o Portal+, com design mais interessante, tem uma tela Full HD de 15,6 polegadas que pode ser rotacionada e utilizada tanto em modo retrato como paisagem. Eles custam US$200 e US$350, respectivamente, e já estão em pré-venda em seu site oficial (com entregas somente nos EUA) com o lançamento previsto para novembro.

Quem vai?

via Recode

Posts recomendados
Comentários

O Modo Escuro foi ativado ou desativado.
Atualize esta página para ver os comentários.


Carregar mais posts recentes

Relatório de erro de ortografia

O texto a seguir será enviado para nossos editores: