Imagem de destaque

Séries da Apple poderão ser vistas gratuitamente num app TV renovado, diz reportagem


As notícias sobre as produções originais da Apple saem todos os dias em volumes cada vez maiores, mas ninguém tem ainda uma visão clara de como a Maçã fará a distribuição dessa quantidade cavalar de conteúdo. Agora, a CNBC chegou com uma reportagem que pode nos dar algumas pistas em relação ao assunto.

Citando fontes familiares aos planos da Apple, a matéria afirma que a empresa estaria planejando uma renovação no seu aplicativo TV, que se tornaria o epicentro da sua experiência de conteúdo audiovisual — não só com séries originais, mas também com a programação de outros serviços de streaming. Em outras palavras, você teria no mesmo ambiente acesso aos programas da Maçã e, mediante o pagamento das respectivas assinaturas, acesso a séries de serviços como Netflix, Amazon Prime Video, Hulu e HBO Go (tudo depende de acordos da Apple com essas empresas, claro).

A parte mais interessante? De acordo com a reportagem, a Apple não cobrará nada para que seus usuários assistam às suas produções originais — se você tem acesso ao app TV (ou, em outras palavras, se tem um iPhone, iPad ou Apple TV moderno), o acesso à programação da Maçã está garantido. Isso já acontece, aliás, com o “Carpool Karaoke”, mas ainda não está claro se estender-se-á a todos os programas e séries originais eventualmente lançados pela Apple ou somente a uma porção deles.

O prospecto de um serviço de assinatura, entretanto, ainda é real. De acordo com as fontes, a Apple estaria em busca da criação de franquias atraentes (como “Game of Thrones” é para a HBO ou “Stranger Things” é para a Netflix) que, mais para a frente, dariam à empresa a condição de começar essa segunda jogada, em que, aí sim, os usuários teriam de começar a pagar uma quantia mensal para acessar conteúdos selecionados da sua biblioteca.

A estratégia pode ser a explicação para o fato de que, nesse primeiro momento, a Apple esteja produzindo apenas séries “para toda a família” e sem conteúdos pesados de sexo ou violência: como afirmou o repórter Alex Sherman, afinal, “se esse conteúdo será distribuído gratuitamente para todos os usuários da plataforma, ele deve ser livre para todos os públicos”. Talvez, ao iniciar o projeto da assinatura paga, a Apple possa incluir conteúdos mais adultos em suas produções — mas esse é só um palpite.

Segundo a reportagem, o novo app TV já com as primeiras produções originais da Apple chegaria no início de 2019, corroborando previsões anteriores feitas pela Bloomberg. Será que vai dar caldo?

via 9to5Mac

Posts recomendados
Comentários

O Modo Escuro foi ativado ou desativado.
Atualize esta página para ver os comentários.


Carregar mais posts recentes

Relatório de erro de ortografia

O texto a seguir será enviado para nossos editores: