DRM no YouTube

Eric Schmidt, o CEO do Google, afirmou — em um encontro com executivos de cinema e TV — em Las Vegas, que sua empresa está muito próxima de lançar um filtro de conteúdo para o YouTube.

Publicidade

Segundo ele, tal ferramenta, chamada de “Claim Your Content” será capaz de monitorar, em tempo real, os uploads feitos para o site de vídeos e rejeitar os que possuam as características de vídeos considerados irregulares: cenas de sexo e violência, por exemplo, além de conteúdo com direitos autorais protegidos.

Certamente o processo de indenização que a Viacom move contra o YouTube apressou o desenvolvimento dessa ferramenta. O que mais me espanta é ver a Google ir na contramão do movimento anti-DRM liderado pela Apple e, ao qual, até mesmo a Microsoft, acreditem, vem se alinhando.

Posts relacionados

Comentários